Índice de breteau explode em Rio PretoÍcone de fechar Fechar

SAÚDE

Índice de breteau explode em Rio Preto

O número representa situação de risco de surto das doenças transmitidas pelo Aedes aegypti: dengue, zika e chikungunya


    • São José do Rio Preto
    • máx min

A Secretaria Municipal de Saúde acaba de anunciar o Índice de Breteau de janeiro em Rio Preto, que ficou em 6,7, o mais alto da série histórica.

O número representa situação de risco de surto das doenças transmitidas pelo Aedes aegypti: dengue, zika e chikungunya.

A Saúde se preocupa, principalmente com zika e chikungunya, doenças às quais a população está mais exposta, pois a maioria dos riopretenses ainda não contraiu. Grande parte dos moradores está imune à dengue, pois várias epidemias ocorreram.

Por área de abrangência das unidades de saúde, no bairro Cidade Jardim a situação é a mais crítica, com 16,7; seguido pelo Gonzaga de Campos, com índice em 16,3 e Engenheiro Schmitt, 14,2.

 

Já os três bairros, onde o índice não chega a 1, são Maria Lúcia (0,6); Central (0,8) e São Deocleciano (0,9).