Diário da Região

04/03/2018 - 00h30min / Atualizado 03/03/2018 - 18h23min

Painel de Ideias

Livre pensar

O que eu quero mesmo é conseguir juntar duas sílabas sem sentido e criar um sucesso sertanejo

Divulgação José Luís Rey | jlrey@paginaimpar.com.br
José Luís Rey | jlrey@paginaimpar.com.br

Os dias têm sido especialmente divertidos nas incursões pelo Facebook, pelo Whats App, pelo Instagram, pelo Pinterest, entre outros. Inspirado nas frases espirituosamente cáusticas e engraçadas de um paciente cultor desse estilo - o jornalista Wilson Guilherme - também me animei a colaborar despretensiosamente com esse exercício do que o incomparável Millor Fernandes chamaria de "livre pensar é só pensar".

Algumas das frases que cometi, admito, têm muito pouco de originalidade - imagino que muitos dos enfastiados "amigos" das redes sociais já devem ter esbarrado nelas por aí, mas o mais interessante é perceber como a nossa mente está absolutamente pronta para aproximá-las de situações novas, num processo contínuo de revalidação de analogias.

Por exemplo, quando resolvi entrar no pantanoso terreno da aproximação entre o ex-presidente Lula e o ex-governador Paulo Maluf por causa de uma estratégia eleitoral, foi impossível não comparar essa "malulada" com uma jogada surpreendente do mundo empresarial brasileiro, há alguns anos. E saiu:

- Essa coisa começou, na verdade, quando a Brahma e a Antarctica se juntaram. A partir dali, pode tudo...

Até a própria rede mundial, o veículo do qual as frases se servem para se disseminar entre os leitores virtuais, levou uma espetada:

- Cheguei à conclusão de que a internet aproxima quem está longe e afasta quem está perto!

Ou, inconformado com a decantada timidez das propostas de sustentabilidade endossada pelos líderes mundiais que participam da Rio 20:

- Será que o planeta aguenta até a Rio 40?

E, ainda há pouquíssimo tempo, uma incontida desaprovação às músicas que parecem ter descoberto a moda das onomatopeias para produzir sucessos:

- Eu não quero tchu, não quero tcha. O que eu quero mesmo é conseguir juntar duas sílabas sem sentido e criar um sucesso sertanejo.

Comecei a me lembrar de lances ousados da publicidade brasileira nos últimos anos. Há algum tempo, quando a fábrica de computadores da marca Presario/Compaq resolveu colocar na cabeça dos jovens que era mais importante investir num equipamento desses do que, por exemplo, passar férias na Disney, recorreu a uma campanha publicitária onde o PC aparecia sob uma frase implacável:

- Tão fascinante quanto a Disney. Mas o mouse é mais inteligente.

Acho que, mais ou menos na mesma época, a administradora de cartões de crédito Fashion Clinic - voltada para o segmento da moda - colocou em seus anúncios uma foto de Fidel Castro e legendou:

- Economizar no vestuário não significa andar 30 anos com a mesma roupa.

E aí vão mais algumas frases da criativa publicidade brasileira, recolhidas aleatoriamente em sites na internet:

Comercial do lava-louças Brastemp:

- Nenhuma mulher quer um homem bom de pia.

Da 3i, consultoria de empresas:

- Pense grande. Afinal, você já ouviu falar de Alexandre, o Médio?

Da Fábrica de Brinquedos Estrela:

- Brinquedo só no Natal. Bife de fígado toda semana. E depois você se pergunta porque há tanta criança traumatizada no mundo.

Do Conhaque Martell:

- Beba-o com respeito. É provável que ele seja mais velho que você.

Do desinfetante Pinho Sol:

- Se você é uma pessoa sensível, vai gostar de saber que Pinho Sol mata os germes sem dor nem sofrimento.

Da escova dental Oral B:

- Nunca foi tão fácil tirar o doce de criança.

Da Semp Toshiba:

- Mais valem quatro cabeças de vídeo do que uma bem na sua frente no cinema.

 

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso