Diário da Região

    • -
    • máx min
13/06/2018 - 23h14min

Esquema do MDB

Propina na Caixa chega a R$ 105 mi, conclui PF

Valter Campanato/EBC/ O ex-ministro Geddel Vieira Lima
O ex-ministro Geddel Vieira Lima

No relatório final da operação Cui Bono?, a Polícia Federal apontou indícios de que o ex-ministro Geddel Vieira Lima (MDB-BA) e o deputado cassado Eduardo Cunha (MDB-RJ) receberam R$ 105 milhões em propinas para influenciar a liberação de empréstimos da área de Pessoa Jurídica da Caixa. Segundo o documento, assinado pelo delegado Marlon Cajado, Geddel recebeu R$ 16 milhões, enquanto Cunha foi o destinatário dos outros R$ 89 milhões.

Os pagamentos a Geddel e Cunha, segundo a PF, foram feitos por meio do corretor Lúcio Funaro, apontado por investigadores como operador de propina do grupo político do MDB da Câmara. Os valores teriam sido pagos pelas empresas J&F Investimentos (acionista da JBS), pelo Grupo Marfrig, pelo Grupo Bertin e pelo Grupo Constantino, dono da Gol Linhas Aéreas. Deflagrada no dia 13 de janeiro de 2017, a Cui Bono? investigou irregularidades supostamente cometidas na vice-presidência de Pessoa Jurídica da Caixa durante o período em que foi comandada por Geddel, entre 2011 e 2013.

A investigação teve origem na análise de conversas registradas em celular apreendido na casa do então deputado Eduardo Cunha (condenado na Lava Jato e está preso em Curitiba).Ao encerrar a investigação, a PF indiciou 16 pessoas pelos crimes de corrupção ativa e passiva, lavagem de dinheiro, organização criminosa e obstrução de Justiça. O próximo passo é o envio do relatório para o Ministério Público, que vai decidir se oferece denúncia ou não.

No caso do ex-ministro, a PF mapeou as entregas de valores citadas em planilhas encontradas em um HD apreendido na casa da irmã de Funaro. Para confirmar a veracidade, os investigadores levantaram informações sobre as viagens de Funaro até a capital baiana.

 

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso