X
X

Diário da Região

24/02/2018 - 21h30min / Atualizado 25/02/2018 - 11h07min

CAIU EM ITAQUERA...

Corinthians põe fim a invencibilidade do Palmeiras

Com direito a golaço de Rodriguinho, polêmica e dois pênaltis

Miguel Schincariol/Estadão Conteúdo Rodriguinho fez o primeiro gol corintiano no clássico em Itaquera
Rodriguinho fez o primeiro gol corintiano no clássico em Itaquera

Golaço, polêmica, dois pênaltis, expulsão e uma boa dose de emoção. Corinthians e Palmeiras protagonizaram um clássico como exige o torcedor, neste sábado, 24, no estádio Itaquerão, em São Paulo, pela nona rodada do Campeonato Paulista. Com um belo gol de Rodriguinho e outro de Clayson, o time alvinegro venceu por 2 a 0, encerrou uma sequência de três jogos sem vencer e de quebra impôs ao arquirrival o primeiro revés na temporada.

O resultado dá confiança ao time do técnico Fábio Carille para o início da caminhada na Libertadores, contra o Millonarios, na Colômbia, nesta quarta-feira. Já Roger Machado terá de minimizar os efeitos da derrota para encarar o Junior Barranquilla, em Barranquilla, um dia depois.

O clássico começou tenso. Após o hino, quando os jogadores se cumprimentavam, Clayson ignorou Felipe Melo pela ferida aberta no Brasileiro do ano passado, quando os dois se desentenderam no intervalo da partida.

Com a bola rolando, nada de Romero atuar como falso 9, como divulgou Fábio Carille na véspera. O paraguaio se posicionou pelo lado direito, como de costume. Rodriguinho e Jadson revezavam na função mais adiantada do ataque. Roger Machado respondeu com precaução. O treinador posicionou as suas peças defensivamente, apostando em bolas esticadas para Borja.

A surpresa inicial não surtiu o efeito desejado por Fábio Carille. O Corinthians errava muitos passes e, com isso, não assustava o goleiro Jailson. Aos poucos, o Palmeiras adiantou a sua marcação, passou a pressionar na saída de bola e quase abriu o placar em um erro de Renê Júnior. Borja parou em Cássio.

Fábio Carille já deveria estar imaginando o que corrigir no vestiário quando Rodriguinho arrancou um sorriso do rosto do treinador e fez o estádio explodir com um golaço. Aos 40 minutos, o meia recebeu de Maycon na entrada da área após o time trocar 29 passes, deu um lindo corte que deixou Borja e Antônio Carlos estatelados no chão e finalizou de pé esquerdo, rasteiro, sem chance para Jailson. "Estou feliz com o trabalho que faço, todos sabem da minha dedicação. Isso é merecimento de quem trabalha", afirmou.

Em desvantagem, Roger Machado procurou criar um fato novo. Gustavo Scarpa voltou no lugar de Willian para o segundo tempo. O ex-jogador do Fluminense passou a ser bastante acionado pelo lado direito. Foi então que Fábio Carille recuou as suas peças para ampliar a segurança defensiva. Organizado, o Corinthians era perigoso no contra-ataque.

A chance de ampliar, no entanto, foi desperdiçada em um pênalti que gerou bastante confusão. Após finalização de Rodriguinho, a bola sobrou para Renê Junior, que dividiu com Jailson. O goleiro levantou o pé e atingiu o corintiano na coxa. O problema é que o árbitro Raphael Claus deixou o lance seguir e só assinalou a infração quando foi avisado pelo quarto árbitro, expulsando o palmeirense em seguida.

Jailson, aos gritos, dizia que não havia feito nada. "Fui na bola", bradava. Inconformado, Dudu, o capitão do Palmeiras, tentou convencer os companheiros a abandonar o jogo. Ninguém aceitou. Já com Fernando Prass no gol - Lucas Lima foi o escolhido para sair -, Jadson partiu para a cobrança e mandou para fora.

O erro fez o clássico ganhar em emoção.

O Palmeiras foi para o tudo ou nada. E ficou com o nada. Rodriguinho, assim como havia feito no primeiro tempo, desequilibrou. Ele fez jogada individual e foi derrubado por Dudu dentro da área. Como Jadson já havia saído, Clayson colocou a bola debaixo do braço e converteu, sem dar chance para Fernando Prass.

Ficha técnica

CORINTHIANS - 2

Cássio; Fagner, Balbuena, Henrique e Maycon; Renê Júnior, Gabriel, Jadson (Mateus Vital), Rodriguinho e Clayson (Junior Dutra); Romero (Lucca). Técnico: Fábio Carille.

PALMEIRAS - 0

Jailson; Marcos Rocha, Antônio Carlos, Thiago Martins e Michel Bastos; Felipe Melo, Tchê Tchê (Keno), Lucas Lima (Fernando Prass) e Willian (Gustavo Scarpa); Dudu e Borja. Técnico: Roger Machado.

Gols: Rodriguinho aos 40 minutos do 1º tempo; Clayson (pênalti) aos 39 minutos do 2º tempo. Árbitro: Raphael Claus (Fifa). Expulsão: Jailson. Renda: R$ 2.476.111,10. Público: 42.178 pagantes. Local: estádio Itaquerão, em São Paulo, na tarde deste sábado, 24.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso