X
X

Diário da Região

24/02/2018 - 00h30min / Atualizado 23/02/2018 - 23h07min

ACERTO DE CONTAS

Prepare a documentação para fazer declaração do IR

Entrega do documento começa no dia 1º de março, mas contribuinte já pode e deve separar a papelada para acertar as contas com o Leão da Receita Federal; programa será liberado na próxima segunda

Mara Sousa 25/4/2017 Adalberto Aniceto ressalta a importância de comprovar as despesas médicas
Adalberto Aniceto ressalta a importância de comprovar as despesas médicas

A Receita Federal vai liberar na próxima segunda-feira, 26, o programa gerador da declaração do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) 2018. Enquanto isso, os contribuintes já podem começar a separar a documentação necessária para fazer a declaração. Ao se organizar desde já, menos preocupação com essa obrigação anual. "Quanto mais cautela na preparação dos documentos e da declaração, menos chance de cair na malha fina", afirma Acácio Roberto de Mello, delegado regional do Conselho Regional de Contabilidade (CRC) de Rio Preto.

Até o próximo dia 28, as empresas devem entregar aos trabalhadores o informe de rendimentos, documento necessário para a elaboração da declaração do IR. Também devem ser separados os extratos bancários, que podem ser retirados nos sites dos bancos a partir do próximo dia 28. "O contribuinte deve ficar atento às operações de compra e venda de bens móveis (veículos) e imóveis", disse.

Importante ainda juntar aos documentos os recibos de serviços de saúde, como atendimentos médicos e odontológicos, informes de rendimentos de aluguéis, comprovantes de despesas com educação, além do controle de compra e venda de ações. "O primeiro ponto de retenção na malha fina são as despesas médicas. A receita tem solicitado até a comprovação de como foi o pagamento", explica Adalberto Aniceto, presidente do Sindicato dos Contabilistas de Rio Preto. Se for com cartão de crédito, pode ser o extrato ou se for com cheque, a microfilmagem, por exemplo. Por essa razão, é fundamental ter um recibo onde constem o CNPJ da clínica ou CPF do profissional.

Segundo Aniceto, além de conseguir a restituição mais cedo, quem declara no começo evita problemas de erros e também gasta menos ao contratar um profissional para fazer a declaração. No ano passado, em média, os escritórios de Rio Preto fizeram 300 declarações cada. "Quanto mais para o final do prazo os contribuintes deixam para trazer os documentos, mais caro pagam", diz. A declaração simples custa a partir de R$ 100.

Defesa

Quem estiver na malha fina conta com um serviço da Receita Federal para ajudar na defesa. O canal da TV Receita no Youtube está disponível o vídeo Caiu na Malha Fina? Conheça o e-Defesa. O vídeo ensina o contribuinte a acessar o Atendimento Virtual (e-CAC) para acompanhar o extrato do processamento da DIRPF e saber se a sua Declaração foi retida na malha fiscal.

Por meio do Portal e-Cac, o contribuinte pode saber se há pendências na Declaração, quais são essas pendências, e como regularizar sua situação. Se constatar erros nas informações fornecidas ao Fisco na DIRPF retida em malha, o contribuinte pode corrigir os equívocos cometidos, apresentando uma DIRPF retificadora. Só é possível retificar a Declaração apresentada antes de ser intimado ou notificado pela Receita Federal.

Documentos a serem separados

Nome, CPF, grau de parentesco e data de nascimento dos dependentes

Cópia completa da última Declaração de Imposto de Renda Pessoas Física entregue

Informes de rendimentos de instituições financeiras, inclusive corretora de valores

Informes de rendimentos de salários, pró-labore, distribuição de lucros, aposentadoria, pensões, etc

Informes de rendimentos de aluguéis móveis e imóveis recebidos etc

Informações e documentos de outras rendas percebidas no exercício de 2017, tais como doações, heranças

Documentos da compra e venda de bens e direitos ocorridas em 2017

Controle de compra e venda de ações, inclusive com a apuração mensal de imposto

Recibos de pagamentos de plano de saúde (com CNPJ da empresa emissora)

Despesas médicas e odontológicas em geral (com CNPJ da empresa emissora)

Comprovantes de despesas com educação (com CNPJ da empresa emissora, com a indicação do aluno)

Comprovante de pagamento de previdência social e privada (com CNPJ da empresa emissora)

Recibos de doações efetuadas

Recibos de empregada doméstica (apenas uma), contendo número NIT

Recibos de pagamentos efetuados a prestadores de serviços

Fonte - Confirp Consultoria Contábil

 

Multa vai de 1% a 20% do valor

O prazo para a entrega da Declaração do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) começa no próximo dia 1º e vai até o dia 30 de abril deste ano. Quanto antes fizer a entrega, mais rapidamente o contribuinte recebe o dinheiro da restituição, se for o caso. O pagamento da restituição começa em junho, em sete lotes.

Estão obrigados a declarar quem recebeu rendimentos tributáveis em 2017, em valores superiores a R$ 28.559,70. No caso da atividade rural, deve declarar quem teve receita bruta acima R$ 142.798,50.

O painel inicial do sistema terá informações das fichas que poderão ser mais relevantes para o contribuinte durante o preenchimento da declaração. Neste ano, será obrigatória a apresentação do CPF para dependentes a partir de oito anos.

Na declaração de bens, serão incluídos campos para informações complementares, como números e registros, localização e número do Registro Nacional de Veículo (Renavam). Também será incluída a informação sobre a alíquota efetiva utilizada no cálculo da apuração do imposto.

Outra mudança é a possibilidade de impressão do Documento de Arrecadação de Receitas Federais (Darf) para pagamento de todas as quotas do imposto, inclusive as que estão em atraso.

Quem atrasar a entrega terá de pagar multa de 1% sobre o imposto devido ao mês. O valor mínimo é de R$ 165,74 e o máximo é de 20% do imposto devido. (colaborou Agência Brasil)

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso