X

Diário da Região

06/03/2018 - 00h30min / Atualizado 05/03/2018 - 23h55min

CHANCE PERDIDA

Reservas do Palmeiras não vão bem e perdem para o São Caetano em casa

Mesmo com boa campanha, o time chegou ao quarto jogo sem vencer no torneio

Antonio Cicero/PhotoPress Agora no São Caetano, Ermínio, ex-Rio Preto e Mirassol, tenta passar pelo palmeirense Juninho no Allianz Parque, nesta segunda
Agora no São Caetano, Ermínio, ex-Rio Preto e Mirassol, tenta passar pelo palmeirense Juninho no Allianz Parque, nesta segunda

Com dez alterações em comparação ao jogo anterior e experiências táticas fracassadas, um Palmeiras completamente confuso em campo perdeu do São Caetano na noite desta segunda-feira por 1 a 0, no Allianz Parque, pela décima rodada do Campeonato Paulista. Mesmo com boa campanha, o time chegou ao quarto jogo sem vencer no torneio.

O Palmeiras entrou em campo já classificado às quartas de final graças aos resultados do fim de semana. Dos cinco titulares pendurados, nenhum foi relacionado. O técnico Roger Machado decidiu promover uma série de mudanças antes do clássico com o São Paulo, na quinta-feira, e viu a formação modificada demorar para se organizar em campo.

O time começou o jogo com cinco jogadores que não haviam sido titulares no ano e dois que não haviam atuado por um minuto sequer - Fabiano e Luan. Para completar, a disposição tática foi totalmente nova. Roger armou o Palmeiras sem atacante de referência. O venezuelano Guerra atuava centralizado no setor ofensivo, porém procurava se movimentar bastante para confundir a marcação. As modificações dificultaram mais para o Palmeiras do que para o adversário. O São Caetano aproveitou a falta de marcação nas laterais e logo aos seis minutos abriu o placar. Chiquinho aproveitou falha de Fabiano para fazer 1 a 0.

Logo depois, o segundo gol quase veio. Nocauteado pelas próprias escolhas, a equipe da casa errava passes fáceis e só assustava em jogadas de bola parada. Thiago Santos acertou o travessão após um escanteio.

Impaciente, a torcida vaiava as participações de Fabiano e o lateral errava quase todos os lances. O primeiro tempo poderia ter um prejuízo ainda maior. Roger resolveu mudar no intervalo e colocou Willian para ter um atacante de referência. A equipe melhorou, pressionou bastante, mas não conseguiu criar chances claras de gol.

Roger continuou inovando. No segundo tempo colocou o meia Moisés e promoveu a estreia de Papagaio, revelação das categorias de base. O Palmeiras mudava, sem corrigir as falhas primárias. Assim, o Palmeiras desorganizado sucumbiu diante de um São Caetano decidido e competente.

O Palmeiras continua em primeiro lugar no Grupo D, com 20 pontos, e tem a melhor campanha. O São Caetano chegou aos 13 pontos, em segundo lugar no Grupo B e praticamente espantou o risco de queda.

 

Ficha técnica

PALMEIRAS - 0

Fernando Prass; Fabiano, Luan, Juninho e Michel Bastos; Thiago Santos, Bruno Henrique e Tchê Tchê (Willian); Gustavo Scarpa, Guerra (Papagaio) e Keno. Técnico: Roger Machado

SÃO CAETANO - 1

Helton Leite (Paes); Alex, Sandoval, Max e Bruno Recife; Ferreira, Vinicius Kiss e Diego Rosa; Niltinho (Carlão), Chiquinho e Ermínio (Esley). Técnico: Pintado.

Gol: Chiquinho, aos seis minutos do primeiro tempo. Árbitro: Vinícius Furlan. Renda: R$ 1.176.356. Público: 22.597 torcedores. Local: Allianz Parque, em São Paulo, nesta segunda-feira, 5.

São Paulo perde lateral

Contundido, o lateral-esquerdo Reinaldo deve desfalcar o São Paulo no clássico contra o Palmeiras, na próxima quinta-feira, pela 11ª rodada do Campeonato Paulista. Os times se enfrentarão às 20h30, no Allianz Parque. Autor do primeiro gol tricolor na vitória por 2 a 1 sobre o Linense no último domingo, ele passou por exames nesta segunda-feira que detectaram um estiramento no músculo adutor da coxa esquerda. O jogador já iniciou a recuperação com fisioterapeutas do clube.

O clube não estabelece uma data para retorno do lateral, apesar de considerar como "pequeno" o grau da lesão. Depois do clássico, o time tem pela frente o Red Bull Brasil, no domingo, em casa. Sem Reinaldo, a principal opção do técnico Dorival Junior é Edimar, que o substituiu no intervalo do jogo em Lins. Júnior Tavares também é opção.

O zagueiro Rodrigo Caio, que salvou o São Paulo com um gol nos acréscimos e garantiu a vitória sobre o Linense, sabe que a missão será ainda mais complicada no clássico. "Muitas coisas aconteceram e o momento de a gente jogar um clássico é esse. Estamos preparados e vamos entrar muito focados. Temos três dias para nos prepararmos bem. O resultado a gente não controla, mas uma atuação segura a gente pode controlar", avisou o zagueiro são-paulino. (AE)

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso