X
X

Diário da Região

20/02/2018 - 18h15min / Atualizado 28/02/2018 - 12h42min

TINTA LOKA

Livro mapeia a produção do graffiti paulista

Rio-pretense Stan Bellini é um dos nomes que integram publicação inédita dedicada ao graffiti, o livro Tinta Loka Street Book (Editora Literarua)

Vitão Natureza/Divulgação O grafiteiro Stan Bellini representa Rio Preto no livro Tinta Loka
O grafiteiro Stan Bellini representa Rio Preto no livro Tinta Loka

O grafiteiro Stan Bellini, 33 anos, já rodou o mundo com a sua arte. Em seu currículo, acumula participações em eventos internacionais de graffiti na América Latina e na Europa. Também cria ilustrações para uma marca de roupa da França e realiza, neste mês, a primeira exposição individual de sua carreira, na Jeffrey Gallery Store (Rio de Janeiro).

"Em eventos de graffiti, muita gente acha que eu sou de São Paulo", comenta ele, que, apesar de quase duas décadas de trajetória no graffiti, é praticamente desconhecido pelo público de Rio Preto, a sua terra natal.

Assim como Stan Bellini, muitos artistas de cidades do interior paulista, principalmente aqueles que têm o espaço urbano como plataforma de criação, não são reconhecidos em seus locais de origem. Ou seja, eles sabem muito bem o significado daquele ditado que diz que santo de casa não faz milagre.

"Acabo até ficando triste, pois não tenho muitas oportunidades por aqui. Queria muito grafitar a primeira lateral de um edifício em Rio Preto, mas nunca me dão bola. Somente quem é de fora é que dá valor ao meu trabalho", lamenta o grafiteiro rio-pretense.

Mapeamento

Buscando justamente promover a visibilidade de artistas urbanos do interior paulista e da periferia da capital, o artista visual Donizete de Souza Lima, 42, conhecido por Bonga Mac, e a jornalista e designer gráfico Tamires Santana, 28, lançaram, em novembro do ano passado, o livro Tinta Loka Street Book (Editora Literarua).

A publicação é fruto de um trabalho de mapeamento realizado ao longo de quase dois anos, identificando artistas e coletivos de aproximadamente 25 cidades paulistas e de inúmeros bairros de periferia da Grande São Paulo. E adivinha quem é o grafiteiro escalado para representar a produção rio-pretense? Stan Bellini.

"Queríamos dar ênfase para o interior paulista e para os bairros paulistanos de periferia porque há pouca visibilidade para as produções de graffiti e muralismo realizadas nesses locais", comenta Tamires em entrevista ao Diário. 

Tinta Loka traz o perfil de cerca de 70 artistas e coletivos de arte urbana. Uma das raras publicações do gênero no Brasil, o livro foi lançado em edição de luxo, com capa dura impressa em dourado e textos em português e inglês. São mais de 200 páginas dedicadas à arte urbana paulista.

"É o primeiro livro dedicado ao graffiti nacional de que tenho conhecimento. Já vi muitas revistas especializadas, mas um material desse tipo, que conta um pouco da história de cada artista, é algo inédito para mim", elogia Stan Bellini, que teve a oportunidade de trabalhar ao lado de Bonga Mac em 2010, durante um evento internacional realizado em Quito, capital do Equador.

"Eu já conhecia o trabalho dele (Bonga Mac) por meio de revistas e da internet. Foi em Quito que nos conhecemos pessoalmente, e tivemos a oportunidade de criar a arte juntos para trabalhar um muro dedicado aos grafiteiros brasileiros. Depois disso, nos encontramos em alguns outros eventos. Hoje, o contato é somente virtual", conta o grafiteiro rio-pretense.

Segundo Tamires, a curadoria de Tinta Loka foi realizada pelo próprio Bonga Mac, a partir dos contatos que ele fez ao longo de sua carreira. "O grande diferencial do livro é a questão territorial. No entanto, a curadoria levou em consideração questões como a proposta de trabalho do artista, a linguagem explorada por ele e aspectos estéticos", explica a jornalista e designer.

Desde novembro do ano passado, Tamires e Bonga Mac já realizaram sessões de autógrafos do Tinta Loka em vários lugares de São Paulo, além de Campinas e Goiânia. Existe o desejo de realizar um lançamento em Rio Preto, assim como em outras cidades citadas na publicação, mas isso depende de parcerias. "Tivemos o apoio de uma fundação para publicar a obra, mas os lançamentos estão sendo feitos de forma independente. O evento não se restringe apenas ao lançamento em si, também promovemos um bate-papo em que mostramos ao público essa força da arte urbana fora da capital", sinaliza Tamires.

Fundação apoiou o livro

Tinta Loka Street Book é um dos trabalhos realizados por Bonga Mac e Tamires Santana através da Bonga Produções, empresa criada por eles em 2013 e que trabalha com graffiti, muralismo, arte educação e produção cultural. 

Para viabilizar a produção do livro, os dois conceberam o projeto Circuito Spray, o qual foi apresentado à Fundação Stickel, instituição responsável pelo financiamento da publicação. O Circuito Spray foi a contrapartida do patrocínio para o livro. Durante um ano e meio, eles realizaram uma série de ações pedagógicas com cerca de 200 crianças e jovens de escolas da cidade de São Paulo, buscando trabalhar a autoestima, a coletividade e a criatividade por meio do graffiti.

O livro conta com textos de Binho Ribeiro, produtor da Bienal Internacional Graffiti Fine Art, e de Fab Five Freddy, apresentador do programa Yo! Raps na MTV norte-americana e co-produtor do filme Wild Style, o qual faz um retrato histórico sobre o surgimento da cultura hip hop. Tem ainda a participação do artista Does na contracapa e é comentado pelo artista francês Kongo Mac, que compartilha com os leitores seu olhar sobre o graffiti brasileiro.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso