Diário da Região

    • -
    • máx min
01/07/2018 - 00h30min

BARGANHA

Ex-vereador paga multa de R$ 32 mil

Recibo de depósito do valor da multa por Dinho Alahmar, um dos 11 condenados pela Justiça em caso que ocorreu em 2009 na Câmara de Rio Preto
Recibo de depósito do valor da multa por Dinho Alahmar, um dos 11 condenados pela Justiça em caso que ocorreu em 2009 na Câmara de Rio Preto

O ex-vereador Dinho Alahamar, atualmente assessor no governo do prefeito Edinho Araújo (MDB), depositou R$ 32,8 mil em conta determinada pela Justiça. O valor corresponde a multa de condenação por barganha de votos por cargos para eleger Jorge Menezes (PTB) presidente da Câmara de Rio Preto em 2009. No total, 11 vereadores e ex-vereadores foram condenados. Segundo decisão da Justiça, eles apoiaram Menezes à presidência do Legislativo em troca da indicação de aliados para ocupar cargos de livre nomeação do presidente da Câmara. Dinho é o primeiro dos condenados a pagar a multa integralmente.

Apesar de ainda recorrerem da decisão que os condenou no STJ (Superior Tribunal de Justiça), em Brasília, o recurso não desobriga o pagamento da multa. O promotor Sérgio Clementino, autor da denúncia que resultou na condenação do grupo, entrou com pedido de execução parcial da sentença no final de maio. A juíza da 2ª Vara da Fazenda, Tatiana Pereira Viana, determinou o pagamento. No total, o valor chega a R$ 361 mil. A ação foi proposta pelo promotor em 2009. Vereadores recorreram da condenação em primeira instância, mas em 2013 o Tribunal de Justiça de São Paulo manteve a condenação por improbidade. Caso STJ negue recurso, os condenados também vão ficar inelegíveis por três anos, além de perder a função pública caso a exercem.

Menezes, que continua vereador, pediu à Justiça parcelamento da multa em 30 vezes. O promotor concordou com pagamento parcelado em no máximo 24 vezes. Nelson Ohno, também ex-vereador, foi outro que pediu para parcelar (em 24 meses), assim como o ex-parlamentares Jorge Abdanur e Walter Farath. O dinheiro é destinado a fundo administrado pelo Ministério Público para desenvolvimento de ações sociais. Entre os demais condenados, Paulo Pauléra (PP) e José Carlos Marinho (PSB) também seguem com mandato de vereador. Também foram condenados ex-vereadores Antonio Carlos Parise, Alessandra Trigo, Carlão dos Santos e Manoel Conceição.

 

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso