Diário da Região

13/05/2018 - 00h00min

MUNDO VIRTUAL

Em tempos de internet e redes sociais, traição nunca ficou tão fácil

traição nunca ficou tão fácil; descobrir também não

Pixabay/Divulgação Legenda para matéria de traição virtual
Legenda para matéria de traição virtual

De uma hora para outra, Rafael (nome fictício) passou a usar perfume com frequência, a querer comprar roupa novas e também passar boa parte do tempo que estava em casa no celular. Ele também não desgrudava do aparelho nem na hora que ia para o banheiro tomar banho. É claro que esse comportamento chamou a atenção da mulher, Sandra.

Uma manhã há pouco mais de um ano, ele esqueceu o aparelho em casa ao sair para o trabalho. Ao pegar, ela começou a ver as conversas de uma mulher desconhecida que subiam pelo messenger do Facebook na tela do celular mesmo bloqueado, com teor bastante íntimo

Sandra não teve dúvida. Essa foi a informação que precisava para confirmar o motivo a mudança de comportamento do marido. A volta repentina dele para pegar o aparelho foi a gota dágua e ele não teve como negar a traição. E ela não está sozinha. Em tempos de internet e redes sociais, a traição nunca ficou tão fácil. Descobrir essas mesmas "escapadas" também não. O que no passado dependia de flagra ou que alguém contasse, hoje acontece com apenas um toque no celular, que passou a guardar todos os segredos da infidelidade: de mensagens românticas a nudes.

armadilhas não faltam

Estabelecer um relacionamento extraconjugal nunca foi fácil. Se você fizer uma busca rápida vai descobrir que existem sites feitos para isso (como é o caso do amantediscreto.com e extraconjugais.com. Há até mesmo aplicativos para tentar não chamar a atenção (como é o caso Vaulty Stocks, que parece voltado ao mercado financeiro, mas funciona para armazenar fotos e vídeos picantes).

O grande problema é que nunca foi esconder essa mesma traição. Basta trair, esquecer o celular ou o computador ligados e pronto. Foi assim que o estudante A.Q.B. descobriu que estava sendo traído, traição que também começou pela internet. "Eu tinha a convicção que a traição virtual poderia ser perdoada e os problemas entre o casal resolvidos, mas aprendi que não é bem assim, quem faz uma, faz duas, três, quatro, pelo que vi, vira praticamente um vício para alimentar o ego", conta o estudante que colocou fim a um relacionamento de quase dois anos após a descoberta de sucessivas traições pela internet. Perdoou na primeira vez por ser apenas virtual. "Um dia fomos em um barzinho, e quando voltamos, a pessoa foi tomar banho e deixou o celular para eu ficar jogando. Chegou uma mensagem do messenger do Facebook. Fiquei curioso e abri. Eram várias mensagens de voz trocadas, mas resolvi perdoar por ser uma traição virtual", conta. Um tempo foi mexer novamente no celular e achou várias conversas, fotos e vídeos trocados com outras pessoas virtualmente e ainda uma traição real. "Tentei perdoar mas o respeito tinha acabado. Terminei o relacionamento", diz.

Pano de fundo para velhos comportamentos

Pixabay/Divulgação Legenda para matéria de traição
Legenda para matéria de traição

A internet tem sido usada cada dia mais usada como pano de fundo para repaginar velhos comportamentos, afinal histórias de infidelidade sempre permearam os relacionamentos amorosos. O desejo de trair já existia. O que tem mudado são as ferramentas para que isso venha ocorrer. E elas são muitas graças à internet. A relação amorosa, mesmo que seja recheada de sucesso no amor e na construção familiar não extingue o desejo sexual. Sexo e amor são coisas separadas. É possível amar o parceiro e a família e sentir desejo por outra pessoa.

E como hoje a internet faz parte da vida das pessoas, obviamente trair por meio dessa ferramenta traz a ideia errada de que, num primeiro momento, consiga garantir uma certa separação entre a relação amorosa real e o desejo sexual. "As pessoas acham que através da internet elas conseguem manter um pouco o controle da situação", diz a psicóloga Ana Canosa, terapeuta e educadora sexual. Mesmo nos casos em que essa traição é motivada pelo desgaste da relação e pela falta de novidade, escolher trair para alimentar essa energia que falta é um passo difícil porque envolve o sentimento de outra pessoa, o contrato de fidelidade com seu parceiro, envolve o risco da descoberta e colocar tudo abaixo. "As pessoas acham que se escolherem um parceiro virtual alimentam esse lado e se protegem dos transtornos que podem ocorrer em uma relação ao vivo, mas não é nada disso porque você acaba se envolvendo do mesmo jeito porque sempre termina num encontro pessoal", explica.

Para o psicólogo Carlos Boechat, sexólogo e terapeuta de família, o aumento no número de sites de relacionamento que favorecem a infidelidade conjugal lamentavelmente atende a uma demanda existente, fruto da fragilidade emocional no mundo de hoje. "Na verdade as pessoas estão muito imaturas, achando que podem trocar o outro com facilidade e que a pessoa nova e desconhecida deverá trazer a felicidade perfeita", diz. Isso provém de um conceito errado e de fantasias de que não podemos ter frustrações ou dor e de universo perfeito que levam a uma grande insatisfação e a achar que buscando outro será melhor, o que não é verdade.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso