X
X

Diário da Região

01/03/2018 - 00h30min / Atualizado 28/02/2018 - 19h18min

Evolução espiritual

Feira do Livro Espírita de Rio Preto e Região tem início no Riopreto Shopping

Feira do Livro Espírita de Rio Preto e Região tem início nesta quinta-feira, no Riopreto Shopping, e incentiva o estudo e prática da elevação da consciência humana por meio de uma programação extensa

Mara Sousa 28/2/2018 Nesta quarta-feira, 28, voluntários organizavam a distribuição dos livros no centro de compras
Nesta quarta-feira, 28, voluntários organizavam a distribuição dos livros no centro de compras

Um dos principais eventos do mercado editorial de Rio Preto e região, a 41ª Feira do Livro Espírita será inaugurada nesta quinta-feira, 1º de março, no Riopreto Shopping Center. Nesta edição 2018, o evento, que é uma realização da USE (União das Sociedades Espíritas - Intermunicipal de Rio Preto), promete fomentar o intercâmbio cultural, espiritual e pregar o hábito de leitura por meio de obras com temas diversos, que inclui amor, paz, solidariedade, tolerância e caridade.

Neste ano, o evento contará com a participação de 120 editoras diferentes, que apostam nas promoções, descontos, ofertas e pagamentos facilitados dos livros para chamar a atenção de quem passa pelo local e alavancar as vendas. Os expositores disponibilizam 1,2 mil diferentes títulos, entre livros e material audiovisual. A lista inclui desde os clássicos que constituem o corpo doutrinário do espiritismo, lançamentos e até os temáticos de estudo aprofundado.

Nas edições passadas, uma média de sete mil obras foram vendidas por edição. "A expectativa é que possamos superar a marca neste ano", afirma Junior Pinheiro, diretor da USE e um dos organizadores da feira. Cerca de 20 mil pessoas, entre espíritas e simpatizantes da doutrina, são esperados nos 11 dias de evento cultural. A feira também contará com área kids e venda de livros específicos e com temáticas para as crianças.

A feira será realizada até o dia 11 de março, no centro de compras. Além da venda de livros e material audiovisual, a feira contará com uma programação musical. Neste sábado, 3, e domingo, 4, o multicantor (tenor e contratenor) Evandro Olivah fará apresentações. Já no dia 9, será a vez do músico Fernando Guedes fazer um show especial. A banda DM está agendada para cantar músicas espíritas no dia 10 deste mês.

Evandro Olivah conta que neste sábado, às 10h30, fará uma apresentação de 15 minutos. "Serão canções mais espiritualizadas, eruditas e populares, mas que têm o objetivo de preparar o ambiente, aumentar a concentração e elevar as mentes para o mais alto." Já no domingo, às 16h, o artista apresentará um repertório escolhido por ele e o produtor Jorge Nassif Ambar, que é quase que totalmente o novo CD Prece. "Tem o propósito de trazer canções, embora populares de diversos países, que estimulam a reflexão sobre a vida e sobre nossa espiritualidade."

Compartilhamento

A feira preza ainda o estímulo de conhecimento, que é essencial para que haja uma ponto de vista crítico sobre um determinado assunto. Palestras, por exemplo, proporcionam, além do conhecimento, novos horizontes para que homens e mulheres, de diferentes idades, consigam compreender sobre diversos assuntos. O espiritismo, por exemplo, exige um nível de estudo alto para seu entendimento, evolução e desenvolvimento do potencial humano.

Neste cenário, a edição 2018 do evento literário traz dois estudiosos da doutrina espírita para ministrar palestras e compartilhar conhecimento com o público. No dia 3 de março, às 10h45, o escritor Luis Hu Rivas coordenará uma palestra. Já no dia 10, às 10h45, está programada a palestra como médico, filósofo e psicólogo André Luiz Peixinho.

Serviço

 

É preciso vivenciar o espiritismo

FEEB/Divulgação Divaldo Franco, André Luiz Peixinho e Edinólia Peixinho durante homenagem dos 101 anos da  FEEB
Divaldo Franco, André Luiz Peixinho e Edinólia Peixinho durante homenagem dos 101 anos da FEEB

Um dos maiores nomes do espiritismo na Bahia, o médico, filósofo, psicólogo André Luiz Peixinho, desembarca em Rio Preto, pela primeira vez, com o objetivo de divulgar a doutrina espírita que ele vivencia há 61 anos. O baiano começou a frequentar aos 5 anos o centro espírita em Serrinha, continuou o aprendizado no Centro Espírita Caminho da Redenção (Mansão do Caminho), em Salvador, e hoje é presidente da Federação Espírita da Bahia.

Por onde passa, Peixinho fala que é preciso determinação para estudar a doutrina espírita. "Sempre digo para os iniciantes que o espiritismo é um estudo complexo e vasto, mas, ao mesmo tempo, de utilização simples. Tudo porque, ao utilizar as noções básicas no dia a dia, de imediato, já percebe-se qualidade de vida e significado existencial de estar no mundo". No entanto, ele afirma que cada aprendizado é individual. É possível estudar em casa, por meio dos livros, e frequentar centros espíritas para participar de grupos de estudos.

Segundo Peixinho, conhecer o espiritismo é insuficiente. "É preciso usufruir e transformar-se em matéria de compreensão do mundo e vivência cotidiana. Considero o espiritismo a visão de mundo mais completa e que tende a superar o materialismo, que é o da civilização dominante. Em matéria de valor, o espiritismo é o maior conhecimento que se pode ter na atualidade, com vantagem de reunir as quatros esferas culturais, que são ciência, filosofia, religião e arte."

Peixinho afirma que o saber mais estruturante é a evolução espiritual. É ela que mapeia todo o projeto de existência das pessoas. "Estamos aqui para evoluir e a evolução tem características. Ela é uma trajetória da manifestação do espírito, que se caracteriza pela amplificação da consciência, que abrange a percepção do mundo e realidade. Com a evolução também se faz integração, que estrutura os seres que vão se organizando cada vez mais. Ela também é a expressão de criatividade, que vai gerando novas possibilidades no mundo."

Para evoluir no estágio humano, Peixinho afirma que é preciso realizar três movimentos. "Um deles é voltado para si mesmo, que é conhecimento de si mesmo e autocultivo. O segundo é a integração com outro, que é o amor ao próximo, que envolve a caridade e a vida relacional, afetiva, social e ecológica. O terceiro movimento é a transcendência do humano, que está ligado a adoração e a vivência da comunhão com Deus."

É por meio do hábito da leitura que teremos, por exemplo, mecanismos para conseguir a evolução. No entanto, Peixinho faz um alerta. "A leitura é algo meramente cognitivo. Não é suficiente. É preciso experimentar, vivenciar. Se ficar só estudando, a pessoa pode ser tornar um 'espiritismólogo' e não um um espírita. Até o contrário, ela estuda, se informa e fica parada na hora da transformação."

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso