X

Diário da Região

06/03/2018 - 19h07min / Atualizado 06/03/2018 - 22h52min

JOGOU PARA A TORCIDA

Nomeação de secretário vira propaganda de lei que amplia horário do comércio

Vereador Paulo Pauléra aproveitou evento de nomeação de novo secretário de Desenvolvimento Econômico de Rio Preto para defender projeto de lei de flexibilização do horário do comércio

Rodrigo Lima Pauléra discursa durante posse de secretário de Desenvolvimento Econômico
Pauléra discursa durante posse de secretário de Desenvolvimento Econômico

A nomeação oficial de Jorge Luís de Souza como novo secretário de Desenvolvimento Econômico de Rio Preto serviu para o vereador Paulo Pauléra (PP) defender projeto de lei que libera funcionamento do comércio, indústrias e prestadores de serviço em qualquer hora no município. O vereador aproveitou para discursar em defesa de sua proposta para uma plateia formada por empresários e a direção da Associação Comercial e Empresarial de Rio Preto. 

Enquanto o empresariado defende a proposta, o sindicato dos trabalhadores no comércio (Sincomerciários), que é presidido pela vereadora Márcia Caldas (PPS), é contra. De acordo com Pauléra, a lei atual é "totalmente atrasada e não deixa as coisas acontecer". Ele afirmou que é preciso debater a proposta com a sociedade e encontrar uma posição que seja bom para o comerciante e para o trabalhador. 

A proposta do vereador do PP autoriza, por exemplo, a abertura do comércio em feriados, desde que seguidas regras da lei federal sobre esses casos, como convenção coletiva de trabalho. O projeto de Pauléra acaba com restrições de horário que estão em vigor há cerca de 30 anos.

O projeto revoga a lei 4.148 de 19 de outubro de 1987, quando Manoel Antunes era prefeito. Esta norma determina que o comércio deve funcionar de segunda a sexta das 8h as 18h e nos sábados e aos domingos permanecer fechados. Ele afirmou que pretende dialogar para chegar em consenso com a categoria dos trabalhadores. 

Edinho afirmou que o projeto de lei está em debate na Câmara. Ele defendeu uma ampla discussão entre os vereadores, empresários e os comerciários. "É preciso que o processo seja o mais democrático possível. Estamos abertos para discutir esse tema", afirmou o prefeito. 

Ele comentou ainda sobre as verbas que seriam liberadas para obras na sua administração pela Caixa Econômica Federal, que foram paralisadas por conta de escândalo envolvendo o comando do banco. 

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso