Diário da Região

26/02/2018 - 23h44min / Atualizado 26/02/2018 - 23h44min

COMANDANTE PEDE O BONÉ

Após quarto jogo sem vitória, Rodrigo Fonseca pede demissão do Rio Preto

Na saída, reclama da falta de capricho no ataque e deixa Jacaré em 11º lugar na Série A-3

Mara Sousa 24/2/2018 Fonseca obteve quatro vitórias, seis empates e duas derrotas no comando do Jacaré
Fonseca obteve quatro vitórias, seis empates e duas derrotas no comando do Jacaré

O técnico Rodrigo Fonseca deixou o Rio Preto na tarde desta segunda-feira, 26, após alegar que recebeu proposta de um clube da Série A-1 do sul do país. Pego de surpresa, a diretoria do Jacaré corre contra o tempo para anunciar um novo nome para a sequência do Campeonato Paulista da Série A-3. Luis Carlos Martins demitido pelo  São Caetano, neste mês, foi consultado para assumir o Jacaré. Porém, Martins respondeu que não pretende trabalhar na Série A-3.

Fonseca manteve mistério e não quis revelar a equipe que deve comandar na temporada. Disse apenas que tem viagem marcada para a região sul do país nesta terça-feira, 27.

"Terceira proposta que tenho desde que comecei meu trabalho no Rio Preto e todas de clubes da primeira divisão. Eu havia recusado duas e acabei aceitando essa terceira", disse Rodrigo. "A proposta é de um contrato mais longo, uma premiação bacana, situações que me atraíram."

Para a próxima partida do Paulistão, nesta quarta-feira, 28, contra o Desportivo Brasil, em Porto Feliz, o time deverá ser comandado pelo preparador de goleiros Mika Barraviera. Viajam também para auxiliá-lo Manuel Fernando (auxiliar permanente do clube), João Santos e Túlio (treinador e preparador físico das categorias de base).

"Todos vão para esse jogo enquanto não definimos o treinador. Pegou a gente de surpresa, a diretoria confiava no trabalho dele", disse o vice-presidente de futebol do Jacaré, Júnior Badan.

Em sua passagem pelo clube, foram 12 jogos dentro do Paulista A-3, com quatro vitórias, seis empates e duas derrotas. São 50% de aproveitamento dos pontos disputados. A equipe marcou onze gols e sofreu sete. "Entendo que em nenhum jogo o adversário foi melhor que o nosso time. Em nenhum jogo passamos sufoco. Infelizmente não temos mais número de vitórias pela falta de capricho no ataque. Se tivéssemos, a pontuação seria muito maior do que está", afirmou o o técnico.

O auxiliar de Fonseca, Rodrigo José Anzoin, e o preparador físico Rafael Bighetti também deixaram o Jacaré.

O futuro comandante encontrará um Rio Preto que não vence há quatro partidas e vem se afastando do G-8 - zona de classificação para a próxima fase. O Jacaré cedeu o empate por 1 a 1 com o Grêmio Osasco mesmo com um jogador a mais em boa parte do segundo tempo. O atacante Léo Ribeiro marcou o gol do Jacaré aos 13 minutos do primeiro tempo e Danrley empatou para o time de Osasco aos 36 da segunda etapa.

Com 18 pontos, o Jacaré é o 11º da Série A-3, mesma pontuação do Taboão da Serra, oitavo colocado e com vantagem no saldo de gols.

(Colaborou Victor Stok)

Ficha Técnica

GRÊMIO OSASCO - 1

Cleiton; Marcelo, Paulo Brumati, Igor e Marlon; Dinho (Rubens), Samuel (Fernandinho), Vitty e Marcus Vinícius; Danrley e Eltinho (Gabriel Martins). Técnico: Vitor Hugo Mosca.

RIO PRETO - 1

Poti; Jean Batista (Sávio), Caio César, Henrique Perruci e Marcelo Vilela; Jô, Jefferson Paulista e Jonatas; Léo Ribeiro (Patrick), Édipo e Maycon (Dio Santos). Técnico: Rodrigo Fonseca.

Gols: Léo Ribeiro aos 13 minutos do 1º tempo e Danrley aos 36 minutos do 2º tempo. Árbitro: Edson Alves da Silva. Expulsão: Igor. Público e renda: Não divulgados. Local: estádio José Liberatti, em Osasco, na manhã deste domingo, 25.

Olímpia fecha com técnico

Após vencer o Rio Branco por 3 a 0 neste domingo, 24, em Olímpia, o Galo Azul anunciou Marcos Birigui como novo comandante para a sequência do Campeonato Paulista da Série A-3. O cargo era até então ocupado interinamente pelo gerente de futebol Paulinho Fonseca.

"O Birigui vai contribuir com sua experiência dentro do futebol", disse o presidente do Olímpia, Niquinha.

Marcos foi goleiro do Galo Azul em 1991. Aos 59 anos, ele estava no Real Ariquemes. O clube também fechou a contratação de três jogadores: o atacante Rony e o meia Balão Marabá, ambos estavam no Imperatriz-MA, e o atacante Daniel, no futebol pernambucano. (VS)

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso