Diário da Região

    • -
    • máx min
10/06/2018 - 00h00min

Artigo

Conheça o universo dos sonhos

Com frequência, os sonhos são uma fonte de insights que desconhecemos

Divulgação Alain de Botton é um escritor suíço residente em Londres, famoso por popularizar a filosofia e divulgar seu uso na vida cotidiana
Alain de Botton é um escritor suíço residente em Londres, famoso por popularizar a filosofia e divulgar seu uso na vida cotidiana

Tradução de: Patrícia Reis Buzzini

A Muitas vezes, quando acordamos no meio da noite, um sonho continua vívido e intacto na memória. No entanto, quando tentamos recuperar os detalhes, sentimos as imagens se dissipando: a lembrança é tão frágil que não sobrevive ao ser manipulada por nossas mentes conscientes. Apenas alguns fragmentos estranhos permanecem: estávamos descendo por uma escada rolante lotada, havia um guarda com uma arma, avistamos uma plantação, dizíamos algo importantíssimo para o presidente – que era a cara de um antigo colega de escola de nove anos.

Mesmo ignorando muitas partes importantes do sonho, sempre resta um vago brilho póstumo: o sonho era dramático, intenso e comovente, cheio de ideias e insights, embora seja difícil identificá-las por completo. Em geral, podemos achar que não somos criativos - mas à noite nossos cérebros revelam um potencial muito diferente. É como se tivéssemos um moderno estúdio de cinema dentro de nossas cabeças.

Um diretor genial e uma equipe extremamente criativa de escritores produzem novos recursos todas as noites. Eles nos levam para a Espanha, mas recriam uma rua que mais se parece com Chicago; contratam um ex-colega para o papel de astronauta; resgatam a casa da família da nossa primeira namorada e colocam uma piscina no banheiro; convocam aquela avó falecida há anos para ser a passageira do táxi que dirigimos. Filmam cenas de ângulos surpreendentes, entrelaçaram tramas fantásticas e elaboradas. Conhecem todas as fases da nossa vida e recordam-se de detalhes dos nossos conflitos internos. Todas as noites, eles nos escalam para o papel de ator principal.

Frequentemente, os sonhos são uma fonte de insights que desconhecemos: não sabíamos que a viagem de férias que fizemos aos sete anos ainda significava tanto para nós (o estúdio recriou carinhosamente as dunas de areia atrás da praia e reencontrei o balde azul que usamos para fazer castelos de areia). Não percebemos como temos medo da rejeição dos amigos (no sonho eles não se importam com o fato de não sabermos esquiar e deslizam montanha abaixo sem nós).

Nosso universo onírico - mesmo que nos lembremos de uma pequena parte dele – revela que somos seres muito mais complexos, estranhos e criativos do que julgamos ser quando estamos acordados. Há muita coisa acontecendo em nossas mentes - e ninguém mais pode saber ou se importa com isso. Nossos sonhos carregam a incrível constatação de que somos todos iguais dormindo.

O apático funcionário do escritório ao lado, a velhinha com a bolsa enorme que vimos na rua, a genial apresentadora de TV - cada um abarca um mundo de sonhos excepcionalmente elaborado e imaginativo que pode estar em desacordo com as atitudes diárias, mas que (se pudesse ser acessado) ofereceria um guia exato e profundo sobre quem são de verdade.

Quando sonhamos, é como se nosso cérebro estivesse nos dizendo: “Eu sou poeta, sou visionário, sou capaz de qualquer coisa. Eu sou um grande cineastra - então use-me, deixe-me sair, leve-me com você quando for trabalhar, quando estiver escrevendo um e-mail comercial, quando falar com seu filho, quando estiver jantando com seu companheiro. Não me deixe sair apenas à noite. ” Nossos sonhos indicam que nossas mentes podem ser capazes de muito mais do que permitimos que elas façam durante o dia. 

Fonte: www.theschooloflife.com

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso