Diário da Região

    • -
    • máx min
30/06/2018 - 00h30min

MANTO CANARINHO EM ALTA

Torcedores fazem corrida às lojas por camisas

Torcedores fizeram corrida às lojas de Rio Preto em busca de camisas oficiais da Seleção Brasileira. Algumas tiveram de reforçar o estoque; quem busca por uniformes de outras seleções enfrenta dificuldades

Guilherme Baffi 25/6/2018 Vendedor Vladimir Pereira mostra camisetas da Seleção Brasileira e outras opções
Vendedor Vladimir Pereira mostra camisetas da Seleção Brasileira e outras opções

O O torcedor rio-pretense não tem lá muitas opções na hora de comprar as camisas oficiais das seleções que disputam a Copa do Mundo da Rússia. Até mesmo a camisa oficial do Brasil virou artigo de luxo nas principais lojas esportivas de Rio Preto. Isso por conta da grande procura nesta época e que deve perdurar não só durante a disputa do mundial, mas até o final do ano.

"A do Brasil acabou na véspera do primeiro jogo. Recebemos mais no início da semana, mas se tiver meia dúzia no estoque é muito", disse o vendedor Vladimir Pereira, da Esporte Brasil. "Depois vem Dia dos Pais, o Dia das Crianças, onde ainda o pessoal procura. Existe esse aumento na procura de quatro em quatro anos, creio que de 20 a 30% a mais."

No seu estoque, além da camiseta oficial, tem a linha infantil e outros modelos licenciados como polos, linha feminina. Das 32 seleções da Copa, porém, tem apenas da Rússia, Japão, Argentina, França - do modelo antigo - e Alemanha, já eliminada ao final da primeira fase do Mundial. Também tem camisa da Holanda, que não está na Copa. "A gente tem uma lista de espera e recebe muitos pedidos. Vamos receber da Nigéria, que está muito bonita, mas tem gente que procura da Bélgica, da Suécia, querem a da Croácia que é diferente. Teve um cliente que pediu a da Colômbia, do James Rodríguez", disse Pereira.

A primeira vitória do Brasil na Copa, o 2 a 0 sofrido diante da Costa Rica também trouxe outro gosto à tona. O torcedor passou a pedir a camisa azul da Seleção. No entanto, nenhuma das lojas visitadas pela reportagem tem o produto.

Na Pratik Sports, o leque de opções de outras equipes aumenta com a camisa da Espanha e ainda há estoque da camisa canarinho. Também conta com opções de réplicas e outras licenciadas com preços que vão de R$ 49,90 até R$ 249,90, preço da peça oficial. A faixa de preço das seleções de outros países não varia muito do manto brasileiro. "A gente sempre mantém no estoque as mais procuradas. Argentina, Japão. O pessoal procura a de Portugal também, pelo Cristiano Ronaldo (um dos artilheiros da Copa da Rússia), mas não veio ainda", disse o vendedor Jorge Esteves, que possui três lojas em Rio Preto. "Depois dos jogos do Brasil, o pessoal procurou muito a camisa da Seleção. É sempre assim, a Seleção vai se afirmando e a torcida passa a acreditar", emendou.

Na Loja das Torcidas, no Plaza Avenida Shopping, o estoque tem apenas a camisa oficial da Alemanha. Do Brasil, apenas modelos alternativos, licenciados pela CBF. "A gente tenta pegar encomendas, mas é complicado nessa época. Estou sem a do Brasil só tenho mesmo da Alemanha. O torcedor procura da Rússia, Bélgica", disse o vendedor Pedro Paulo Tamarozzi.

Na 1000Tinho Sports, com lojas no Iguatemi e no Riopreto Shopping, o estoque tem as camisas da atual campeã, porém, eliminada Alemanha, Espanha e Argentina. A do Brasil esteve em falta e as que chegaram nessa semana já estão prestes a acabar. "Brasileiro tende a querer tudo que se destaca um pouco. Então todos estão atrás da camisa da Bélgica, que está sendo diferenciada, de Portugal pelo Cristiano Ronaldo e pela fase, além do Brasil", disse o gerente Pedro Henrique Costa.

Aos amantes e colecionadores dos mantos sagrados do futebol, a opção para comprar camisas de seleções que não são encontradas nas lojas físicas está nos sites oficiais das empresas que confeccionam os uniformes, além de grandes sites de comércio virtual do Brasil. Os preços são semelhantes aos praticados nas lojas físicas, na maioria R$ 249,90.

Ao redor destas páginas, confira as camisas oficiais, do uniforme número um, de cada uma das 32 seleções que participaram da Copa do Mundo da Rússia. Em 13 deles, o vermelho é a cor principal da camisa, e em nove, o branco.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso