Diário da Região

01/06/2018 - 23h40min

Cartas do Leitor

Petrobrás

O governo golpista via Pedro Parente fez um desmonte absurdo da maior empresa de exploração do pré-sal, que é a maior riqueza do planeta, face à metodologia de extração de águas profundas ao preço equivalente à extração a partir da superfície do solo. Ao Tio Sam, as benesses do óleo barato e que após o refino nos impõe importação de 56% dos derivados.

É fácil, quando se ostenta posição social de destaque, dizer que se iniciou às atividades laborais, ou dizer-se engraxate quando aos 14 anos. Contamos 14 milhões analfabetos absolutos e 35 milhões de analfabetos funcionais. Não podemos desprezar tão significativa parcela.

A ferrovia Norte-Sul implantada pelo governo petista é a maior transportadora de grãos da região centro e centro-oeste em direção aos portos da região norte do Brasil. São mais de 1.200 km dos 4.200 km previstos.

Vivemos momento em que não se justifica os em-nem. A Agência Nacional de Transportes Aquaviários registra, para o Brasil, mais de 20 mil quilômetros de vias economicamente navegadas 49,9% da malha total. Registra-se 80% da malha na bacia Amazônica.

Artigo 5ª e inciso LVII da CF de 1988 estão sendo aviltados e creio, ameaçada toda população Os governos Lula e Dilma promoveram a maior distribuição de rendas jamais presenciada no mundo, o que lhes atribui a respeitabilidade dos Países da ONU. Foi por aí que o Brasil desapareceu do mapa da fome segundo a FAU/ONU. Tristemente vê-se o retorno àquele flagelo.

Alfio Bogdan, Rio Preto.

Solidariedade

Total solidariedade ao senhor Odilon Ismael autor do texto publicado nesta coluna no dia 30/05. Mais uma vítima do modus operandi "canalha" de difamar o reclamante lançando suspeitas caluniosas sobre a sua vida pregressa. Também me indignei quando fui vítima dessa mesma estratégia manhosa e amoral quando urdiram numa ótica numa imobiliária numa factoring ou em um escritório de advocacia o plano visando e conseguindo me tirar o benefício da justiça gratuita usando as mesmas injúrias sobre o modo perdulário e irresponsável com que eu e minha família havíamos "torrado" dinheiro.

Interessante ou revoltante o fato de um dos dois signatários da ação há dias me procurar e pedir desculpas pois "havia assinado sem ler". Portanto Odilon, caro parceiro nas fileiras dos injustiçados, só nos resta a lição de que dentro do legal há muita imoralidade.

Norberto Carlos Dieguez, Rio Preto.

Câmara

Senti na pele o descaso dos políticos em relação ao povo brasileiro! Após cancelar agenda no escritório para prontamente debater, agregar e discutir propostas numa audiência pública proposta pela comissão de obras da Câmara Municipal de Rio Preto, eu e mais alguns profissionais presentes nos surpreendemos com uma audiência, do tipo mais rápida que preparar um miojo.

O condutor da pauta leu o convite, perguntou se alguém tinha alguma colocação e em segundos declarou encerrada a sessão! Ficamos ali atônitos sem saber o que estava acontecendo. Aí veio o escárnio. "Tá vendo? É assim que se faz, ninguém fala nada". Essa postura provocou sentimentos que há tempos não sentia.

Externei meu repúdio àquele circo armado e junto com outros colegas protocolamos um pedido de nulidade desse ato insano, desrespeitoso com a população rio-pretense. Houve espanto por parte dos políticos locais que ouviram que não queremos mais do mesmo, que devem legislar para causas comuns ao bem da coletividade e não de seus próprios interesses e de seus patrocinadores.

Conclusão: a mudança começa na casa da gente, na cidade da gente. Ainda custa-me acreditar o momento surreal que vivi, mas por outro lado feliz por ter me despertado a vontade de buscar solução para essa situação, por aqui mesmo, apenas agregando os que assim também pensam. Não tenho dúvidas de que será possível! Vamos nos apropriar do que é nosso e que os políticos entendam que nos representam e não a seus próprios interesses apenas!

Marcelo Cury, Rio Preto.

Sexo e sono

O texto de Mirian Goldberg "Eles também querem dormir um pouco mais" (Folha, 29/5) termina perguntando se o leitor gostaria de renunciar a minutos de sono para uma boa transa. Minha resposta é positiva, apesar da pesquisa da antropóloga ter levantados dados que afirmam muitos homens e mulheres estarem diminuindo a atividade sexual, devido à depressão e à angústia da vida moderna.

A meu ver, acontece o contrário: é a abstinência sexual que cria o estresse existencial. Não podemos esquecer que os dois instintos fundamentais, do homem como do animal, são a conservação própria (pelo alimento) e da espécie (pela cópula).

Já foi demonstrado que o prazer mais intenso que existe no mundo é a relação amorosa entre um homem e uma mulher. Por que, então, renunciar a isso? Como dizia o poeta gaiato, "chega de hipocrisia, sexo noite e dia".

Salvatore D'Onofrio, Rio Preto.

Sábados

Para os antigos, o sábado era o dia do descanso, mas também de louvor a Deus. Toda doutrina do Antigo Testamento valorizava esse dia como revigoramento da vida, física e espiritual. Mas o rigorismo vigente levou a práticas muito ritualistas e legalistas, dificultando um trajeto de liberdade como era previsto. Ele então passou a ser descaracterizado como fonte de vida em Deus.

Mas recordava o fim da escravidão do povo de Israel no Egito. Era momento de celebrar a libertação, de agradecer pela ocupação da terra prometida na realização da Aliança que Javé havia feito com Abraão. Após longa caminhada histórica, vivendo novos tempos, o povo ia ao Templo no sábado para manifestar sua gratidão e sua alegria por ter vencido uma etapa de vida e de sofrimento.

Para superar o legalismo sabático judaico, Jesus fez questão de curar pessoas em dia de sábado. Ele quis então desmontar uma estrutura caduca e vazia praticada nesse dia, que era causa de opressão e exclusão. Os cultos sabáticas não passavam de ritos excludentes e separados da vida concreta daquele tempo. Foi criado para recuperar força e libertar, mas acontecia o contrário.

Dom Paulo Mendes Peixoto, arcebispo de Uberaba, ex-bispo de Rio Preto.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso