Diário da Região

15/05/2018 - 18h32min

ESFORÇO MÁXIMO

Deadpool 2 tem pré-estreia nas salas de cinema de Rio Preto

O longa promete um filme maior, mais engraçado e mais absurdo

Divulgação Deadpool 2 apresenta diversos novos personagens, entre eles Domino e Cable
Deadpool 2 apresenta diversos novos personagens, entre eles Domino e Cable

Dizem que a segunda vez é melhor que a primeira. Entretanto, o ditado nem sempre se prova real quando estamos falando de cinema. Por isso a torcida para que a campanha de Deadpool 2, que usa esse slogan, não seja uma enganação. Não que a primeira vez tenha sido ruim, pelo contrário, Deadpool superou os sonhos mais loucos de qualquer fã de quadrinhos, por isso a expectativa para a sua continuação, que tem pré-estreia em Rio Preto nesta quarta-feira, 16, é tão grande.

E pensando em Deadpool, a superação não parece impossível. Basta dar uma olhada em sua trajetória nos cinemas, que pode ser descrita como, no mínimo, surpreendente. No limbo das produções por anos, o personagem foi apresentado nas telonas pela primeira vez no pavoroso X-Men Origens: Wolverine, de 2009. Como coadjuvante transformado em ferramenta de vilão na história de Wolverine, Wade Wilson teve uma introdução na sétima arte que não inspirava confiança nem nos mais otimistas.

Como não é difícil acontecer, parecia que os roteiristas, os produtores e o estúdio responsável pelo longa não faziam ideia do que estavam fazendo com o personagem e não o entendiam. O falastrão, que é cheio das piadas e que quebra a quarta parede constantemente para conversar com o espectador, foi transformado em um mutante com os lábios colados, sem personalidade e com uma mistura de poderes de outros mutantes. Ou seja, totalmente descaracterizado.

O filme, apesar de massacrado pela crítica e pelos fãs, acabou fazendo sucesso e um longa derivado estrelado apenas por Deadpool, interpretado por Ryan Reynolds, entrou definitivamente nos planos da Fox. Só que o processo para sair do papel se mostrou extremamente complicado.

Primeiro que, para ser fiel ao personagem, a censura do filme deveria ser alta, o que os estúdios nem consideravam quando o assunto era adaptação de histórias em quadrinhos. Isso significava perder uma grande parte do público jovem que lota sessões. Segundo que se tratava de um personagem que não era muito famoso fora dos aficionados por quadrinhos.

Esses empecilhos fizeram com que o longa levasse sete anos para chegar às telas. Tudo só mudou quando uma cena teste do que seria um dos principais momentos do longa vazou na internet. A reação extremamente positiva dos fãs e a pressão colocada no estúdio fez com que o filme finalmente caminhasse.

Com roteiro de Rhett Reese e Paul Wernick (dupla de Zumbilândia) e direção do estreante Tim Miller, Deadpool chegou aos cinemas em fevereiro de 2016 para se tornar um fenômeno. Depois de uma das campanhas publicitárias mais espetaculares já produzidas para um filme, se aproveitando de toda a metalinguagem que o personagem oferece, a produção arrecadou mais de US$ 132 milhões em seu fim de semana de estreia, se tornando a maior bilheteria de um longa com censura R, que nos Estados Unidos proíbe menores de 17 anos de verem o filme sem um adulto acompanhante.

Neste momento, uma continuação não só parecia óbvia como se materializou bem rápido. E como o próprio anti-herói adiantou durante a cena pós-créditos do primeiro filme, Cable, personagem frequente nas histórias dos X-Men, é parte importante na trama. Sua vinda do futuro é o que movimenta a trama, colocando Deadpool em uma jornada de descoberta que o leva a reavaliar suas ações e sua posição como herói.

Novos personagens

Cable, que é interpretado por Josh Brolin - o Thanos, de Vingadores: Guerra Infinita -, não é o único novo personagem em Deadpool 2. O longa introduz Domino (Zazie Beetz), Bedlam (Terry Crews), Zeitgeist (Bill Skarsgard) e Shatterstar (Lewis Tan), entre tantos outros personagens. Esse novos nomes, além de expandirem o universo de Deadpool, servem para que a continuação assuma também seu papel de prévia de outra produção, o longa do super grupo X-Force.

Para aqueles que não estão familiarizados com esse nome, o X-Force é um grupo de mutantes associado aos X-Men que, nos quadrinhos, foi liderado por Cable e que, normalmente, tem uma atitude um pouco mais violenta e extrema que os heróis guiados por Charles Xavier.

O filme do super grupo já tem sinal verde na Fox. Drew Goddard (produtor de Demolidor) foi contratado para escrever o roteiro e dirigir, mas ainda não há previsão para o início das filmagens ou lançamento. Enquanto isso, a gente aproveita Deadpool com todos os seus palavrões, piadas e referências à cultura pop resultado da interpretação da vida de Ryan Reynolds, que nasceu para ser o personagem.

 

Sucesso deve se repetir

O primeiro Deadpool pode ser considerado um filme de pequeno porte dentro dos padrões de adaptações de quadrinhos. Seu orçamento foi de apenas US$ 58 milhões, um valor bastante inferior ao gasto na maioria das produções do gênero. E apesar de não sabermos exatamente quanto foi gasto na continuação, visualmente já fica claro que dinheiro não foi problema.

Mas não foi só o orçamento que cresceu. Segundo críticos que já viram o filme, tudo nele é maior. Mais engraçado, mais sangrento, mais ação, mais metalinguagem. Esse é o grande consenso que circula pela internet, o que pode ser algo positivo ou negativo, dependendo de seu gosto pessoal.

Para os críticos, o resultado foi positivo. Segundo o Rotten Tomatoes, que compila críticas e calcula uma nota média de aprovação que varia entre zero e 100%, Deadpool 2 tem 85% de aprovação - esse é o valor até o fechamento da reportagem e pode sofrer alterações.

E o público parece interessado no mesmo nível. Especialistas de mercado apontam para uma bilheteria de até US$ 150 milhões durante o fim de semana de estreia nos Estados Unidos. Batendo o primeiro longa.

O único problema é que será difícil permanecer no topo. Deadpool 2 chega aos cinemas uma semana antes de Han Solo: Uma História Star Wars, filme que, mesmo com todas as polêmicas, será uma máquina de fazer dinheiro, como tudo que envolve a marca Star Wars. (BC)

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso