X

Diário da Região

12/03/2018 - 22h28min / Atualizado 13/03/2018 - 08h32min

INCORPORAÇÃO

SUS anuncia dez terapias alternativas

Ainda não há data para elas serem implementadas em Rio Preto

Pixabay Meditação é uma das técnicas já implantadas em Rio Preto
Meditação é uma das técnicas já implantadas em Rio Preto

O Ministério da Saúde anunciou nesta segunda-feira, 12, a incorporação ao SUS de dez novas práticas integrativas e complementares (PIC) à rede básica. Em Rio Preto, não há previsão para quando as técnicas estejam disponíveis nos postinhos.

As práticas são apiterapia, aromaterapia, bioenergética, constelação familiar, cromoterapia, geoterapia, hipnoterapia, imposição de mãos, ozonioterapia e terapia de florais.

A Secretaria Municipal de Saúde informou que oferece outras terapias. Escola da saúde, escola da coluna, academia da saúde, grupos de qualidade de vida, acupuntura, auriculoterapia, meditação e lian gong estão disponíveis em alguns postos. O paciente precisa consultar na unidade onde é atendido sobre quais os procedimentos a serem tomados para ter acesso aos tratamentos.

De acordo com o Ministério da Saúde, os tratamentos utilizam recursos terapêuticos baseados em conhecimentos tradicionais voltados para curar e prevenir diversas doenças. Atualmente, são 29 PICS. "Evidências científicas têm mostrado os benefícios do tratamento integrado entre medicina convencional e práticas integrativas e complementares. Além disso, há crescente número de profissionais capacitados e habilitados e maior valorização dos conhecimentos tradicionais de onde se originam grande parte dessas práticas", afirmou o Ministério.

Ariana Cristina Barchik é aromaterapeuta em Rio Preto. Esta é uma das práticas incorporadas nesta semana pelo SUS. Ela defende que o tratamento auxilia na saúde física, emocional e espiritual. "Para tudo existe uma dosagem correta, qual óleo utilizar. Você pode inalar ou usar em massagens na pele", diz. Os aromas de óleos essenciais - que são medicamentos naturais - dependem do objetivo e necessidade de cada pessoa. "Trata todas as alergias, depressão, ansiedade, insônia, fibromialgia, artrite reumatoide", exemplifica.

A secretária Vanda Maria Barbosa, de 56 anos, tem artrite reumatoide e procurou a aromaterapia há seis meses. "Está muito ligada com o emocional. Para não ficar ingerindo muitos medicamentos, opto por tratamentos alternativos", diz. Ela conta que sentiu melhoras. "Diminuição das dores, melhor acomodação para dormir, alguns dos óleos essenciais são bons para deixar com alta concentração", fala.

Os recursos para as práticas integrativas e complementares fazem parte do piso da atenção básica de cada município. O gestor local aplica a verba conforme suas prioridades. Alguns tratamentos específicos, como acupuntura recebem outro tipo de financiamento, que compõe o bloco de média e alta complexidade.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso