Diário da Região

    • -
    • máx min
09/06/2018 - 22h10min

A INVASÃO DO VERDE E AMARELO

Torcedores começam a espalhar o verde e o amarelo pelas ruas

Rio Preto começa a ganhar os tons para a torcida pela Seleção na Copa da Rússia

Mara Sousa 7/6/2018 Douglas Pas de Almeida decorou rua no bairro Maria Lúcia:
Douglas Pas de Almeida decorou rua no bairro Maria Lúcia: "Para animar a vizinhança"

A menos de cinco dias para a Copa do Mundo na Rússia, os rio-pretenses estão começando a se animar para o maior evento de futebol da Terra. Ainda não são muitos os enfeites espalhados pela cidade, porém, quem decidiu demonstrar sua torcida pela Seleção Canarinho não fez feio e contribuiu para deixar a cidade em verde e amarelo. A passos lentos, a cidade e os moradores vão vestindo as cores e se contagiando na torcida.

O decorador e organizador de festas Douglas Pas de Almeida, 30 anos, colocou bandeiras do Brasil nas árvores da vizinhança e pendurou fios com fitas nas cores do país nos postes da rua Yole Spaolonzi Ismael, no bairro Maria Lúcia. "Para falar a verdade eu nem gosto muito de futebol, mas decidi enfeitar pelo momento desanimado que o país vive. Quero dar uma força e animar a vizinhança", explicou Douglas.

Os vizinhos não reclamaram dos enfeites que o rapaz faz desde a Copa de 2014 e ele espera a próxima semana para deixar a rua totalmente enfeitada. "Quem não gosta eu não enfeito, mas estou esperando dois amigos aqui da vizinhança para colocar bolas penduradas, mais fitinhas e cores na rua para torcer pelo Brasil", disse.

A rua no bairro da zona Norte não é o único local preparado para a torcida do hexa. A loja Rei dos Parafusos, na avenida Bady Bassitt, foi decorada em todas as Copas nos últimos 30 anos e já está preparada para torcer pelos comandados de Tite.

São 16 bandeiras na entrada, outras oito dentro da loja e 47 bolas nas cores da bandeira penduradas e espalhadas pelo estabelecimento. "O proprietário adora futebol e a decoração ajuda a entrar no clima. Os clientes e funcionários gostam, comentam e até pedem para tirar fotos", disse o gerente, Almir Rogério de Almeida Valim.

O funcionário acredita que não tenha tantos locais enfeitados na cidade pela situação política e econômica do País. "Achei que deu uma esfriada. Às vezes é pelo 7 a 1 da outra Copa também né", comentou, em lembrança à goleada histórica sofrida pela Seleção contra a Alemanha em 2014, no Mineirão, pela semifinal.

Sem deixar a paixão de lado, nos dias em que os jogos do Brasil forem à tarde, a loja vai fechar. Quando for pela manhã deve abrir normalmente. "Talvez a gente faça até uns petiscos para ver a partida contra a Costa Rica", acrescentou Almir. Na primeira fase, a Seleção entra em campo no domingo, 17, às 15h, contra a Suíça, na sexta, 22, às 9h contra os costa-riquenhos e na quarta-feira, 27, às 15h, contra a Sérvia fechando a fase de grupos.

Lojas do ramo comemoram

Quem está comemorando o início dos preparativos para a Copa são os locais de vendas de buzinas, apitos e outros apetrechos que auxiliarão na bagunça da torcida. Algumas delas tiveram que repor estoque rapidamente, tamanha animação.

Na Cartonagem 3 Marias, no Centro, até o começo da semana havia estoque guardado da Copa de 2014, mas que foi rapidamente vendido. "A movimentação começou depois da lista de convocados. Foram contratados mais funcionários e as vendas aumentaram em 30%", explicou a proprietária, Regina Maura de Lorenzo Boracini. "Quando começarem os jogos, o movimento deve ser ainda maior", disse.

Até bandeirinha de festa junina e gel para colorir o cabelo com as cores do Brasil caíram no gosto do público. Para atrair a atenção dos clientes, as vendedoras usam chapéus, bandanas e perucas nas cores da seleção. "As funcionárias gostam e o pessoal fica doido, entra no clima e isso dá um estímulo para as vendas e para a Copa", afirmou Regina.

(Colaborou Victor Stok)

Bares e lojas animados com vendas

O período anima também os bares da cidade, que preveem aumento das vendas por conta da animação do torcedor. O Buteco do Cacildis, no Jardim Analice, autodenominado o "Bar Oficial da Copa", já vive o clima do evento desde o fim de maio. "Enfeitamos em razão de confiarmos muito na nossa Seleção e no comandante dela. Copa sempre proporciona energia positiva e assim desejamos para o nosso Buteco", afirmou o proprietário, Luis Guilherme Garcia.

Quase 50% das mesas do local já estão reservados para os jogos do Brasil e a expectativa do dono é movimentar cerca de R$ 100 mil e gerar mais de 20 empregos por jogo, quando a equipe será reforçada. "Esperamos receber 500 pessoas por jogo e na medida que a Seleção for passando de fase a tendência é melhorar o movimento", falou Garcia.

O avanço do Brasil para as próximas fases também deixa animado o empresário Valdecir Marques de Oliveira, dono da Pratik Sport, no Calçadão. "Dependendo dos primeiros resultados a venda pode triplicar. Se for seguindo na Copa, as camisas da Seleção podem até acabar", torce Valdecir.

As camisas oficias na loja estão sendo vendidas em dois modelos, a com o escudo bordado é R$ 249,90 e a silkada, R$ 179,90. Elas não possuem nomes e numeração dos jogadores. "Fica mais fácil para vender porque não precisamos decidir de que jogador pedir e imaginar qual o torcedor vai querer", disse o lojista. Das cerca de 500 camisas que chegaram, 40% já haviam sido vendidas até a última quarta, 6.

No Shopping Azul, na Rodoviária, alguns ambulantes também comemoram a chegada do evento. Uma das lojas começou a vender camisas e bandeiras em maio e já aproveita a empolgação dos torcedores. "As mais pedidas são do Neymar e do Gabriel Jesus (R$ 30), mas as de treino estão vendendo bem também", falou J.A., uma vendedora que não quis se identificar. "Nossas vendas estão melhores do que na Copa de 2014, talvez pela confiança no treinador as pessoas estejam mais animadas", completou.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso