Diário da Região

12/02/2018 - 22h03min / Atualizado 12/02/2018 - 22h03min

FIM DA FOLIA

Deputados e vereadores já articulam candidaturas

Deputados que buscam reeleição vão intensificar ofensiva para acertar apoio de vereadores durante a campanha; em Rio Preto, há quem já declare adesão e aqueles que articulam a própria candidatura

Johnny Torres 25/07/2017 Peixão, do PSB, já anunciou apoio para candidato do PSDB
Peixão, do PSB, já anunciou apoio para candidato do PSDB

Com o fim do Carnaval, candidatos a deputado federal e estadual tentam a partir de agora consolidar seus blocos de apoio para a eleição de outubro com o assédio a vereadores de Rio Preto, considerados cabos eleitorais de luxo. O deputado estadual Vaz de Lima (PSDB) e o vice-prefeito licenciado Eleuses Paiva (PSD), que é pré-candidato a deputado federal, não esperam nem a folia acabar e já iniciaram o cerco.

Mas há também vereadores na cidade que vão eles próprios tentar a sorte nas urnas, com objetivo de trocar a Câmara de Rio Preto pela Assembleia Legislativa em São Paulo. Dos 17 vereadores ao menos três estão nesta lista: Renato Pupo (PSD) - que faria dobradinha com Eleuses -, Pedro Roberto (PRP) e Paulo Pauléra (PP) - que faria dobradinha com deputado federal Fausto Pinato (PP), de Fernandópolis, candidato à reeleição. Mesmo que não vençam, os três colocam o nome em evidência para a eleição municipal de 2020.

Vaz de Lima já fechou com os vereadores José Carlos Marinho e de Celso Peixão, que formam a bancada do PSB na Câmara. O ex-prefeito Valdomiro Lopes (PSB), pré-candidato a deputado federal, afirmou que os dois deverão ser orientados a apoiar candidatos do mesmo partido.

"Conversei com o Vaz de Lima, mas espero uma posição do Rodrigo (Garcia) que me prometeu uma decisão após o Carnaval. Conversei também com o Eleuses, mas tudo vai depender do que o Rodrigo decidir", afirmou o vereador José Lagoeiro (DEM), o Zé da Academia, outro que já teria fechado apoio ao tucano, mas que também estaria sendo cobrado a esperar a decisão do partido, cujo principal cacique é o deputado federal Rodrigo Garcia.

O outro vereador do DEM, Francisco Júnior, também espera por uma definição de Rodrigo. "Só depois disso vou decidir o que vou fazer. Vou aguardar uma decisão do próprio DEM", afirmou.

O presidente da Câmara de Rio Preto, Jean Charles (MDB), descarta se lançar candidato a deputado na eleição deste ano. Ele, que tem a missão de atuar como o "goleiro" do prefeito Edinho Araújo (MDB) no Legislativo, começou o ano tumultuado com a instalação de Comissões Parlamentares de Inquérito (CPIs) contra o governo.

Por isso, Jean Charles afirmou que "neste momento" a disputa eleitoral está fora do seu radar. "Não tivemos nenhuma discussão internamente no PMDB", afirmou o presidente da Casa.

Anderson Branco (PR) é um dos vereadores que já respiram a eleição de outubro. Além de negociar apoio com deputados estaduais, como o próprio Vaz de Lima e Itamar Borges, de Santa Fé, Branco já se coloca como cabo eleitoral do pré-candidato a presidente Jair Bolsonaro (PSC), apesar de o parlamentar com base no Rio de Janeiro ter rejeitado título de Cidadão Rio-pretense oferecido pelo próprio vereador, que se autoapelidou de "Branconaro".

Branco, porém, certamente terá de conversar sobre seus apoios, principalmente para deputados, com o colega Fábio Marcondes, que comanda o PR em Rio Preto. Marcondes, por sua vez, deve apoiar o presidente da Federação dos Trabalhadores no Comércio (Fecomerciários), Luiz Carlos Motta, que é pré-candidato a deputado federal pela sigla. Motta se filiou ao PR levado pelo vereador rio-pretense. O mesmo deve ocorrer com a vereadora Márcia Caldas, que apesar de ser do PPS, é presidente do Sindicato dos Comerciários em Rio Preto e é ligadíssima a Motta.

Outra definição óbvia é o apoio de Marco Rillo (PT) ao filho, o deputado estadual João Paulo Rillo (PT), que vai tentar a reeleição.

O vereador Jorge Menezes (PTB) diz que não tem estrutura partidária para se lançar candidato neste ano. Por isso, ele segue negociação com Eleuses para federal e o candidato à reeleição a deputado estadual Orlando Bolçone (PSB), que não vai poder contar com Marinho e Peixão. "O deputado Carlão Pignatari também me procurou. Quero estar junto para ser reconhecido depois, seja pela liberação de emendas parlamentares para a cidade ou para protocolar documentos nas secretarias estaduais", afirma Menezes.

Outra que já decidiu com quem vai caminhar neste ano é a vereadora Karina Caroline (PRB), que vai pedir votos para o deputado estadual Sebastião Santos e de Milton Vieira para federal, Ambos são do partido dela, sigla ligada à Igreja Universal do Rio de Deus. Jean Dornelas, outros vereador do PRB, diz que vai aguardar orientação da sigla para definir em qual palanque subir.

De acordo com a assessoria, a vereadora Cláudia De Giuli (PMB) deverá definir apoio nos próximos meses. Ela, no entanto, já definiu que os candidatos tanto para a Assembleia como para a Câmara Federal deverão, obrigatoriamente, defender a bandeira da causa animal.

Gerson Furquim (PP) ficou de fora do encontro que contou com o presidente estadual do PP, Guilherme Mussi, Pinato e Pauléra na semana passada em Rio Preto. A tendência é que Furquim apoie o colega de partido.

 

'Todos terão dificuldades'

De olho em uma cadeira na Assembleia Legislativa, o vereador Paulo Pauléra (PP) afirma que esta será uma eleição difícil. "Não vai ser fácil pedir votos nas ruas. Todos os políticos terão dificuldades. Precisa ter uma base eleitoral consolidada e tirar da ideia do eleitor que todo mundo é igual", afirmou. Para o vereador, a campanha será disputada na "sola do sapato" diante das restrições de financiamento.

Ele disse que recebeu promessa dos caciques da legenda que receberá auxílio para fazer a campanha. Isso significa ter uma cota de santinhos para distribuir entre os eleitores e recursos para fazer viagens, principalmente pela região de Rio Preto. O objetivo principal de Pauléra é ajudar a sigla e tentar garantir a reeleição de Fausto Pinato, eleito em 2014 com cerca de 20 mil votos pelo PRB puxado pela expressiva votação de Celso Russomano.

Apoio de prefeitos

Deputados também buscam apoio de prefeitos. Bolçone, por exemplo, se reuniu com o prefeito de Rio Preto, Edinho Araújo (MDB), na semana passada para mostrar emendas indicadas por ele para a cidade. Ele busca apoio do prefeito da maior cidade da região. Mas Edinho tem planos de ver o filho, Edinho Filho, sair como candidato a deputado. (RL)

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso