X

Diário da Região

16/02/2018 - 18h52min / Atualizado 16/02/2018 - 22h06min

Espiritismo

Voluntários se unem para promover a 41ª edição da Feira Espírita

Um grupo de Rio Preto segue o exemplo e está empenhado em realizar um serviço voluntário para a promoção da edição 2018 da Feira do Livro Espírita - Rio Preto e Região

Ricardo Boni/Divulgação No ano passado, visitantes puderam se aprofundar mais no estudo da doutrina
No ano passado, visitantes puderam se aprofundar mais no estudo da doutrina

Eventos grandiosos só são possíveis, em grande parte, pela mobilização dos voluntários. Os Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016, por exemplo, revelou isto. Pessoas de diversas partes do Brasil e do mundo se dividiram em diferentes áreas de atuação para que o evento acontece com segurança e organização. Um grupo de Rio Preto segue o exemplo e está empenhado em realizar um serviço voluntário para a promoção da edição 2018 da Feira do Livro Espírita - Rio Preto e Região.

A 41ª edição do evento terá início apenas no dia 1º de março, no Riopreto Shopping Center, no entanto, os voluntários já estão colocando a mão na massa. Neste sábado, 17, eles irão participar de um encontro para troca de informações, organização e últimos ajustes sobre o evento. Com diferentes profissões e idades, homens e mulheres irão participar uma reunião, com café e lanche, das 9h às 11h, na USE (União das Sociedades Espíritas - Intermunicipal de Rio Preto), localizada na rua Cleofas Beltran Silvente, 326.

Sandra Reis Machado, do Departamento de Mocidades da Use e uma das organizadoras da feira espírita, explica que o trabalho voluntário é muito importante, de uma maneira geral, para contribuir para uma sociedade melhor. Todos podem colaborar com a regularidade que melhor se adapte ao seu cotidiano profissional e familiar. Ajudar em um final de semana já é o suficiente para fazer a diferença. "A feira, por exemplo, é movida pela participação dos voluntários", ressalta.

Segundo ela, ajudar ao próximo é um dos principais objetivos do grupo de voluntários que atuam na feira espírita. Eles se unem para realizar um trabalho social eficiente e que gera resultados a longo prazo com muito comprometimento, engajamento e respeito. "Além de vender os livros, eles estão ali para conversar com os visitantes, dar apoio e até uma palavra de carinho. A ideia é fazer um acolhimento, que vai além do atendimento. É preciso ouvir as pessoas e acolher. Esta atenção vai além do conhecimento sobre as obras."

Um dos mais antigos voluntários é o aposentado Wilson Roberto de Campos, de 62 anos. Há quatro anos, ele dedica seu tempo vago para ajudar no atendimento da feira espírita. Paralelo ao evento literário, ele ainda atua como voluntário no IELAR (Instituto Espírita Nosso Lar). "No centro espírita, eu ajudo a fazer e distribuir cestas básicas para as famílias carentes assistidas. Também atuo na arrecadação dos alimentos e na padaria do local. Ajudo a fazer pães e roscas, que são vendidos e tem a renda revertida para arcar com os gastos do centro."

Campos afirma que o sentimento de gratidão e felicidade por estar a serviço do bem é o que o move. Segundo ele, é importante que mais pessoas se sensibilizem pela causa a ajudem a melhorar a vida de alguém. "Não adianta nada ficar em casa falando mal do governo. Eu garanto que a gente ajuda a sociedade e ainda ganha muitos benefícios e aprende a ser melhor."

Outro voluntário é o psicólogo Marcelo Carvalho Monice, de 48 anos. Ele conta que ao se associar ao grupo de voluntários de Rio Preto, ele acabou tendo sua vida transformada. Além de ajudar no atendimento da feira espírita no centro de compras, ele ministra palestras sobre a paz. "Tenho um projeto em que divulgo a paz. Uma das ações é a caminhada da paz em Rio Preto."

Monice afirma que, para se tornar voluntário, ele lê muitos livros. Neste cenário, ele tenta de alguma forma repassar este conhecimento. "Na feira espírita, por exemplo, eu encontro muitas pessoas que vão ao evento em busca de algum tipo de conforto. Ao ouvir as queixas e desabafos, nós promovemos um alívio no coração delas. Além disso, podemos orientar sobre qual o melhor livro que elas estão procurando, que inclui, por exemplo, relacionamento de casais, luto e até depressão."

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso