Diário da Região

    • -
    • máx min
11/06/2018 - 12h41min

GASTRONOMIA

Confira as delícias do restaurante 'Da Marino'

Alberto Andaló Júnior conta detalhes sobre o restaurante 'Da Marino'

Fotos: Arquivo pessoal Restaurante Da Marino
Restaurante Da Marino

O chefe Pugliese de Salento (Puglia) - Rodolfo de Santis - abriu mais um restaurante no Itaim: 'Da Marino', na mesma rua dos demais restaurantes: Nino Cucina, Peppino e Salumeria (rua Jerônimo da Veiga 74, telefone: 3368-6863).

Como eu sou um apreciador do Nino, apesar dele ter longas filas, fui conhecer o novo empreendimento e provar os pratos deste simpático chefe.

O cardápio enxuto muda diariamente conforme Rodolfo me falou. Perguntei a ele sobre pratos que provei na Puglia, como o carpaccio de polvo e ele me disse que ainda pretende implementar. Ele também falou que no momento vem se dedicando a este restaurante, sem deixar de lado o Nino.

O ambiente de mar, com redes penduradas e uma cozinha com vistas para o salão, é de bom gosto e mais parece uma casa praiana da Puglia.

Por enquanto, o local ainda está menos badalado que o Nino. Aos domingos, ainda é possível chegar até as 13h e achar mesa.

Os pratos em geral são de mar e neste dia eu pedi de entrada um dos meus frutos do mar prediletos: lulas. Este prato era o Ciccioli e Calamari (lula e torresmo crocante com maionese e tinta de lula). Muito interessante e gostoso. Custava R$ 34.

Um dos pratos principais foi o Pulpo Amatriciana (polvo com massa bucatini e um tipo de bacon não defumado), com valor de R$ 62.

O outro prato pedido por nós foi o Polvo na Grelha, sobre uma cama de batatas, brócoli (substituído por beringela) e salsa sonnata, com custo de R$ 62.

Como Rodolfo já está há um bom tempo no Brasil, o menu já está um imbróglio de português com italiano!

A cozinha é separada apenas por grandes vidros do salão. Fui até lá e consegui filmar o chef em ação, dando uma mãozinha no preparo de um prato.

Outro prato do cardápio é a Aragosta (meia casca de lagosta com linguini, tomatinho e manjericão). Pude ver este prato sendo preparado na cozinha, mas parecia ter pouca carne de lagosta e bastante macarrão. Lagosta em geral, mesmo no Brasil, é um prato caro. Ao meu ver deveria sair do cardápio. Ele custa R$ 79.

Este restaurante é mais caro que o Nino, mas trabalha com frutos do mar, que devem encarecer os pratos.

Neste almoço, minha conta ficou em R$ 212,30, com refeição para duas pessoas, café, duas águas e serviço de 10%. Achei razoável o preço pois escolhi os pratos mais caros.

Pretendo voltar ao Da Marino, para provar outras delícias deste chefe, originário de uma região (Puglia) de pratos mais simples, mas muito gostosos! A Puglia é também terra de vinhos extraordinários!

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso