Diário da Região

11/02/2018 - 00h30min / Atualizado 10/02/2018 - 17h24min

NETFLIX

Série adolescente traz os anos 1990 de volta

Everything Sucks!, que estreia na próxima sexta-feira, 16, explora os dilemas vividos pelos jovens de ensino médio

Divulgação Nova produção Everything Sucks! tem estreia programada para a próxima sexta-feira, 16
Nova produção Everything Sucks! tem estreia programada para a próxima sexta-feira, 16

O conturbado e, para muitos, torturante período do ensino médio, que os americanos chamam de 'high school', é um ambiente fértil para dramas e comédias que proporcionariam motes para inúmeros livros, filmes e séries.

Everything Sucks!, nova produção do Netflix, disponível a partir da próxima sexta-feira, 16, bebe nessa fonte inesgotável. A apresentação do programa já diz do se trata: "É estranho, é excitante, é doloroso, é o ensino médio!". E as primeiras imagens denunciam: ele se passa nos anos 1990.

A história se desenrola, mais exatamente, em 1996, em uma escola na cidade de Boring (que em inglês significa chato, enfadonho), no estado do Oregon, Estados Unidos. Pode parecer mais uma piada dos criadores e produtores da série, Ben York Jones e Michael Mohan, mas o lugar realmente existe.

A comédia de costumes retrata adolescentes com todos os seus hormônios em ebulição, morando em uma cidadezinha de cerca de 7 mil habitantes e cuja principal fonte de renda é a extração de madeira. E, ainda por cima, em um tempo no qual não existia smartphone, laptop, tablet, e, muito menos, Netfilx. "It sucks!" (do inglês nada literal, "isto é um saco!").

Nos dez episódios de 30 minutos, os embates entre os populares e os nerds da escola terão como pano de fundo a realização de um filme, produzido pelos clubes de Audiovisual e de Teatro da Escola de Boring. Além das aspirações dos protagonistas Luke O'Neil (interpretado pelo adolescente Jahi Winston) e Kate Messner (papel da canadense Peyton Kennedy) e de um time de 'teenagers', o estilo, a moda, o comportamento e, claro, as músicas da década de 1990, principalmente o hip hop e o grunge, serão peças fundamentais para se criar o mosaico da época.

Everything Sucks! concorre à vaga semelhante a que Stranger Things! ocupa para os fãs dos anos 1980. "Na série existem referências de nossos programas preferidos quando éramos adolescentes, como Anos Incríveis, Happy Days e That' 70s Show. Achamos que este é um bom momento para reviver a moda, a música e a comportamento dos (19)90. E Everything Sucks! expõe a nossa visão desse período", justificaram Jones e Mohan em entrevista recente ao site Deadline Hollywood.

 

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso