Diário da Região

04/03/2018 - 00h30min / Atualizado 03/03/2018 - 22h18min

OPERADO COM SUCESSO

Neymar terá alta neste domingo e inicia recuperação para a Copa

De Belo Horizonte, o astro brasileiro vai seguir para Mangaratiba, no litoral fluminense, onde iniciará o processo de reabilitação

Cristiane Mattos/Estadão Conteúdo Torcedores, cerveja, samba e protestos movimentam hospital onde Neymar está internado
Torcedores, cerveja, samba e protestos movimentam hospital onde Neymar está internado

Após ser operado com êxito neste sábado, em Belo Horizonte, o atacante Neymar inicia neste domingo sua recuperação da fratura do quinto metatarso do pé direito visando à participação na Copa do Mundo. O primeiro passo, aliás, será a alta hospitalar do atacante, algo que deverá ocorrer nas primeiras horas do dia.

De Belo Horizonte, o astro brasileiro vai seguir para Mangaratiba, no litoral fluminense, onde iniciará o processo de reabilitação. O craque do Paris Saint-Germain conta com sua própria "comissão técnica", o preparador físico Ricardo Rosa e o fisioterapeuta Ricardo Martini. "A fisioterapia começará imediatamente com Rafael Martini, que também é do PSG e da seleção", explicou Rodrigo Lasmar, médico da Seleção Brasileira e responsável por liderar a cirurgia.

Neymar poderá ficar por até três meses sem atuar, o que o faria realizar o seu retorno aos gramados às vésperas da Copa do Mundo, já em amistosos preparatórios para o torneio - a estreia da Seleção Brasileira na Rússia será em 17 de junho, diante da Suíça.

Além disso, esse tempo para recuperação fará perdê-lo o restante da temporada 2017/2018 do futebol europeu, pois a final da Liga dos Campeões está agendada para 26 de maio, sendo que uma semana antes se encerrará o Campeonato Francês.

A situação clínica de Neymar preocupa não só ao PSG - que deve perdê-lo para o restante da temporada - como também ao técnico Tite, na Seleção Brasileira. Afinal de contas, o atacante é o principal jogador do time nacional e mesmo que a previsão de retornar aos gramados dentro de três meses se confirme, existe a dúvida quanto à sua condição física no retorno aos gramados, já que estará há muito tempo sem jogar. O jogador deverá permanecer na sua residência nas próximas semanas, até ser liberado para realizar trabalhos em que poderá colocar o pé direito no chão. Isso deverá durar por ao menos 20 dias, com Neymar ficando principalmente em repouso, com movimentação limitada. Isso é necessário para que a fratura no quinto metatarso do pé direito tenha uma ótima cicatrização.

A operação de Neymar contou com a participação de três ortopedistas, todos eles colegas de Lasmar no Atlético-MG, casos de Otaviano Vieira e Felipe Kalil. Foram eles que colocaram um pino para corrigir a fratura no quinto metatarso do pé direito. Além disso, foi realizado um enxerto ósseo com a intenção de acelerar o processo de recuperação do atacante brasileiro.

O atacante da Seleção permaneceu por duas horas no bloco cirúrgico do Mater Dei, localizado no quinto andar, sendo que a operação em si durou 1 hora e 15 minutos. Neymar foi liberado depois de uma hora para repousar e iniciar a sua recuperação no seu quarto, uma suíte vip e conjugada. Lá, ele assistiu pela TV o triunfo do PSG por 2 a 0 sobre o Troyes, pelo Campeonato Francês. E o craque estava acompanhado da mãe Nadine e de amigos.

PSG e Confederação Brasileira de Futebol explicaram que Neymar passará por uma avaliação da sua condição física em seis semanas, permitindo uma determinação mais precisa sobre quando ele poderá voltar a atuar. "Um relatório será feito em 6 semanas para esclarecer a data possível da retomada do treinamento", disseram, em nota oficial.

Ainda não há uma definição sobre onde Neymar realizará as partes mais importantes da recuperação, focadas na recuperação da força. E essa definição envolverá a resolução de uma queda de braço entre PSG e CBF.

 

Fãs e protestos no hospital

A cirurgia de Neymar, realizada em Belo Horizonte, se transformou em um evento nas proximidades da unidade Contorno do hospital Mater Dei, atraindo fãs, adolescentes e até protestos. Um animado grupo de torcedores levou caixas de isopor cheias de cervejas e um cavaquinho, além de máscaras do craque.

Incentivado pela presenças das câmeras, fãs mirins também foram atraídos ao Mater Dei para dar um voto de apoio a Neymar, ainda que de longe. E, principalmente, para brincarem, tanto que ensaiaram uma partida de futebol quase na porta de entrada do hospital. Mas não foram apenas fãs e curiosos que compareceram ao local. Houve a exibição de cartazes com pedidos para exames e operações bem mais modestos do que os que Neymar realizou nos últimos dias. Além disso, clubes de motociclistas protestaram contra o preço da gasolina, chegando a fechar a rua por alguns minutos. (AE)

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso