X

Diário da Região

08/02/2018 - 00h41min / Atualizado 16/02/2018 - 11h38min

Carreira

Saiba quais são as profissões que estão em alta

As profissões em alta estão intimamente ligadas aos problemas e situações de hoje em dia; soluções interligadas e sistematizadas são as mais procuradas e quem é capaz de oferecê-las com qualidade tem emprego garantido

Pixabay / Divulgação Carreiras do futuro
Carreiras do futuro

O futuro do trabalho será determinado pela inteligência artificial e automação. É o que defende o site americano MIT Technology Review, em artigo publicado em janeiro deste ano. "Embora a tecnologia elimine alguns empregos, ela é responsável por criar demandas que visam melhorar a vida dos seres humanos", diz o texto.

Já o site CareerCast aponta a estatística como melhor carreira nos Estados Unidos. Aqui, no Brasil, a profissão é a segunda mais rentável, de acordo com o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). Jorge Luis Bazán Guzmán, professor de estatística do Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC), da Universidade de São Paulo (USP), explica que estatística é reconhecida como a profissão do futuro na era do Big Data justamente por ser a ciência que coleta, analisa e sumariza dados.

"Vivemos num mundo de dados. Previsões e análises podem ser aplicadas às mais diversas áreas, como o direito, o esporte ou a medicina. Por isso, nossos alunos não encontram dificuldades em se encaixar no mercado, ajudando a consolidar novos campos e aplicações da estatística", destaca.

Segundo informações da Fundação Mineira de Educação e Cultura (Fumec), as profissões em alta estão intimamente ligadas aos problemas e situações de hoje em dia. "Soluções interligadas e sistematizadas são as mais procuradas e quem é capaz de oferecê-las com qualidade tem emprego garantido", informa.

Como chegar lá

A diretora da NVH Talentos Humanos, Márcia Avelar, diz que normalmente os jovens já têm uma ideia do que quer fazer no âmbito profissional, ao entrar na faculdade. Segundo a especialista, muitas pessoas já escolhem seus caminhos no ensino médio, e outras vão compreendendo melhor as possibilidades ao longo dos anos de faculdade. "Porém, não é incomum, mesmo formado, se sentir um pouco perdido em como chegar até sua meta. Portanto, saber aonde chegar não é exatamente o problema, mas como chegar lá é que realmente traz algumas dores de cabeça", observa. "A parte acadêmica é óbvia, simples, leva tempo, mas segue um roteiro tradicional. Como ter certeza dos caminhos? Como chegar lá? São perguntas que assombram os recém-formados", diz.

Engenharia Bioenergética

Segundo informações da Fundação Mineira de Educação e Cultura (Fumec), a engenharia bioenergética é uma das profissões do futuro, já que a sustentabilidade é um dos desafios do século XXI. Cabe ao profissional aliar a questão ambiental à dependência energética, pois sua responsabilidade é levar o crescimento sustentável para todos os lares.

Ciência da Computação

O desenvolvimento de softwares para robôs industriais ou máquinas domésticas garante um vasto campo ao profissional de ciência da computação, segundo informações da Fundação Mineira de Educação e Cultura (Fumec). A profissão está na lista da instituição como uma das mais promissoras, já que o ramo de atuação vai muito além da criação de aplicativos. O profissional ainda tem a chance de se aprofundar em administração e economia para entender, numa abordagem multidisciplinar, como trazer benefícios às pessoas.

Estatística

O estatístico está sendo valorizado pelas soluções que propõe, e justamente por isso a profissão apresentou alta após a criação da Lei de Acesso à Informação (LAI). Segundo informações do Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC), atualmente existe um enorme volume de dados públicos que precisa ser organizado e interpretado para que se transforme em informação útil e compreensível para a população.

"O estatístico trabalha com dados que tenham um significado humano e os transforma em informação compreensível para todos", explica o professor Jorge Luis Bazán Guzmán, da USP.

Como a base do curso está fundamentada na matemática e na computação, o estudante deve ter afinidade com a área de exatas, além de ser uma pessoa curiosa, que saiba fazer essa conversa entre a matemática e a aplicação.

Como fazer um plano de carreira

Trabalhe

Realize estágios em sua área nos últimos anos de faculdade. Aqui ainda há a segurança do "estar estudando", os horários serão mais leves, e você terá uma boa ideia das vertentes que sua profissão pode assumir.

Entreviste enquanto é entrevistado

Durante os processos seletivos para vagas de estágio, questione sempre como é estruturado o projeto de desenvolvimento do estagiário, se terá oportunidade de conhecer diversos campos de atuação, de fazer um job rotation, se terá treinamentos comportamentais. Vale a pena entender bem o que você vai aprender com o estágio, afinal ele faz parte da sua carreira.

Fuja de projetos mal feitos

Busque sempre projetos de trainees bem estruturados, que são ótimas oportunidades de desenvolvimento. Reforçando, você também tem que ganhar, não só a empresa. O estágio é sua oportunidade.

Conheça o mercado

Procure conhecer ou pesquisar as empresas que estão melhor posicionadas no segmento que deseja atuar. Saber quais locais têm mais chance de te trazer renome e conhecimento ajudarão na hora de construir uma carreira sólida. Além disso, assim você sabe onde há oportunidades de crescer até o cargo que deseja.

Networking

Parece óbvio, mas é preciso participar de grupos da área que deseja atuar para iniciar o seu networking. Conhecer pessoas, aprender com elas, receber indicações, tudo isso conta muito na hora de ampliar seu renome no mercado.

Tenha um plano - físico e real

Consegue-se bons resultados montando um modelo de metas para gerenciar a carreira como um processo, cortando estágios em partes menores e atingíveis, te dando uma noção grande de direcionamento e cadência de processo. Quanto mais desenvolver o planejamento, mais possibilidades serão abertas e facilitará numa busca focada. Porém, é importante conhecer os meios no qual se está inserido e quais objetivos profissionais e de vida você escolheu. Isso é o primordial.

Peça ajuda

Vale a pena consultar um especialista para ajudar a entender para se vai. Porém, dependerá dos recursos disponíveis. Caso tenha recursos financeiros para investir, existem excelentes coachs e consultores especialistas que poderão direcionar, de maneira assertiva suas escolhas, através de uma vasta experiência de mercado. Mas, se não tiver como investir, acredito que as redes sociais, as pesquisas disponíveis e um bom networking certamente facilitarão nessa busca, afinal o conhecimento de pessoas da área pode ser adquirido conversando com as pessoas daquele meio.

Fonte: Márcia Avelar, diretora da NVH Talentos Humanos

 

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso