Diário da Região

01/06/2018 - 23h53min

MARATONA DO RIO

Rio-pretenses desafiam próprios limites no Desafio Cidade Maravilhosa

Em dois dias vão correr a meia-maratona, de 21 km, e a maratona, de 42 km, no Rio

Divulgação Rodrigo Farias de Souza, funcionário público, treina desde outubro para sua primeira maratona
Rodrigo Farias de Souza, funcionário público, treina desde outubro para sua primeira maratona

Já se imaginou correndo 21 quilômetros direto? E, depois disso, acordar na manhã seguinte e encarar mais 42 quilômetros? Esse será o inédito Desafio Cidade Maravilhosa na Maratona do Rio de Janeiro 2018. Uma meia-maratona neste sábado, 2, (de 21 km) e uma maratona inteira no domingo (de 42 km). Entre os cerca de 38 mil inscritos no evento, 2 mil entraram nessa onda. De Rio Preto, serão ao menos cinco que tentarão completar as duas provas. Entre eles, o servidor público Rodrigo Farias de Sousa, 32 anos.

"A cada prova você tenta testar seus limites. Meu objetivo é fazer a meia-maratona um pouco mais tranquila e, no domingo, completar a maratona em menos de quatro horas", disse Rodrigo.

Rodrigo se prepara desde outubro do ano passado com trabalhos gradativos durante a semana e fazendo longas distâncias nos finais de semana. "Fiz vários testes. No total, quase mil quilômetros rodados. Corri os 17 quilômetros no último sábado e 37, no domingo. Teoricamente faltou só cinco quilômetro em cada dia", disse Rodrigo.

O esporte entrou na vida de Rodrigo em 2017 e apenas como uma atividade para promover a qualidade de vida. "Comecei sem compromisso, sem técnico. Até que procurei o Rafinha (Rafael Santos) há um ano, ele me incentivou a colocar objetivos no meu treino para ter foco. A gente aumenta as distâncias, diminui o pace (ritmo de minutos por quilômetro), tempo nas provas. Transformei o pouco de bagagem em velocidade", disse o corredor da equipe RP Move. Essa será a sua primeira maratona. "É uma loucura dobrada. Não tive nenhuma lesão, é pedir a Deus para completar os dois desafios. Existe uma série de fatores no dia da prova. Vou fazer o que treinei. Se meu corpo não tivesse reagido bem nos treinos, teria parado."

Victor Noronha, da mesma equipe, também encara o desafio duplo no Rio de Janeiro. Sônia Lanfredi e Lupércio Ferraz, ambos da D&L Nunes, e Sandro Ottoboni, da Outdoor, também estão inscritos para fazer as duas provas. "Já fiz uma maratona (a da Seguralta, em Rio Preto, no ano passado) e, no Rio de Janeiro, pretendo concluí-la em três horas. E, na meia, cravar, no máximo, 1 hora e 25 minutos", disse Victor.

 

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso