Diário da Região

11/03/2018 - 00h00min / Atualizado 11/03/2018 - 00h00min

Olímpia 115 anos

Símbolos de grandeza e honra

Brasão, bandeira e hino do município falam da participação civil e valores como honestidade, fé, coragem e generosidade

Os símbolos oficiais de Olímpia são ricos em representações sobre a grandeza e honra do município e de sua gente, inspirados nos princípios da heráldica.

As características do brasão e da bandeira estão definidas na Lei nº 1289, de 16 de junho de 1977, que pode ser consultada no link https://leismunicipa.is/orpfg.

A peça é formada por um escudo ibérico, usado em Portugal à época do descobrimento do Brasil, e sua adoção evoca os primeiros colonizadores e desbravadores da Pátria brasileira.

A cor sable (preto), tem o significado heráldico de fortaleza, constância, prudência, modéstia, sabedoria, ciência, gravidade, honestidade, moderação, fartura, fertilidade, silêncio e segredo, referindo-se aos atributos de administradores e munícipes e à maneira pela qual não conduzidos os destinos do Município.

A águia estendida (de asas abertas) dourada é símbolo do poder, prosperidade, vitória, benignidade, generosidade, liberalidade, arrojo para cometer grandes empresas, altos desígnios e coragem, lembrando os primeiros povoadores da região.

O metal ouro é representativo de riqueza, esplendor, glória, nobreza, poder, força, fé, prosperidade, soberania e mando, refletindo o irrefreável progresso alcançado por Olímpia, pelo trabalho de seu povo, alicerçado em fé inquebrantável na generosidade divina.

O gládio, sustentado pelas garras da águia, indica vontade guerreira e justiça e a cor goles (vermelho), derramamento de sangue em batalha, audácia, valor, galhardia, intrepidez, nobreza e honra, aludindo à participação do povo de Olímpia nos movimentos cívicos ao lado da Lei e da Justiça, pela Democracia e pela Liberdade, como na arrancada heroica de 1932 e na II Guerra Mundial, quando olimpienses ofereceram suas vidas e seu sangue.

A bordadura é indicativo heráldico de favor proteção e o quinquefólio (flor) de filha querida, recordando que o topônimo "Olímpia", sugerido pelo engenheiro Roberto John Reid, foi adotado em homenagem à Maria Olímpia, filha de Antônio Olímpio Rodrigues Vieira, líder político da região.

A coroa mural é o símbolo da emancipação política, e a de prata, com oito torres, das quais apenas cinco estão aparentes, é símbolo reservado às cidades. As portas abertas, proclamam o caráter hospitaleiro do povo de Olímpia e a cor goles (vermelho), na posição em que se situa na coroa mural, significa que Olímpia é cabeça de Comarca.

Os ramos de laranjeira e cafeeiro, em plena produção, atestam a fertilidade das terras de Olímpia, de que são importantes fatores de riqueza, demonstrando que a agricultura é um dos esteios da economia municipal.

No listel, a divisa "Sanguinem Pro Patria Dedi", completa o simbolismo, afirmando que Olímpia derramou seu nobre sangue quando o exigiram os interesses da Pátria e o chamado da honra.

Bandeira

A bandeira de Olímpia ostenta os mesmos símbolos e cores do brasão.

De formato retangular, a bandeira possui 14 módulos de altura por 20 módulos de comprimento. A águia possui 13,5 módulos de largura por 7 módulos de altura. O gládio tem 9 módulos de comprimento, a bordadura 2,7 módulos de largura e os quinquefólios, 2 módulos de diâmetro.

Hino

Com letra de José Santana e música de Jônatas Manzolli, o Hino à Olímpia é formado por um estribilho e duas estrofes.

Sua redação exalta várias virtudes do município e de seus filhos, como a fecundidade da terra e o brio senhoril de seu povo. Também lembra o carinhoso nome de "menina-moça" e exalta o Festival do Folclore e o progresso da cidade.

A letra e a gravação oficiais do hino podem ser acessadas pela internet, na página da prefeitura (www.olimpia.sp.gov.br/cidade-de-olimpia-hino).

Imagens de uma bela cidade

Hino a Olímpia

  • Letra: José Santana
  • Música: Jônatas Manzolli

   

Estribilho

Olímpia, terra fecunda,

Tu és formosa e perspicaz,

Plantada em solo paulista

Num elo de amizade e paz;

Deus guie o teu destino,

Fiel, constante, sempre audaz,

Concedendo ao teu povo

Governo bom e capaz.

   

1ª estrofe

Teu solo fértil, favor divinal,

Povo de brio senhoril,

Agricultura exemplar, sem rival,

Vida também pastoril;

Fundada por mão de amor sem igual,

Para honrar o Brasil,

Sempre erguendo-te assim tal leal,

És nossa mãe mui gentil.

    

2ª estrofe

Menina-moça, cidade ideal,

Despontas bela entre mil,

Tens no Folclore o teu Festival

Cenário primaveril;

O teu passado de valor real

Exempla o mundo infantil,

No teu labor o progresso é total,

Arma do amor sem fuzil.

        

(o áudio oficial do hino pode ser ouvido e baixado no site www.olimpia.sp.gov.br/hino/hino-olimpia-cantado.mp3)

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso