Diário da Região

05/03/2018 - 23h04min / Atualizado 05/03/2018 - 23h04min

REUNIÃO HISTÓRICA

Kim Jong Un recebe delegação sul-coreana

O líder norte-coreano, Kim Jong Un, recebeu uma delegação política de alto nível da Coreia do Sul, na noite desta segunda-feira em Pyongyang. Trata-se do primeiro encontro conhecido dele com autoridades do governo rival de Seul desde sua chegada ao poder, no fim de 2011.

O encontro, anunciado pelo escritório do presidente sul-coreano, poderia ser um sinal de uma nova fase de reaproximação, no momento em que as duas Coreias buscam expandir laços diplomáticos.

Na Olimpíada de Inverno, autoridades norte-coreanas viajaram para o evento em território sul-coreano e dialogaram com autoridades locais.

A Coreia do Sul afirma que enviou uma delegação para tentar fomentar o diálogo entre Pyongyang e o governo dos Estados Unidos sobre o programa de armas nucleares norte-coreano, bem como para melhorar o relacionamento entre os vizinhos. Seul informou que sua delegação seguirá até os EUA, após retornar de Pyongyang.

Caso a reaproximação não se traduza em avanços, isso poderia elevar a tensão entre Seul e Washington. O governo americano quer pressionar e isolar Pyongyang para que desista de suas armas, enquanto Seul tem defendido a diplomacia.

O jantar da segunda-feira, revelado por um porta-voz presidencial sul-coreano, não havia sido anunciado antes da viagem. O porta-voz não deu detalhes da pauta das discussões. A Coreia do Norte admitiu que chegou uma delegação sul-coreana nesta segunda-feira, mas não fez menção a qualquer reunião com Kim.

O presidente sul-coreano, Moon Jae-in, foi convidado a visitar Pyongyang para um evento, mas não confirmou se irá. Ele enviou a delegação para avaliar a possibilidade de uma reunião.

No último sábado, 3, a Coreia do Norte reiterou que está disposta a dialogar com os Estados Unidos, mas reafirmou que não aceitará a pré-condição de Washington de demonstrar previamente sua disposição à desnuclearização, declarou um porta-voz do ministério norte-coreano das Relações Exteriores e foram feitas à agência de notícias estatal norte-coreana KCNA.

A administração de Donald Trump tem defendido que a Coreia do Norte precisa mostrar um real comprometimento em encerrar seus programas nuclear e de mísseis antes que aconteça qualquer tipo de conversa.

 

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso