Diário da Região

05/03/2018 - 23h44min / Atualizado 05/03/2018 - 23h44min

EM SENTENÇA

Juiz aponta crime em lista de auxílio-atleta

Delegado seccional diz que vai anexar decisão em inquérito que investiga fraudes

Guilherme Baffi 12/4/2017 O delegado Alexandre Arid:
O delegado Alexandre Arid: "Interessante o posicionamento do juiz"

O juiz da 1ª Vara da Fazenda de Rio Preto, Adilson Araki Ribeiro, concluiu que houve crime de falsidade na inclusão do nome de uma mulher em lista de pessoas que teriam recebido pagamento de auxílio-atleta em Rio Preto. Ele fez o apontamento em sentença de ação de indenização movida pela mulher contra a Prefeitura. A Polícia Civil vai anexar a decisão do juiz no inquérito que avalia o conteúdo de documentação entregue na Delegacia Seccional pela atual secretária de Esportes, Cléa Bernardelli, com os nomes de pessoas que teriam recebido o benefício entre 2011 e 2012 - período que está sendo investigado.

A lista foi entregue à polícia em outubro de 2013 durante o governo do ex-prefeito Valdomiro Lopes (PSB), quando ela também era secretária. A polícia suspeita que a lista incluiu nomes que nunca receberam o benefício.

A mulher ingressou com ação de indenização contra o município após ter sido intimada pela polícia para apresentar explicações sobre o suposto recebimento do dinheiro. A ação foi julgada improcedente. O juiz concluiu que o Executivo também foi "vítima" da situação. "Haja vista a investigação por desvio de dinheiro que deveria ter sido destinado ao esporte amador", escreveu Ribeiro na decisão.

Segundo o juiz, no entanto, ficou evidente que a mulher foi intimada a prestar declarações "porque falsamente constava como beneficiária". "E com as explicações, inclusive em prol do interesse público, deu enorme contribuição à Justiça Pública", afirmou.

Para o delegado-assistente da Seccional Alexandre Arid, a posição do magistrado é importante para esclarecer os fatos. "Vem ao encontro com o que trazemos na investigação. Interessante o posicionamento do juiz", afirmou. A polícia apura possível obstrução à Justiça com a entrega da lista com milhares de nomes, incluindo o de pessoas que não eram atletas.

Procurada nesta segunda-feira, 5, para falar sobre a decisão, a secretária de Esportes não atendeu o celular.

Em outra ação, na qual a secretária é ré pelo mesmo motivo, Cléa afirmou que a lista não foi elaborada por ela. Segundo sua defesa, a relação foi feita pelo hoje vereador José Carlos Marinho (PSB), que foi secretário entre 2009 e 2012. Marinho disse que a lista foi assinada por ela.

 

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso