Diário da Região

02/03/2018 - 15h13min / Atualizado 02/03/2018 - 15h18min

Março amarelo

Animais também sofrem com doença renal crônica

O diagnóstico precoce é importante para a saúde de cães e gatos

Pixabay/Divulgação Alimentação adequada é importante para prevenir a doença renal crônica em cães e gatos
Alimentação adequada é importante para prevenir a doença renal crônica em cães e gatos

Março é o mês internacional da prevenção às doenças renais. E mais uma vez o problema que afeta tantos homens e mulheres também pode acometer cães e gatos com frequência, especialmente os que estão chegando em uma idade mais avançada.

A hereditariedade é um dos fatores que podem contribuir para o desenvolvimento da doença, mas por ser um problema que demora para apresentar sintomas específicos, o diagnóstico precoce é a melhor opção para amenizar a gravidade da situação.

A doença renal crônica é uma alteração degenerativa, que ataca um ou mais rins do animal e tende a aparecer conforma eles ganham mais idade. É considerada a principal causa de mortes em gatos acima de 5 anos e a 3ª para cães da mesma idade. A doença é progressiva, incurável e seu diagnóstico, na maioria das vezes, é realizado tarde demais, quando mais de 75% da função renal dos animais já está comprometida.

Outro fator de risco é a predisposição. Cães das raças Beagle, Bull Terrier, Chow Chow, Cocker, Pinscher, Pastor Alemão, Lhasa Apso, Shih Tzu, Maltês, Schnauzer, Daschund, Sharpei e Poodle e os gatos das raças Maine Coon, Abissinio, Siamês, Russian Blue e Persa têm essa característica.

O diagnóstico precoce, o tratamento e a nutrição adequados são essenciais para que os pets que sofrem com a doença tenham mais tempo e qualidade de vida. Por isso, é importante sempre levar os animais regularmente ao médico veterinário para fazer os exames necessário e prevenir o problema.

Nutrição para animais com doença renal crônica

“Com controle de nutrientes como o fósforo e a proteína, e enriquecido com ácidos graxos e antioxidantes, o alimento adequado irá contribuir para o retardamento da evolução da doença, alívio dos sintomas e manutenção do peso do animal, já que mais de 20% dos pacientes renais apresenta anorexia e perda do apetite,” explica Luciana Peruca, Coordenadora de Comunicação Científica da Royal Canin.

Ainda segundo Luciana, estudos científicos indicam que a nutrição adequada pode proporcionar um aumento de 2,4 vezes na expectativa de vida dos pacientes com DRC, contribuindo também para a melhor qualidade de vida. “Quanto mais cedo a doença renal crônica for diagnosticada, melhor será a contribuição da alimentação correta para o controle dos sintomas e da progressão da doença.”

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso