X

Diário da Região

11/03/2018 - 00h00min / Atualizado 12/03/2018 - 09h06min

Saúde

Mulher-Maravilha, não. Mulher Maravilhosa!

Esqueça a ideia de ser perfeita em tudo, sabe por quê? Porque sua saúde é mais importante

Freepik / Divulgação Saúde da mulher
Saúde da mulher

A maioria das mulheres brasileiras vive uma rotina intensa e sofre emocionalmente por querer ser a melhor profissional, a melhor mãe, melhor esposa e a melhor dona de casa, além de ser a mais linda, com pele e corpo perfeito enfim, todas querem mesmo ser a Mulher-Maravilha. Portanto, se você é uma dessas, preste bem atenção nesta informação: Mulher-Maravilha só existe na ficção. Na vida real, existem mulheres maravilhosas e que não precisam entrar nessa vibe. Sabe por quê? Porque a probabilidade de infarto em mulheres é 50% maior comparada aos homens. Estudos médicos apontam que no Brasil uma em cada cinco mulheres tem risco de sofrer um infarto, já que as doenças cardiovasculares são a principal causa de morte entre as mulheres, de acordo com o Ministério da Saúde.

"As mulheres se queixam mais de dores nas costas, cansaço, queimação no estômago e náusea. E esses sinais nem sempre são reconhecidos e relacionados ao coração", alerta a cardiologista Daniela Fontes Araújo. "A mortalidade por infarto é maior quando as mulheres ultrapassam a fase da menopausa, devido à diminuição dos hormônios femininos, considerados protetores do coração."

"Mulheres acima de 40 anos, fumantes, obesas e portadoras de hipertensão e diabetes, ou com histórico familiar de doenças coronarianas devem ser avaliadas pelo cardiologista anualmente", diz.

Mamas

Freepik / Divulgação Saúde da Mulher
Saúde da Mulher

Os nódulos mamários representam cerca de 60% dos atendimentos nos consultórios, segundo o mastologista Marcos Miqueletti, de Rio Preto. O autoconhecimento das mamas é fundamental para que a paciente perceba qualquer alteração, mesmo assim, após os 40 anos, é preciso fazer a mamografia anualmente. "Em situações especiais, pode ser iniciado antes dessa faixa etária e associado a outros exames complementares, como ultrassom e ressonância magnética das mamas", orienta.

Miqueletti explica que os sinais que devem ser observados são alterações da cor, espessura e temperatura da pele, prurido e nódulos. "Vale lembrar que os nódulos podem ser císticos ou sólidos", observa. "Dieta saudável e atividade física regular são algumas das melhores medidas preventivas. Além de evitar o consumo de bebida alcoólica e, em casos específicos, o uso de medicamentos e, até mesmo, procedimentos cirúrgicos", diz.

Rins

Freepik / Divulgação Saúde da Mulher
Saúde da Mulher

O urologista Júlio Martins Filho, da Clínica Denadai, de Rio Preto, destaca que, embora a saúde feminina seja um tema muito atuar, pouco se fala sobre as doenças renais. “Dentre os exames periódicos envolvendo a saúde da mulher, geralmente os destaques são para a detecção precoce do câncer de mama e de útero ou doenças cardiovasculares. Mas, raramente a mídia aborda a importância do diagnóstico precoce das doenças renais. São doenças graves e, quando diagnosticadas tardiamente, podem não ter tratamento, exceto diálise ou o transplante renal”, afirma.

Segundo o especialista, os principais fatores de risco para doenças renais crônicas são obesidade, hipertensão arterial, diabetes, idade acima de 60 anos, ser fumante, ter doenças cardiovasculares ou histórico de doenças renais crônicas na família. “Se a mulher tiver qualquer um desses fatores deve procurar o médico para avaliar a função dos seus rins, inicialmente através dos exames de creatinina no sangue e exame de urina, simples e amplamente disponíveis hoje em todo o País”, alerta

Enxaqueca

Freepik / Divulgação Saúde da Mulher
Saúde da Mulher

O osteopata D.O. Márcio Valsechi Júnior diz que a enxaqueca é uma das dores que mais atrapalham o dia a dia da mulher, especialmente porque gera muita irritabilidade. "Geralmente são recorrentes e estão associadas a náuseas e incômodos provenientes de luzes e sons. As causas são variadas, podendo ser decorrentes desde um bloqueio cervical até alterações em vísceras, como estômago e fígado, ou mesmo útero e ovários", afirma. Com técnicas manuais e sutis, o osteopata elimina estes bloqueios auxiliando no reequilíbrio corporal.

Acne

Freepik / Divulgação Saúde da Mulher
Saúde da Mulher

Considerada como o grande vilã da beleza facial, a acne em mulheres adultas está relacionada a hormônios, disfunções hormonais e disfunções ginecológicas, como ovário policístico. "A acne agride muito as mulheres porque interfere na parte estética, provocando em muitas uma situação de baixa autoestima", destaca João Carlos Pereira, cirurgião dermatológico e membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Em mulheres acima de 20 anos, as lesões são maiores, inflamatórias e esporádicas, sem encher todo o rosto. "Na puberdade, a acne vem com um grande número de lesões, algumas com pontos de secreção amarelada e, em geral, afeta a face como um todo", diz. "O principal elemento preventivo é lavar bem o rosto com produtos especificados pelo profissional. Também é preciso ter cuidado com a alimentação, evitar sol e evitar espremer as espinhas, pois deixa cicatrizes", orienta.

Segundo o especialista, os melhores tratamentos para acabar com a cicatriz são os laseres, indicados especificamente para cada situação, porque ajudam a queimar a pele, renovar e trocar a pele.

Pintas

Freepik / Divulgação Saúde da Mulher
Saúde da Mulher

Uma das queixas mais comuns nos consultórios dermatológicos são as pintas - como popularmente são chamados os nevos, ou tumores benignos da pele. A dermatologista Adriana Caldas, professora da Faculdade de Medicina de Rio Preto (Famerp), explica que os nevos são pequenas formações cutâneas (geralmente escuras) que se desenvolvem a partir das células produtoras de pigmento da pele (melanócitos), podendo ter diversos tamanhos, colorações e texturas, como liso, rugosos ou salientes.

"Os nevos podem existir desde o nascimento ou surgir mais tardiamente, portanto a retirada cirúrgica pode ser feita por questões estéticas ou quando há dúvida quanto ao aspecto benigno do tumor", orienta. Segundo a especialista, a cirurgia é simples, com anestesia local e em consultório médico, sem necessidade de centro cirúrgico. "O paciente fica alguns dias com os pontos cirúrgicos, porém não precisa ser afastado de suas atividades diárias", diz.

Dentes brancos

Fotos: Freepik / Divulgação saúde da mulher
saúde da mulher

"Um belo sorriso abre portas. E se os dentes forem branquinhos, funcionará ainda mais como um cartão de visitas", afirma Gilberto Barros, dentista especializado em estética dental, de Rio Preto. O especialista afirma que, além de uma boa higiene, a melhor forma de ter os dentes bem brancos é optar pelo clareamento dental - caseiro ou a laser.

"No consultório, as pessoas sempre perguntam porque os dentes amarelam com a idade? O fato é que, com o passar dos anos, o esmalte sofre desgastes e, por sua vez, a dentina torna-se mais espessa pela formação de camadas reparadoras, tornando o dente mais escuro", afirma.

Calvície

Freepik / Divulgação saúde da mulher
saúde da mulher

A prevenção da calvície feminina depende de um diagnóstico precoce, segundo Paulo Miranda, especialista em transplante capilar. O problema, diz, é que normalmente as mulheres chegam ao consultório com algumas falhas bem importantes. "Para evitar a necessidade de um transplante capilar, por perda excessiva de fios, o ideal é buscar orientação de um especialista ao menor sinal de alterações no couro cabeludo, seja uma simples ardência até a queda de cabelos, coceira após tintura, alergias ou até mesmo a mudança na textura dos fios", orienta.

Também é importante levar em conta o histórico familiar. "É preciso avaliar se é grande a incidência de calvície de padrão feminino, se há distúrbios endocrinológicos, anemias, erros de alimentação ou dietas. O diagnóstico é fundamental porque se for errado, consequentemente o tratamento será errado", diz.

Outra forma de se prevenir é ficar longe de ofertas milagrosas, especialmente aquelas que aparecem a todo momento em redes sociais. "Existem publicações duvidosas sobre fazer cabelo crescer, parar de cair e até fortalecer os fios. Sabemos que isto é fantasia e pode, sim, causar transtornos graves. Tem que observar quedas de pelos em todas as áreas corporais. Isso, sim, pode apontar para a presença de uma doença sistêmica que deverá ser tratada, e muitas vezes são mais importantes que a queda do cabelo em si", destaca.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso