X
X

Diário da Região

28/02/2018 - 00h30min / Atualizado 27/02/2018 - 19h04min

Painel de Ideias

É canja, é canja de galinha!

Mas o que me encantou mesmo foi o Curling, a versão escocesa e antiga da bocha misturada com a malha. Pelo que soube, foi o esporte mais assistido pelos brasileiros. Regras fáceis de se entender

Divulgação Toufic Anbar Neto | mantenedor@faceres.com.br
Toufic Anbar Neto | mantenedor@faceres.com.br

Domingo acabaram-se as Olimpíadas de inverno. Evento praticamente fora do radar dos brasileiros, inclusive da imprensa esportiva. Também pudera. Todas as modalidades são praticadas em cima de alguma forma de gelo, algo inexistente por estas bandas.

Mas esta edição chamou-me a atenção por vários motivos. O primeiro foi o das duas Coréias disputarem a competição juntas. Possivelmente foi um golpe midiático do ditador do norte. Mesmo assim, foi legal. Quem sabe é um começo. É triste ver povos divididos por muros.

A Olimpíada da Coréia custou 13 bilhões de dólares. A do Rio de Janeiro custou praticamente a mesma coisa. Mais os 7 bilhões do Panamericano de 2007, que em teoria já deveria preparar a cidade para o evento, foi apenas um prenúncio do fracasso que viria. Tudo jogado fora. Junto com a Copa de 2016, quebrou o Rio de Janeiro. Os ufanistas que à época vociferaram contra os críticos estão quietinhos. Os cariocas não resistiram a tanta roubalheira. Basta ver o caos atual do estado.

Não serve de consolo, mas foi bem inferior aos custos da Olimpíada de Inverno da Rússia 2014: 50 bilhões de dólares. Roubaram mais lá do que aqui. E os russos conseguiram uma façanha. Estão mais atrasados do que a Copa do Rio 2014 estava a esta altura do cronograma. Grande coisa. Uma roubalheira maior não justifica uma menor.

Mais uma vez, e até na Coréia, um país rico, provou-se que o papo de legado dos jogos é conversa fiada. Não ficou nada de bom. Só prejuízo para o contribuinte. Acho que só funcionou uma vez, em Barcelona. Não deu certo em nenhum outro lugar.

Outro detalhe interessante foi a participação brasileira. Dez atletas na Olimpíada e três na Paraolimpíada. Para um país tropical até que é muito.

Apesar do horário ingrato, assisti de tudo um pouco. Esqui em quase todas as modalidades, snowboard (skate na neve), patinação, corrida de patins e de trenó. Até aquele esporte em que os jogadores vivem trocando sopapos e que não se consegue enxergar a bolinha, o tal do hóquei no gelo. Você só fica sabendo que foi gol quando toca uma campainha, para tudo e passa o replay bem devagar.

Mas o que me encantou mesmo foi o Curling, a versão escocesa e antiga da bocha misturada com a malha. Pelo que soube, foi o esporte mais assistido pelos brasileiros. Regras fáceis de se entender. Os atletas deslizavam numa pista comprida de gelo (45 metros) e arremessavam delicadamente pedras de granito pesando 18 quilos. Fazia ponto quem posicionasse as suas pedras mais próximas do centro de um alvo grande.

Assisti a maioria das partidas. Vi muitos atletas derrapando e fazendo barbeiragens com as pedras. O Brasil não enviou equipe. Pois deveriam ter levado a turma da bocha lá do Centro Social. Garanto que morderiam fácil uma medalha. Com três pedras de lambuja!

 

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso