Diário da Região

03/03/2018 - 00h30min / Atualizado 03/03/2018 - 00h11min

Artigo

O problema da mineração

No Brasil contemporiza-se o problema da destinação final dos resíduos sólidos industriais minerários

Nessa última quarta-feira, 28 de fevereiro, o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente - Ibama divulgou na sua página na internet que embargara o Depósito de Rejeitos Sólidos n° 2 (DRS-2) e a tubulação de drenagem de efluentes da área industrial da refinaria Hydro Alunorte, em Barcarena (PA).

A empresa também fora multada em R$ 20 milhões. O empreendimento é licenciado pelo Governo do Pará. "As águas apresentaram níveis elevados de alumínio e outras variáveis associadas aos efluentes gerados pela Hydro Alunorte".

No portal da Hydro Alunorte consta que a empresa é de origem norueguesa, é a maior refinaria de alumina do mundo e está localizada no Pará, mais especificamente no polo industrial de Barcarena.

Há 20 anos em operação, 14% de sua produção são destinados ao mercado interno e os outros 86% à exportação. Atualmente, a Hydro Alunorte processa 5,8 milhões de toneladas de alumina. A produção mundial de alumina é estimada em 100 milhões de toneladas. "Para transformar bauxita em alumina, moemos e misturamos o minério com cal e soda cáustica. Em seguida, essa mistura é bombeada para recipientes de alta pressão, onde o minério é aquecido.

O óxido de alumínio que procuramos é dissolvido pela soda cáustica e depois precipitado para fora dessa solução, lavado e aquecido, para eliminar água. O que sobra é um pó branco parecido com açúcar chamado alumina ou óxido de alumínio (Al2O3)."

São necessárias aproximadamente duas toneladas deste "pó branco" para produzir uma tonelada de alumínio através dum processo de redução eletrolítica. A Hydro mundial informa que... "Depois de um grande esforço destinado a melhorias nas décadas de 1980 e 1990, a totalidade das emissões para o ar e para a água geradas pela produção da Hydro está limitada."

Com base nessas informações é possível inferir que a Hydro Alunorte gere anualmente cerca de 11.600.000 toneladas de resíduos sólidos industriais, eufemisticamente chamados de rejeitos. E como a Hydro destina esses resíduos? Resposta: da mesma forma que as demais empresas de mineração, isto é, por meio de grandes depósitos ao ar livre conhecidos como bacias de "rejeitos". O artigo 47, inciso II da Lei Federal 12.305/2010 que instituiu a Política Nacional de Resíduos Sólidos veda o lançamento in natura, a céu aberto, de resíduos, exceção feita aos resíduos minerários. Ou seja, no Brasil explicitamente contemporiza-se o problema da destinação final dos resíduos sólidos industriais minerários.

Enquanto a mineração não implementar em seus processos produtivos práticas que permitam uma destinação final ambientalmente adequada para os seus resíduos sólidos, episódios ambientais como o da Samarco em Mariana e agora da Hydro Alunorte em Barcarena, no Pará, se repetirão. O problema não pode continuar sendo tratado apenas pelo lado punitivo. Urge internalizar os custos dos resíduos para que a mineração se torne sustentável.

José Mário Ferreira de Andrade, Engenheiro civil e sanitarista; Rio Preto.

 

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso