Diário da Região

28/05/2018 - 11h24min

GREVE DOS CAMINHONEIROS

Prefeitura anuncia medidas de racionamento

Semae pede economia no uso da água; obras param por falta de cimento e merenda escolar terá mudança de cardápio

A Prefeitura anunciou que os serviços essenciais estão sendo mantidos, mas por conta da greve dos caminhoneiros, foi obrigada adotar medidas de racionamento de recursos, principalmente de combustível para manter o atendimento ao público.

•Abastecimento de água: O Semae pede à população que economize o consumo de água potável. Em função da paralisação dos caminhoneiros, a autarquia deixou de receber, esta semana, produtos químicos utilizados no tratamento da água. Caso o fornecimento não seja normalizado, o estoque do Semae é suficiente para até a próxima quinta-feira.

•Transporte coletivo: O consórcio responsável pelo transporte coletivo decidiu reduzir 50% o número de partidas de ônibus do terminal urbano fora dos horários de pico. A medida foi necessária para garantir o transporte dos passageiros nos principais horários.

•Coleta de Lixo: A empresa responsável pela coleta de lixo informou a Secretaria de Meio Ambiente que possui combustível suficiente para atender a demanda de Rio Preto nesta segunda-feira, 28. Ainda hoje uma reunião irá definir como será feita a coleta durante toda a semana.

•Obras: As obras que estão em andamento no município também foram afetadas pela greve. As empresas responsáveis pelo serviço informaram a secretaria de Obras que estão sem cimento para as obras de correção no canteiro central da avenida Alberto Andaló e sem emulsão asfáltica para o recape que está sendo feito na avenida José Munia. O serviço só poderá ser normalizado quando a empresa fornecedora conseguir entregar esses insumos para as empresas contratadas para realizar as obras.

•Agricultura: A Patrulha Agrícola está funcionando com 40% da frota, 5 máquinas. Os outros não saíram da garagem por falta de combustível. As feiras funcionam sem interrupções. Setenta por cento dos fornecedores dos feirantes são pequenos produtores locais, faltam principalmente frutas, mas a expectativa é que tudo se regularize a partir das negociações recentes. No Banco de Alimentos, entregas normais, sem qualquer prejuízo. Haverá reunião para discutir o planejamento da semana.

•Educação: Na Educação, as aulas foram mantidas, mas foram suspensos apenas os passeios pedagógicos em caráter preventivo; o transporte escolar está ocorrendo normalmente. E a merenda está garantida com pequenas alterações no cardápio. O que mais está faltando são gêneros alimentícios, como legumes e verduras.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso