X
X

Diário da Região

27/02/2018 - 00h30min / Atualizado 26/02/2018 - 23h19min

MATERIAL BÉLICO

Apreendidos 12 fuzis em rodovia

Divulgação/Polícia Federal Fuzis, pistolas e até uma granada foram apreendidas na caçamba de uma picape na via Dutra
Fuzis, pistolas e até uma granada foram apreendidas na caçamba de uma picape na via Dutra

Um homem de 23 anos foi preso transportando 12 fuzis, 33 pistolas, 106 carregadores, uma granada e cerca de 40 mil munições pela Rodovia Presidente Dutra, nas imediações de Seropédica, na Região Metropolitana do Rio, na manhã desta segunda-feira, 26. O material bélico estava escondido em cilindros na carroceria da picape Fiat Strada conduzida pelo rapaz, identificado como Gilson Mera Cardoso.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) fazia uma blitz na altura do pedágio quando o rapaz se aproximou dirigindo a Fiat Strada. Os policiais decidiram abordá-lo e o motorista demonstrou muito nervosismo, o que aumentou a desconfiança. Cães farejadores indicaram algo suspeito em cilindros que eram transportados na caçamba do veículo. As armas e munições foram descobertos e, segundo a PRF, o motorista confessou que transportava o material de Foz do Iguaçu, no Paraná, e entregaria na favela Nova Holanda, no Complexo da Maré, na zona norte do Rio.

A ocorrência foi encaminhada à Delegacia Especializada em Armas, Munições e Explosivos (Desarme) da Polícia Civil. A apreensão fez parte da operação Égide, que reforça o policiamento nas rodovias federais do Estado.

Essa foi a segunda maior apreensão realizada neste ano no Estado do Rio de Janeiro. Em 19 de janeiro, também na Via Dutra, na divisa entre os Estados de São Paulo e do Rio, o sargento do Exército Renato Borges Maciel, de 40 anos, foi preso transportando 19 fuzis, 41 pistolas e 54 tabletes de cocaína em um veículo com placa clonada.

Sete meses

Desde que o atual regime de Garantia da Lei e da Ordem (GLO) foi instituído no Estado do Rio, em 28 de julho de 2017, as Forças Armadas participaram de pelo menos 17 operações de cerco a comunidades e caça a bandidos. Para especialistas, o conjunto de resultados dessas ações até agora, porém, é modesto ou até questionável. Nenhum grande chefe criminoso foi preso nem houve apreensão de quantidade significativa de armas ou drogas.

A GLO em vigor desde o ano passado é diferente da intervenção federal na segurança, decretada pelo presidente Michel Temer após o carnaval. Seus resultados pouco vistosos, sobretudo nas apreensões de armamento mais pesado e desarticulação de bandos criminosos, porém, levantam dúvidas sobre a eficácia da iniciativa do Palácio do Planalto.

 

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso