Diário da Região

    • -
    • máx min
08/06/2018 - 23h07min

Gestantes

Santa Casa se compromete com MPF a humanizar parto

Medida é para reduzir as ocorrências de violência obstétrica

Arquivo Santa Casa de Rio Preto: ano passado, 71,4% dos partos foram por cesárea
Santa Casa de Rio Preto: ano passado, 71,4% dos partos foram por cesárea

A Santa Casa de Rio Preto se comprometeu com o Ministério Público Federal (MPF) a aperfeiçoar o atendimento a gestantes. O órgão havia recomendado em abril que o hospital tomasse providências para diminuir as ocorrências de violência obstétrica, além de adotar medidas necessárias para que a lei que assegura o parto humanizado nos estabelecimentos públicos de São Paulo seja cumprida. Todos os médicos e profissionais da saúde que atuam na unidade deverão estar cientes dos compromissos assumidos.

Um dos pontos considerados pelo MPF para fazer a recomendação foram as notícias e denúncias de casos de violência obstétrica. O Diário mostrou em 2017 que a Defensoria Pública recebeu relatos de mulheres que diziam ter sofrido violência na Santa Casa.

O hospital terá de apresentar justificativa por escrito para adoção de qualquer procedimento que a lei que garante o parto humanizado classifique como desnecessário ou prejudicial à saúde. Entre eles estão a administração de ocitocina para acelerar o trabalho de parto, a pressão sobre a barriga e o corte na área inferior da vagina para favorecer a saída do bebê (episiotomia).

O MPF também recomenda que o bebê deverá ter contato com a mãe logo após o nascimento, sobretudo para amamentação. Isso só não será feito se houver recomendação médica em contrário. Outro compromisso é atender aos critérios de dois documentos do Ministério da Saúde que dispõem sobre o parto.

Uma dona de casa de 28 anos e mãe de um menino de dois relata ter sido uma das vítimas. No final da gestação ela elaborou um plano de parto que a Santa Casa teria se negado a reconhecer. Quando entrou em trabalho de parto, esperou evoluir em casa e quando foi para o hospital as contrações estavam bem ritmadas. "Me levaram para o centro cirúrgico sozinha. Em seguida chegou o médico, ele foi super grosso e ríspido. Começou a me fazer diversas perguntas sendo sarcástico e a realizar várias manobras e procedimentos que trouxeram muito desconforto e dor. Foram coisas que eu tinha colocado no meu plano de parto que eu não queria", conta. "Fiquei feliz porque meu filho nasceu no tempo dele e não no dos médicos, mas fiquei muito triste pela forma com fui tratada."

O Ministério Público considera na recomendação o grande número de partos cirúrgicos feitos pela Santa Casa. Em 2017 foram feitos 651 partos normais, número que corresponde a 28,56% dos nascimentos. Enquanto isso, as cesarianas somam 2.109, correspondendo a 71,4% do valor - segundo a Organização Mundial da Saúde, a taxa desejada de cirurgias é de no máximo 30%.

A reportagem procurou o provedor da Santa Casa, Nadim Cury, durante a tarde desta sexta-feira, 8, mas ele não atendeu aos telefonemas nem respondeu às mensagens deixadas, inclusive com a secretária dele.

 

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso