Diário da Região

    • -
    • máx min
09/06/2018 - 00h30min

Coluna do Diário

Presentes da OAS são 'delicadezas', diz Aloysio

Planilha, que inclui outros ministro de Temer, lista vinhos de R$ 2,5 mil e gravatas

O ministro das Relações Internacionais, Aloysio Nunes, nesta sexta-feira, 8, durante lançamento de guia para turista brasileiro que vai à Russia assistir a Copa. Tucano negou contrapartidas para empreiteira
O ministro das Relações Internacionais, Aloysio Nunes, nesta sexta-feira, 8, durante lançamento de guia para turista brasileiro que vai à Russia assistir a Copa. Tucano negou contrapartidas para empreiteira

O ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes, recebeu presentes da empresa OAS, empreiteira investigada na Operação Lava Jato. Planilha sobre presentes que teriam sido dados não só a Aloysio, mas a outros figurões da política nacional, como também ao ministro das Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, menciona vinhos de R$ 2,5 mil e gravatas. A relação foi divulgada nesta sexta-feira, 8, pelo jornal "O Globo". A lista estaria com Cesar Mata Pires Filho, herdeiro do grupo empresarial.

De acordo com a publicação, Cesar Mata presenteava políticos com caixas do vinho italiano Sassicaia. Aloysio aparece na relação de agraciados. O ex-senador José Serra, tucano como Aloysio, teria recebido seis caixas. O nome do pré-candidato à Presidência pelo PSDB, Geraldo Alckmin, também aparece na planilha. Ainda segundo "O Globo", "não há na lista nenhum indício de crime ou de contrapartida dos políticos à empreiteira".

Em nota, Aloysio, que é senador licenciado do PSDB, afirmou nesta sexta que era amigo de César Mata, disse que já ganhou gravata do empresário, mas que isso não significa contrapartida a OAS. "Não me lembro do vinho. Fui amigo de Cesar Mata Pires. Ele costumava me presentear nos dias de aniversário com uma gravata, cujo preço nunca me ocorreu indagar. O certo é que esses gestos de delicadeza nunca foram associados a contrapartidas", diz o tucano, em nota encaminhada à Coluna.

Segundo a reportagem, políticos do PT, PR e MDB também receberam "mimos" do empresário.

Frase:

"A ideia de que eu teria favorecido a OAS na renegociação do contrato do Rodoanel em troca de algumas garrafas de vinho é simplesmente ridícula. A OAS não foi beneficiada"
Aloysio Nunes, ministro das Relações Exteriores e senador licenciado do PSDB, sobre planilha na qual aparece entre os políticos que receberam presentes de empreiteira

Na Rede

Thomaz Vitta Neto/Arquivo Julio Tanone
Julio Tanone

Resumo da ópera

"Caro, interminável e pra lá de confuso. A impressão é que veio pra resolver problema que não existia antes dele. Bom apenas para a empreiteira. Completo desrespeito com a população", fuzilou o defensor público Júlio Tanone (foto) no depois de ver que a obra dos corredores de ônibus em Rio Preto, iniciada na gestão do ex-prefeito Valdomiro Lopes (PSB), já está em R$ 63 milhões.

Juntos outra vez

Os três principais candidatos a prefeito na eleição de Rio Preto em 2016, os deputados estaduais Orlando Bolçone (PSD), João Paulo Rillo (PSOL) e o prefeito Edinho Araújo (MDB), que faturou a disputa, sentaram-se à mesma mesa nesta sexta, 8, na Mesa Diretora da Câmara de Rio Preto. Eles participaram da audiência regional para debater o Orçamento Paulista de 2019 promovida pela Comissão de Finanças, Orçamento e Planejamento da Assembleia Legislativa.

Vai que cola...

Sob o título "Chama que o homem dá jeito", o PT lançou vídeo da pré-campanha de Lula à Presidência da República. O filme foca em imagens da viagem feita pelo ex-presidente na região Sul do País e dos dias que antecederam a sua prisão por determinação do juiz federal Sérgio Moro.

Apoio de Renan

Falando nisso, o senador Renan Calheiros (MDB-AL) declarou apoio à pré-candidatura do petista, preso há dois meses em Curitiba e condenado na Operação Lava Jato. "Lula é candidato a voltar à Presidência a República, tem direito de fazer campanha porque não cometeu crime algum e foi condenado sem provas", disse o emedebista.

Notas

Reprodução/Facebook

Fanfarronice

Um leitor atento não entendeu a indignação de Celso Peixão (PSB), Anderson Branco e Fábio Marcondes, ambos do PR, com os vereadores que faltaram ou que abandonaram a sessão de quinta-feira, 7, deixando para trás a votação de um projeto do Executivo. "Esqueceram que eles mesmos, com frequência, fazem o mesmo", afirmou. Deu um exemplo. A sessão de 16 de maio do ano passado, encerrada sem que nenhum projeto fosse votado porque havia apenas seis vereadores em plenário. Jorge Menezes (PTB), pego para Cristo pelo trio, era um dos seis.

Vapt-vupt

O projeto do prefeito Edinho Araújo (MDB) que libera a instalação de tempos religiosos em distritos e minidistritos industriais, para regularizar uma situação que já existe, vai ser votado em regime de urgência, nesta terça, 12, a pedido de Fábio Marcondes. A projeto chegou à Casa não faz nem três semanas.

No vácuo

Enquanto o DEM nem candidato tem, o deputado estadual Itamar Borges (MDB) colou no vereador Francisco Júnior, que representa o partido na Câmara de Rio Preto, atrás de apoio para sua reeleição.

Justiça nega férias e 13º a vice-prefeito

O juiz de Ouroeste, Paulo Victor Alvares Gonçalves, negou pedido de Aderito Camargo Ferreira da Silva, vice-prefeito em Indiaporã entre 2013 a 2016, para receber direitos trabalhistas - como férias e 13º salário - no período em que ocupou o cargo público. O juiz afirmou que os benefícios previstos na Constituição Federal demandam autorização por meio de lei municipal aprovada pela Câmara de cada cidade, o que não é o caso de Indiaporã. Segundo Gonçalves, decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) definiu que o pagamento dos direitos trabalhistas é possível. "No entanto, cabe ao próprio Legislativo Municipal decidir se tais verbas são devidas ou não", decidiu o magistrado.

Curtas

Guilherme Baffi 23/11/2017 Sueli Petronilia Amâncio Costa
Sueli Petronilia Amâncio Costa

Quem atrasou mesmo? - A Vertice Construtora entrou na Justiça para receber R$ 1,5 milhão da Prefeitura de Rio Preto. O pedido é resultado de ação de indenização por causa de rompimento de contrato para reformas de unidades de saúde, em 2012. A empresa culpa o município por atraso nas obras sob sua responsabilidade. Dá como exemplo que só teve acesso para reformar uma UBS quatro meses depois da ordem de serviço.

Na espera - O Ministério Público do Trabalho deu prazo de dez dias para que a secretária de Educação de Rio Preto, Sueli Costa (foto), responda sobre contratações de professores para serviços temporários. O procurador do Trabalho Tadeu Henrique Lopes da Cunha alertou que a primeira notificação não teve resposta. O MPT apura contratos terceirizados em geral na Prefeitura, além de contratações de professores temporários.

Acordo de cooperação - A direção regional do INSS de Rio Preto intensifica negociações com prefeitos de cidades da região para fazer parcerias dentro do programa "INSS Digital". A ideia é de que as prefeituras, sobretudo de municípios que não têm agência do instituto, coloquem um funcionário para auxiliar segurados a requisitar, pela internet, aposentadoria, pensões e demais serviços.

Câmeras bisbilhoteiras - O prefeito Edinho Araújo (MDB) entrou na Justiça para derrubar outra lei aprovada na Câmara de Rio Preto. Desta vez, a norma questionada é a que prevê instalação de câmaras em creches e escolas, inclusive em salas de aula. O projeto é de autoria de José Lagoeiro (DEM), o Zé da Academia. Segundo o Executivo, a regra é inconstitucional e fere até a individualidade de alunos e professores.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso