Diário da Região

    • -
    • máx min
11/06/2018 - 22h45min

MACONHA

Pós-greve faz 'explodir' droga nas estradas

Bandidos mudaram tática e passaram a transportar porções menores da droga

Divulgação Drogas encontrada dentro de um 
dos veículos
Drogas encontrada dentro de um dos veículos

As polícias rodoviárias apreenderam 3,2 toneladas de drogas nos últimos quatro dias na região de Rio Preto. Somente a Polícia Rodoviária Federal flagrou, neste fim de semana, 2,5 toneladas de maconha, quantidade que levava um mês para pegar no ano passado. A suspeita é de que as quadrilhas estão enviando carregamentos de entorpecentes que estavam represados desde a greve dos caminhoneiros.

O inspetor da PRF Daniel Mataraghi Filho notou que mesmo com todo efetivo nas pistas para monitorar as paralisações, nenhum carregamento de droga foi apreendido em circulação pela BR-153, mas o quadro mudou com o término do movimento nacional dos caminhoneiros.

"O que suspeitamos é que os traficantes não arriscaram mandar as drogas pelas estradas porque sabiam que havia o risco de ficarem parados em um bloqueio dos caminhoneiros e serem flagrados. Com o fim da paralisação, eles voltaram com tudo. Por isto pegamos estes carregamentos de sexta-feira em Ruilandia e em Ilha Solteira", comenta.

Para evitarem serem pegos pela PRF, os traficantes praticamente pularam dos veículos para escapar dos flagrantes. Mataragi afirma que a atitude é típica dos "cavalos doidos", motoristas contratados pelas quadrilhas, por valores que vão de R$ 4 mil e R$ 10 mil, para se arriscarem pelo tudo ou nada nas estradas.

"Estas pessoas, em geral, endividados com o tráfico, assumem o risco de trazer o maior número de droga possível. Eles nem tentam esconder muito a droga. Os veículos são pegos lotados com pacotes de droga em todos os bancos" diz o inspetor.

A Polícia Rodoviária Estadual (PRE) também fez duas grandes apreensões nos últimos dias, 98 kg de cocaína na noite de quinta-feira, na rodovia Feliciano Sales Cunha, em Ilha Solteira, onde um traficante foi preso; e mais 748 kg de maconha em uma estrada vicinal de Buritama, onde foram presos quatro integrantes de uma quadrilha.

O comandante da PRE na região de Rio Preto, Claudio Ferreira da Silva, notou que em 2018, os traficantes mudaram a estratégia, ao fracionaram os carregamentos de drogas. Enquanto a média era de 600 kg de drogas por mês, de janeiro a abril, a média caiu para 108 kg de drogas por mês. Eles também estão evitando as grandes rodovias estaduais e optam por estradas vicinais que são fiscalizadas pela Polícia Militar, supostamente menos patrulhadas.

Nos primeiros meses de 2018 houve uma redução na quantidade de drogas apreendidas, mas aumento no número de ocorrências com drogas e constatação de cargas menores. "Isso indica uma tendência de fracionamento e busca de rotas alternativas às rodovias estaduais para evitar as prisões e perda da droga. Mas como todas as instituições tem feito muito bem seu papel, acabam 'pulando da frigideira e caindo no fogo'", diz o capitão.

As duas policiais rodoviárias afirmam que as quadrilhas do tráfico têm intensificado o uso das estradas da região de Rio Preto como rota caipira, para trazer carregamento de droga do Paraguai, saindo de cidades fronteiriças do Paraná e Mato Grosso, com destino a São Paulo ou estado do Nordeste. A estratégia policial tem sido aumentar a fiscalização nas pistas e abordar veículos com placas fora do estado de São Paulo para tentar flagrar a maior quantidade de droga e colocar mais gente atrás das grades.

 

Rota caipira

97 kg de cocaína

7 de junho

  • Ilha Solteira
  • A Polícia Rodoviária Estadual apreendeu a caminhonete com 97 kg de cocaína escondido em fundo falso. Motorista acabou preso em flagrante.

1,1 tonelada de maconha

8 de junho

  • Ruilândia, distrito de Mirassol
  • Na BR-153, uma caminhonete Nissan Frontier foi flagrada com 1,1 tonelada de maconha. Dois ocupantes do veículo fugiram a pé.

1, 5 tonelada de maconha

9 de junho

  • Ilha Solteira
  • Para fugir da Polícia Rodoviária Federal, motorista de uma caminhonete Hilux carregada com 1,5 tonelada de maconha jogou o veículo no Rio Paraná e depois fugiu.

478 kg de maconha

10 de junho

  • Buritama
  • A Polícia Militar apreendeu carregamento com 478 kg de maconha escondido em um Gol. Quatro homens foram detidos e mais dois veículos foram apreendidos. Com eles foram pegos R$ 12, 9 mil em dinheiro.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso