X
X

Diário da Região

02/03/2018 - 00h30min / Atualizado 01/03/2018 - 18h02min

CORPO E IMAGEM

Trabalho de pesquisa une dança, fotografia, vídeo e poesia

Trabalho de pesquisa que une dança, fotografia, vídeo e poesia, Corpo/Lentes, solo protagonizado por Andrea Capelli, revela a fusão de linguagens evidenciada pela arte contemporânea

Fotos: Jorge Etecheber/Divulgação A dançarina Andrea Capelli em cena de Corpo/Lentes
A dançarina Andrea Capelli em cena de Corpo/Lentes

Um corpo real e sua reprodução imagética se relacionam e geram novos significados no solo protagonizado pela dançarina Andrea Capelli, fundadora do Grupo Terra, de Rio Preto. Em processo de pesquisa desde outubro do ano passado, a partir das vivências estabelecidas com a bailarina, coreógrafa e professora Maristela Estrela através do projeto Movimento 1, do Sesc, Corpo/Lentes é fruto da relação entre dança, fotografia, vídeo e poesia.

Um novo compartilhamento deste trabalho de pesquisa com o público será feito nesta sexta-feira, 2, em três apresentações no Cursinho Alternativo. "Por ser uma pesquisa, ainda estamos descobrindo coisas. Essas três apresentações fazem parte dessa busca, para que as pessoas possam opinar, sugerir caminhos", comenta Andrea.

Corpo/Lentes marca a parceria da fundadora do Grupo Terra com o fotógrafo Jorge Etecheber e o produtor de vídeo Guilherme Di Curzio, duas gerações ligadas ao registro das manifestações da cena cultural de Rio Preto, mas que, desta vez, atuaram diretamente como criadores ao lado da dançarina.

Há 25 anos registrando a dança de Rio Preto - cujo acervo deu vida à uma exposição contemplada pelo Prêmio Nelson Seixas em 2017 -, Etecheber nunca havia firmado uma parceria criativa com um artista ou coletivo da dança. Escalado pelo Sesc para fazer a cobertura fotográfica da primeira vivência de Maristela Estrela pelo Movimento 1, ele simplesmente foi fisgado pelo trabalho da coreógrafa e professora, passando a participar efetivamente das duas vivências seguintes.

"Fui pautado pelo Sesc para registrar a vivência de Maristela. Ela tinha uma pegada diferente no modo como estimulava a criatividade dos participantes. Acabei criando um vídeo com as imagens que fiz dessa primeira vivência e publiquei no Facebook. Foi aí que veio a ideia de fazer algo que relacionasse fotografia e corpo. Pedi autorização ao Sesc e eles me deixaram participar das outras vivências com ela", relembra o fotógrafo. 

Ao final do processo, a coreógrafa e professora sugeriu que os participantes da vivência se unissem para criar algo, que necessariamente não precisava ser uma coreografia. "Conheço a Andrea Capelli há mais de 20 anos e nunca tinha feito nada com ela, a não ser fotografar os espetáculos do Grupo Terra. Pensamos em algo que envolvesse a projeção de fotos e ela, dialogando com essas imagens. Daí convidamos o Guilherme (Di Curzio) para inserir o vídeo. É algo em aberto, que ainda está nascendo", pontua Etecheber.

Para os criadores de Corpo/Lentes, essa fusão de linguagens evidenciada pela arte contemporânea é o que há de mais verdadeiro neste momento criativo. "Há hoje na cena rio-pretense um diálogo muito intenso entre artistas, que estão realmente se arriscando na busca de novos caminhos", comenta Andrea. "E essa fusão vem acompanhada da ocupação de outros espaços, com os artistas se movimentando por diferentes pontos da cidade", acrescenta Etecheber.

Serviço

  • Corpo/Lentes. Hoje, às 9h45, 15h40 e 20h20, no Cursinho Alternativo (Av. Nossa Senhora da Paz, 1032). Gratuito 

 

O renascimento da dançarina

Jorge Etecheber/Divulgação Performance do Grupo Terra apresentada no terminal rodoviário de Rio Preto
Performance do Grupo Terra apresentada no terminal rodoviário de Rio Preto

Em entrevista no programa Papo Cultural, exibido ao vivo no Facebook do Diário da Região, na última terça-feira, 27, Andrea Capelli destacou que o projeto Movimento 1, iniciativa do Sesc que vem movimentando a cena da dança há três anos, permitiu a ela se redescobrir como dançarina.

"Por meio do Movimento 1, eu encontrei meu caminho para voltar à dança. E esse caminho passa pelas ruas, pois uma das proposições do projeto é justamente ocupar os espaços públicos. Descobri uma outra bailarina que havia em mim", comentou.

Os ecos do Movimento 1 no Grupo Terra, fundado por Andrea em 1996, resultou em montagens que, além de se apropriar de outras linguagens artísticas, levou a arte da dança para locais um tanto incomuns, como o terminal rodoviário, além de praças e outros espaços ao ar livre. 

Um dos exemplares dessa nova safra do Terra é a intervenção Pé de Poesia, que coloca a dança  em diálogo com a poesia, particularmente a de Manoel de Barros (1916-2014).

Promovendo o intercâmbio entre os artistas locais e convidados de diferentes partes do País, o projeto Movimento 1 busca fomentar a criação em torno da dança na cidade. Além disso, o projeto também envolve aulas abertas semanais de dança contemporânea às quintas e aos sábados.

Até abril, Andrea é responsável pelas aulas abertas de sábado, sempre iniciadas às 10h. A participação é de graça.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso