X

Diário da Região

07/03/2018 - 00h30min / Atualizado 06/03/2018 - 23h31min

BRF

Maggi quer carne sem pressão

Governo determina que fiscalização de frigoríficos será federal; ex-funcionária da BRF confirma fraudes

Geraldo Bubniak/AGB A BRF está sendo acusada de fraudar informações de produtos repassadas a órgãos de fiscalização
A BRF está sendo acusada de fraudar informações de produtos repassadas a órgãos de fiscalização

Na esteira da operação Trapaça, que teve como alvo a BRF, dona das marcas Sadia e Perdigão, o governo federal vai centralizar a fiscalização de frigoríficos para evitar pressões políticas sobre a indústria de carne.

O ministro da Agricultura, Blairo Maggi, assinou nesta terça-feira, 6, regulamento que redistribui o comando das operações nos Estados para dez unidades do Sistema de Inspeção de Produtos de Origem Animal (Sipoa). Nesta quarta-feira, ele pretende oficializar as normas de funcionamento desse novo desenho.

A mudança começou a ser gestada no ano passado, após a primeira fase da Carne Fraca, que detectou esquemas de corrupção entre frigoríficos e as superintendências estaduais, grande parte delas de indicação política. Para reduzir a influência desses superintendentes, a decisão sobre fiscalizações passará a ser federal.

Essa decisão será detalhada nesta quarta, em balanço que o ministro pretende divulgar sobre medidas para melhorar a produção dos frigoríficos e a fiscalização após a Carne Fraca. Na noite de terça-feira, técnicos faziam um pente-fino nos dados, pois Maggi quer ter certeza que sua equipe apertou os controles.

A ex-funcionária da BRF, na unidade de Chapecó (SC), Tatiane Alviero, que trabalhava com rações para engorda de frangos, suínos e perus, confirmou em depoimento à Polícia Federal nesta terça-feira, 6, que relatou internamente fraudes nas informações de produto repassadas aos órgãos de fiscalização.

"As fórmulas nem sempre atendiam ao regulatório do Ministério da Agricultura. Por essa razão, era necessário então fazer uma adequação para que deixassem o rótulo do Premix adequado à norma", declarou Tatiana, uma das 11 pessoas presas na segunda-feira, 5, na Operação Trapaça - terceira fase da Carne Fraca. Após depoimento, ela foi libertada. "A fraude era de conhecimento dos superiores da fábrica."

Maggi lembrou que, até agora, Europa e Hong Kong pediram informações adicionais, o que ele considera natural. Maggi disse acreditar que não haverá fechamento de mercados à carne brasileira, ao contrário do que ocorreu na Carne Fraca. No momento, três unidades da BRF estão com as exportações suspensas para 12 mercados.

O presidente global da BRF, José Aurélio Drummond, se reuniu nesta terça, por duas horas, com Maggi, em Brasília. O ex-ministro e conselheiro da BRF, Luiz Fernando Furlan, acompanhou o encontro. "Tivemos uma conversa técnica bastante importante para esclarecer os eventos", afirmou o executivo, que acrescentou que nem ele nem o ministro estariam preocupados com os impactos financeiros da investigação da PF para a companhia.

 

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso