X
X

Diário da Região

27/02/2018 - 00h30min / Atualizado 27/02/2018 - 00h43min

MAIS DENÚNCIAS CONTRA O PT

Jaques Wagner recebeu R$ 82 milhões, afirma PF

Desvio teria sido das obras da Arena Fonte Nova, construído em Salvador para a Copa

Valter Campanato/Agência Brasil O ex-governador Jaques Wagner, que é cotado no PT para ser candidato à Presidência em substituição a Lula
O ex-governador Jaques Wagner, que é cotado no PT para ser candidato à Presidência em substituição a Lula

O ex-governador da Bahia Jaques Wagner (PT) foi indiciado na segunda-feira, 26, pela Polícia Federal por suspeita de ter recebido R$ 82 milhões em propina e caixa 2 para campanhas eleitorais. Segundo a investigação, o dinheiro foi desviado das obras da Arena Fonte Nova, estádio construído em Salvador para a Copa do Mundo de 2014. Em nota, a PF disse que o inquérito aberto apura fraude a licitações, superfaturamento, desvio de verbas públicas, corrupção e lavagem de dinheiro. Wagner, que governou o Estado entre 2007 e 2014, foi alvo, ontem, de mandado de busca e apreensão na Operação Cartão Vermelho. Em entrevista coletiva, o petista afirmou que nunca recebeu pagamentos indevidos em toda a sua vida pública.

A PF pediu a prisão preventiva do ex-governador, o que foi negado pelo Tribunal Regional Federal da 1.ª Região (TRF-1). Inicialmente, os investigadores queriam a condução coercitiva de Wagner, mas a medida está suspensa desde dezembro por decisão do ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF). Segundo a delegada da Polícia Federal Luciana Matutino Caires, em 2009, o superfaturamento das obras ultrapassava os R$ 200 milhões. O valor atualizado, afirmou, está em cerca de R$ 450 milhões. Os R$ 82 milhões que Wagner recebeu, segundo a PF, vieram desse superfaturamento da obra.

A PF identificou que a licitação do estádio foi direcionada para beneficiar o consórcio Fonte Nova Participações (FNP), formado pelas empresas Odebrecht e OAS. "Verificamos que, de fato, o então governador recebeu uma boa parte do valor desviado do superfaturamento para pagamento de campanha eleitoral e de propina", afirmou a delegada.

Além de Wagner, foram alvo da operação o secretário da Casa Civil do Estado, Bruno Dauster, e um empresário próximo ao ex-governador. Ao todo, a Cartão Vermelho cumpriu sete mandados de busca e apreensão em Salvador. Houve buscas e apreensão no gabinete de Wagner, na Secretaria de Desenvolvimento Econômico do governo do Estado, pasta comandada pelo petista, e também em sua residência. Na casa de Wagner, a PF apreendeu 15 "relógios de luxo", mídias, computadores e documentos. "A gente ainda vai analisar o valor desses relógios, porque vai ser submetido à perícia técnica para calcular o valor", afirmou a delegada.

Casa da mãe

A PF afirmou que a Odebrecht entregou dinheiro na casa da mãe do ex-governador, no Rio. "A maioria das vezes em espécie", disse a delegada. "Através de prepostos, não era o sr. Jaques Wagner que recebia de forma direta. A exceção foi feita na casa da mãe do sr. Jaques Wagner, no Rio de Janeiro", declarou. Segundo o superintendente Daniel Justo Madruga, da PF na Bahia, a entrega do dinheiro na casa da mãe do ex-governador ocorreu porque, segundo ele, doleiros em Salvador não tinham capacidade de entregar a quantia desviada.

Perseguição

A cúpula do PT classificou as buscas da PF na casa de Jaques Wagner como "mais um episódio da campanha de perseguição" contra o partido e acusou abuso de autoridade de "setores" do Judiciário. Wagner é o nome mais cotado, até agora, para ser candidato do PT ao Palácio do Planalto, caso o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva seja impedido de concorrer por causa da Lei da Ficha Limpa.

 

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso