Diário da Região

22/05/2018 - 00h30min

MEIO AMBIENTE

Cetesb multa usina de cana em R$ 125 mil

Punição à empresa Cofco é por derramar vinhaça em rio de Meridiano

A Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb) de Rio Preto multou em R$ 125 mil a Usina Cofco por derramamento de vinhaça no rio São José dos Dourados, em Meridiano. O despejo irregular do produto causou danos ambientais, inclusive com a morte de peixes.

Segundo informações do gerente da Cetesb, José Benites de Oliveira, o derramamento ocorreu no dia 12 de maio e foi registrado também pela Polícia Ambiental em auto de inspeção. No local foi constatada a morte de peixes, mas a quantidade exata não foi divulgada pelo órgão estadual nem pela corporação.

A morte dos peixes ocorreu porque a vinhaça é um líquido malcheiroso e pastoso que sobra da destilação do caldo de cana-de-açúcar fermentado, que depois é processado para transformação em etanol. Para cada litro de álcool produzido, 12 litros de vinhaça são deixados como resíduo.

"Fomos chamados pela Polícia Ambiental e um técnico foi até local. Foi elaborado um relatório em que é calculada a extensão dos danos provocados pelo vazamento, mas este documento só podemos divulgar depois que a usina for notificada", diz o gerente.

Logo após constatar o derramamento de vinhaça e a mortandade de peixes, a Cetesb entrou em contato com a direção da usina, que alegou que o problema ocorreu após o rompimento acidental da tubulação. O produto é geralmente reaproveitado pela indústria em adubação de plantações de cana.

O comandante da Polícia Ambiental da área de Fernandópolis, Mário Siconelli, acompanhou por dois dias o trabalho dos funcionários da usina para conter o vazamento. "A Polícia Ambiental foi até lá e notificou a Cetesb que verificou a extensão dos danos para depois aplicar multa. Fizemos uma vistoria ambiental onde foi constatado o vazamento. A empresa está fazendo a contenção. Estivemos lá nos dia 12 e 13 para verificar como estava o rio. Não sabemos quantos peixes morreram", diz o capitão.

Segundo José Benites, a partir da entrega do auto de infração da Cetesb nesta segunda-feira, 21, a usina tem até 20 dias para apresentar recurso contra a multa. Há também a possibilidade de serem processados por crime ambiental pela Promotoria de Justiça, da área de Meio Ambiente.

Outro lado

Por meio de nota, a Usina Cofco informou que a empresa não foi notificada pela Cetesb e desconhece a mortandade de peixes divulgada. "Salientamos que a empresa possui uma equipe técnica formada por especialistas que trabalham proativamente, tendo em vista prevenir eventuais acidentes ou impactos ao meio ambiente".

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso