Diário da Região

05/05/2018 - 00h30min

COMIDA DI BUTECO

Especialidade da casa é aposta do Taberna Canova para competir

Público tem até domingo, 6 de maio, para comer e votar na competição

Guilherme Baffi 4/5/2018 Bar investiu na apresentação, servindo o prato em uma taça (acima); Ao lado, Júnior, proprietário do bar que participa pela oitava vez da competição
Bar investiu na apresentação, servindo o prato em uma taça (acima); Ao lado, Júnior, proprietário do bar que participa pela oitava vez da competição

Com 13 anos de história em Rio Preto e oito de participação no Comida di Buteco, o Taberna Canova já tem certa experiência com o mercado para entender um pouco seu funcionamento e o segredo para essa durabilidade, segundo Orides Canova Júnior, proprietário do estabelecimento, é a adaptabilidade às exigências do público, mudando conforme as necessidades, mas sem deixar de lado suas marcas já consagradas.

"O bar começou há 13 anos. São muitas histórias aqui. Conheci minha mulher no bar, ela era cliente. Mas nunca tive essa pretensão, pensei até em desistir em alguns momentos. Mas fomos persistindo, nos adequando, investindo no espaço, mudando o cardápio, renovando o bar", recorda Júnior sobre o caminho até aqui. Caminho esse que teve uma influência grande do Comida di Buteco e que até ajudou a resgatar o bar.

"A divulgação foi o que nos levou a participar da primeira vez. O bar estava passando por um momento difícil, alguns problemas, e o Comida foi a virada, o que salvou o bar. Na época estava eu, meu pai e um funcionário. Hoje, além de nós dois, temos quatro funcionários. Aquele foi nosso momento de virada", conta Júnior.

Após esse primeiro contato, o retorno ano a ano à competição foi motivado pela experiência agregada e como forma de motivação para inovar. "A divulgação continua sendo um ponto importante, mas a participação é uma boa forma de sair da inércia, daquela mesmice do cotidiano que é a gestão de um bar. É uma forma de reavaliar o negócio, você conversa com outros bares, atualiza seu empreendimento."

Trata-se de uma boa forma de olhar de forma mais distante para o próprio empreendimento, afirma Júnior, compreendendo o que precisa ser mudado e o que está dando certo. Além disso, nesses anos todos eles entenderam que é importante também seguir o público, que vai mudando.

"Depois desse tempo todo, percebemos que o perfil do público vai mudando. Aqueles nossos clientes lá do começo já têm filhos, uma nova geração já apareceu e temos que nos adequar a ela. É outro paladar, outro gosto musical. Muda até a preferência pela marca da cerveja. É uma mudança comportamental. Até a forma de atendimento vai se adaptando, como abordar os clientes, piadas", pondera.

Petisco

E seguindo o padrão de renovação do bar, Júnior optou por se manter próximo às especialidades da casa para o petisco que compete nessa edição do Comida di Buteco, criando o Sundae a La Taberna, um escondidinho de carne seca com queijo e bacon.

"O escondidinho é uma especialidade nossa. Temos cinco sabores já. Então optamos por pegar um prato que já é marca na casa e dar uma nova cara e um novo sabor. E para a nossa surpresa o público gostou muito, o prato vem sendo bem aceito", afirma o proprietário do Taberna Canova.

Mas não é só o sabor que vem chamando a atenção. A apresentação do prato é outro destaque, garante Júnior. "A apresentação foi algo que investimos também, servindo o escondidinho para o consumidor em uma taça. Até brinquei com a organização da competição que deveria ter um prêmio para a apresentação. Essa é a campeã de fotos. Todo mundo fotografa antes de comer."

Competição

O Comida di Buteco 2018 chega ao fim neste domingo, 6 de maio. Ao todo, são 16 bares participantes na edição deste ano, que trouxe a novidade de contar com dois estabelecimentos de Mirassol, cidade vizinha.

O público e o corpo de jurados do concurso decidirão qual o melhor boteco pela votação onde são avaliados os quesitos petisco participante, higiene, atendimento e a temperatura da bebida. O peso da escolha do público é de 50%. Os outros 50% vêm dos jurados, que são escolhidos e orientados pela organização do concurso e fazem a avaliação de forma anônima.

Neste ano, há ainda uma competição extra chamada Receita de Carinho Dona Benta. O petisco que compete deve levar um produto da marca Dona Benta em sua composição. A participação não era obrigatória e o próprio petisco participante do Comida poderia ser inscrito caso utilizasse um produto da marca. Além disso, o bar poderia criar algo novo, salgado ou doce. Apenas jurados votam nesta categoria e haverá uma premiação em dinheiro no valor de R$ 1,5 mil para o campeão.

Serviço

  • Taberna Canova. De terça a domingo, das 17h30 às 23h30. Rua Conselheiro Saraiva, 809, Vila Elvira. Comida di Buteco termina neste domingo, 6 de maio

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso