Diário da Região

03/06/2018 - 00h00min

Saúde

Busca pelo corpo perfeito coloca em risco saúde de jovens

O uso de suplementos divide a opinião de especialistas e deixa os pais sem saber se devem permitir ou não

Pixabay/Divulgação Ilustração de matéria de suplementos e academia
Ilustração de matéria de suplementos e academia

Basta dar uma rápida olhada nas páginas de celebridades fitness nas redes sociais e é fácil descobrir porque os suplementos alimentares fazem sucesso também entre os jovens que são seduzidos com a promessa de um corpo sarado rapidamente. Muitos desses suplementos estão sendo usados sem critérios e por conta própria principalmente por jovens frequentadores das academias que visam ao aumento rápido da massa muscular.

O País já é o segundo maior consumidor do produto, perdendo apenas para os Estados Unidos. A estimativa é que 54% dos brasileiros fazem uso de algum suplemento, seja para ter uma alimentação mais saudável ou para potencializar os efeitos dos exercícios físicos. Essas substâncias são capazes de fornecer vitaminas, carboidratos, sais minerais e proteínas. O uso geralmente é feito por indicação de colegas nas próprias academias, treinadores, revistas e sites na internet.

Mas uso dessas substâncias que prometem colocar o corpo em forma ou dar mais disposição na hora de treinar divide a opinião de especialistas em nutrição e deixa os pais sem saber se devem permitir ou não que os filhos incrementem a alimentação com os produtos. O que tem deixado os especialistas com o cabelo em pé é o uso dessas substâncias sem critério, sendo que elas são geralmente indicadas para atletas. Um estudo feito com 30 adolescentes em Campo Mourão, no Paraná, mostrou que um terço deles ingeria suplementos sem orientação e só 10% ouviram um médico ou nutricionista.

Parte dos profissionais afirma que uma dieta saudável é suficiente para que jovens conquistem o corpo definido que tanto almejam. Outros dizem que o uso pode causar complicações, principalmente a sobrecarga de órgãos como os rins. Uma pesquisa assinada pela nutricionista Luciana Rossi, da USP, pessoas que utilizam suplementos tem 4,5% mais riscos de se tornar dependente de exercício físico.

Esses suplementos são indicados aos praticantes de atividades físicas, isso porque ajudam a melhorar o desempenho e encurtar o tempo de recuperação muscular mas é importante lembrar que não substituem a dieta normal, apenas participam como coadjuvantes para suprir essas necessidades nutricionais. "Os mais consumidos por quem pratica exercícios físicos são aqueles a base de proteína, pois auxiliam na reparação e crescimento dos músculos", explica a farmacêutica esteta Agni Salobreña.

"O problema é que sem consultar um especialista, o adolescente pode ultrapassar a dose recomendada e combinar substâncias que interagem entre si", diz a pediatra Flavia Meyer, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Os queridinhos dos jovens

BCAA - Uma combinação de três aminoácidos que formam as proteínas musculares. Não há até agora evidências que comprove vantagens na ingestão

Cafeína - Por ser estimulante, a mesma substância que é encontrada naturalmente no café, promete turbinar a resistência e o desempenho em exercícios intensos

Creatina - Produto da transformação de aminoácidos, ajuda a reter água nas células que aumentam de tamanho e geram mais energia

Whey protein - É a proteína do soro do leite. Tem rápida absorção e aproveitamento pelo corpo. Auxilia na formação de ossos e também dos músculos.

 

Dano ao fígado e rins

"O uso de suplementos a longo prazo e sem supervisão médica implica em uma sobrecarga de proteína que pode trazer prejuízo para a função renal e hepática", explica o endocrinologista Flavio Pirozzi. Não há estudos de segurança sobre o uso prolongado de whey e BCAA. Estudos pequenos apontam até a possibilidade de aumento da resistência a ação da insulina com uso de aminoácidos. "Num futuro próximo teremos uma geração de doentes 'saudáveis'. Este tipo de suplementação deve ser acompanhado por um médico e nutricionista. E, vale a pena lembrar que, entre os produtos da Anvisa mais adulteração do que diz os rótulos, os suplementos de academia lideram a lista", complementa.

Dieta saudável já é suficiente

Pixabay/Divulgação Suplementos e fitness
Suplementos e fitness

Ao acabar o treino, o corpo pede por nutrientes que foram perdidos na realização dos exercícios. Então, ter uma dieta balanceada, principalmente no pré e pós-treino, é importante. Alimentos que são grandes fontes de carboidratos, proteínas e antioxidantes são os mais indicados para consumir assim que acabar a atividade, já que ajudam na recuperação de músculos e energia. Na combinação de algum carboidrato de rápida absorção, como batata, pães, arroz branco, massa com alguma opção do time das proteínas, como alimentos de origem animal, somado aos antioxidantes, a dieta será perfeita para quem quer aumento de massa magra.

Sempre entra na discussão se o uso de suplemento é indicado ou não para praticantes de esportes. Segundo a nutricionista Carolina Alkimin Figueiredo, cada dieta é muito pessoal e varia de caso para caso."O indicado é conversar com uma nutricionista para montar uma boa dieta de acordo com o físico e objetivo final de cada um. Porém, suplemento é uma boa opção para quem não consegue ingerir algum tipo de alimento desses grupos (proteína e carboidratos) durante o período indicado", explica. A nutricionista sugere suplementos que podem ter bons resultados. "Os suplementos de proteínas, dentre eles, proteína do leite o concentrado, hidrolisado ou isolado, albumina, caseína, barrinhas proteicas- proteína da carne e proteínas vegetais, indicadas para veganos ou vegetarianos são os mais utilizados", aponta.

Para adolescentes que realizam atividades físicas, seja musculação ou algum esporte, a dica do suplemento muda um pouco. "Não há necessidade de usar algo a mais do que a dieta por alimento físico se o exercício realizado for leve. Agora, caso a atividade seja feita por mais de duas horas diárias e o adolescente não consiga ingerir alimentos na forma sólida, pode ser é necessário que algum repositor de energia seja ingerido", explica. Embora a atividade física seja recomendada para qualidade de vida e saúde, o uso de suplementos só deve ser feito com recomendação e acompanhamento de um profissional.

"Antes de mais nada, é necessário verificar se o corpo realmente carece de uma suplementação, além disso, entre tantos, é preciso saber ainda qual atende melhor as necessidades individuais de cada pessoa, e o momento adequado de tomá-los", explica a nutricionista Sinara Menezes.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso