Alvo de CPI, cúpula da Guarda é do PSDÍcone de fechar Fechar

Coluna do Diário

Alvo de CPI, cúpula da Guarda é do PSD

Não só o secretário de Trânsito, mas também diretor da Guarda é filiado ao partido


    • São José do Rio Preto
    • máx min

Em que pese o teor do dossiê elaborado pela Associação dos Guardas Municipais de Rio Preto, usado como base para protocolar a CPI da Guarda na Câmara de Rio Preto, vereadores afirmam nos bastidores que o objetivo da investigação é enfraquecer o PSD, partido do vereador Renato Pupo e do vice-prefeito licenciado Eleuses Paiva.

O diretor da Guarda Municipal, Sílvio Pedro da Silva, é filiado ao PSD. Ele é subordinado ao secretário de Trânsito, Marcos Apóstolo, no cargo por indicação do partido e que é bombardeado por críticas dos adversários de Pupo na Câmara, adversários que ajudaram Paulo Pauléra (PP) a viabilizar a CPI para apurar supostas irregularidades na corregedoria da corporação.

O corregedor José Carlos Floriano, principal alvo da investigação, aparece em foto nas redes sociais ao lado de Eleuses e do prefeito Edinho Araújo (MDB) comemorando a vitória dos dois em 2016.

Sílvio evita entrar em confronto direto com os vereadores, mas se diz tranquilo quanto a lisura do corregedor. A CPI, afirma ele, deve chancelar as medidas adotadas pela corregedoria da Guarda Municipal sob o seu comando.

Se for isso mesmo, ao deflagrar uma investigação com viés político, os desafetos de Pupo correm o risco de dar um tiro no pé. Em vez de desgastar o PSD, esses vereadores podem fortalecer o partido dentro do governo, deixando mais distante o plano de desalojar Apóstolo para ficar com a secretaria.

Frase:

"Vou votar contra as contas por causa dos apontamentos do tribunal, principalmente com relação à saúde"

Jorge Menezes, vereador pelo PTB em Rio Preto, ao falar das contas de 2015 do ex-prefeito Valdomiro Lopes (PSB), de quem ele foi secretário de Agricultura

O juiz de Nova Granada, Fabiano Rodrigues Crepaldi, bloqueou os bens do ex-prefeito de Onda Verde João Henrique Ribeiro Alves e do ex-assessor Hilário Domingos Rosa. De acordo com o despacho do magistrado, há indícios de que a dupla causou prejuízo aos cofres públicos em 2013. Alves nomeou Hilário para exercer cargo em comissão de assessor de imprensa para o qual foi dispensado do registro de ponto. Só que Hilário acumulava outro cargo em comissão em Frutal (MG), onde morava. O prejuízo estimado ao erário é de R$ 77 mil. Ambos podem recorrer da decisão, que é provisória. Não há prazo para julgamento do mérito da ação.

Foi pra Taquá

Com o fim do desfile em Catanduva, que já foi considerado um dos principais carnavais do interior paulista, posto ocupado atualmente por Votuporanga, a deputada estadual Beth Sahão (PT) foi brincar em outras bandas. "Final de semana de muita energia boa no bloco Jardineira, em Taquaritinga", postou a petista no Facebook.

Começou o ano

Evangélico, o vereador Anderson Branco (PR) aproveitou o Carnaval para curtir a natureza em Capitólio, Minas Gerais. De óculos escuros e peito nu (foto), avisou os seguidores que volta "mais forte, a todo vapor, mente descansada"..."para trabalhar mais em 2018".

Nem no Carnaval

Às voltas com mais uma campanha eleitoral, o vereador Pedro Roberto, que é pré-candidato a deputado estadual pelo PRP, aproveitou o Carnaval para fazer reunião de planejamento com a equipe. Para não contrariar o chefe, apareceu todo mundo sorrindo na foto.

Bandeira socialista

O PSTU de Rio Preto destacou o decreto do prefeito Edinho Araújo (MDB) autorizando o aumento da tarifa de ônibus em dez centavos para defender a municipalização do transporte público na cidade, hoje concedido a duas empresas privadas.

Folião tucano

Pré-candidato ao governo do Estado pelo PSDB, o secretário estadual de Desenvolvimento Social, Floriano Pesaro, trocou a Capital por Votuporanga durante a folia deste ano. "Com Júnior Marão no carnaval de Votuporanga. Como é bom estar com amigos", escreveu Pesaro nas redes sociais. Marão é ex-prefeito da cidade.

 

Reforços

O Podemos do deputado federal Sinval Malheiros dá como favas contadas a filiação do também deputado federal Marco Feliciano (foto), hoje no PSC. Não só dele, mas também de Major Olímpio, do Solidariedade. Os dois só estariam esperando pela abertura da janela partidária, prevista para ocorrer em março. Trata-se de uma brecha legal que permite político trocar de legenda sem correr o risco de perder o mandato por infidelidade partidária. O ingresso de Feliciano no Podemos teria até data marcada: 10 março.

O começo

A CPI da Emurb deve realizar ainda nesta semana a primeira reunião, que vai definir um pacote de requerimentos que serão encaminhados à Prefeitura de Rio Preto sobre a licitação da Área Azul digital. Um dos focos da comissão é saber exatamente onde foi gasto os R$ 350 mil aprovados na Câmara para uso exclusivo no projeto.

S.O.S

O deputado estadual Itamar Borges (MDB) passou por um imprevisto na segunda, 12. Ele foi visto falando no celular às margens da rodovia Washington Luís do lado de um carro preto. Segundo sua assessoria, o pneu do veículo furou e o deputado esperava "socorro".

 

Só dois - Em justificativa encaminhada à Câmara, o secretário de Saúde de Rio Preto, Aldenis Borim, recorre a números para defender o fechamento da UPA do Santo Antonio durante a madrugada. Afirma que entre janeiro e setembro do ano passado, a UPA recebeu média de 10 pacientes entre meia-noite e 7h e que houve dias em que o número não passou de dois atendimentos.

No forno - Depois de um mês à frente da Emurb, o interventor Angelo Bevilacqua (foto) pretende finalmente apresentar relatório da auditoria que realizou na empresa ao prefeito Edinho Araújo (MDB). Há apontamento de gastos excessivos com funcionários. Com cerca de 75 páginas, o documento detalha ainda necessidade de melhorias em instalações da Rodoviária, cuja manutenção é responsabilidade da Emurb.

Sem explicação - Interpelado na Justiça pelo vereador Marco Rillo (PT) para explicar acusações que fez contra ele nas acaloradas discussões da votação do projeto Escola Sem Partido no ano passado, Anderson Branco (PR) respondeu apenas que a Constituição prevê "inviolabilidade dos vereadores por suas opiniões, palavras e votos". Branco disse da tribuna que Rillo "é o inimigo número um dos evangélicos".

Crescendo - Pedranópolis é o 13º município a aderir ao Consórcio Público Intermunicipal de Inovação e Desenvolvimento do Estado de São Paulo (Cindesp), o "Consórcio de Asfalto". São prefeitos que tentam unir forças e recursos para pavimentar e recapear ruas. As outras cidades são Mirassol, Uchoa, Ouroeste, Vitória Brasil, Irapuã, Monte Aprazível, Urupês, Bálsamo, Colômbia, Mira Estrela, Indiaporã e Vista Alegre.