Não há conta sem ressalvas, diz ex-prefeitoÍcone de fechar Fechar
    • São José do Rio Preto
    • máx min

O ex-prefeito de Rio Preto Valdomiro Lopes (PSB) afirmou ao Diário esperar que a votação de suas contas de 2015 não seja "política". Valdomiro disse que os vereadores que têm afirmado que votarão contra o parecer favorável do TCE são da base do prefeito Edinho Araújo (MDB).

"Não existe uma conta de prefeito no Brasil que não tenha uma ressalvas. Os apontamentos são coisas naturais e podem ser esclarecidos", disse Valdomiro.

O ex-prefeito afirmou ainda que aguarda votação "consciente" dos vereadores. "As contas tem parecer técnico e o Tribunal de Contas aprovou. Os vereadores que questionam as minhas contas são da base governista."

Para ter as contas aprovadas no Legislativo, tal qual ocorreu no TCE, Valdomiro conta com votos de aliados. O presidente da Comissão de Redação e Justiça, Fábio Marcondes (PR), por exemplo, deve seguir a decisão do tribunal. Na última semana, o vereador Anderson Branco (PR) disse que irá seguir na mesma linha. Vereadores do partido de Valdomiro, José Carlos Marinho e Celso Peixão são outros votos esperados como favoráveis às despesas.

Apesar de contar com votos de aliados, Valdomiro voltará a ser alvo de críticas. A Atem (associação de trabalhadores na Educação) deve encaminhar a cada vereador ofício em que pede a reprovação dos gastos. A associação cita como exemplo, as irregularidades apontadas pelo TCE na composição do Conselho Municipal do Fundeb. Segundo o o parecer do tribunal, houve "burla" a normas federais "aumentando a representatividade do Executivo Municipal mediante a inclusão da Secretaria de Educação no Conselho Municipal do Fundeb". (Colaboraram Rogério Castro e Rodrigo Lima)