Diário da Região

12/02/2018 - 21h20min / Atualizado 12/02/2018 - 21h23min

MENORES E DROGAS

Agentes da Vara da Infância fecham rave

Ao menos 200 pessoas estavam no local no momento da festa, que não tinha alvará da Justiça

Uma festa rave, com a presença de drogas, bebidas alcoólicas e menores de idade, foi encerrada na manhã desta segunda-feira, 12, em uma chácara no Jockey Clube, em Rio Preto, por agentes voluntários da Vara da Infância e Juventude. Ao menos 200 pessoas estavam no local no momento da festa, que não tinha alvará da Justiça.

"Quatro menores foram apreendidos, dois por portarem drogas e outros dois por usarem documentos de terceiros. Além de dois maiores de idade que portavam drogas também", disse Fábio Acayaba, chefe dos agentes da proteção da Vara da Infância e Juventude de Rio Preto. A ação teve apoio da Polícia Militar. Todos os participantes foram retirados do local.

As condições de higiene do local estavam precárias e, segundo agentes, o público acampava com ao menos 80 barracas na festa. A festa deveria durar até o fim do Carnaval. "Havia pessoas acampando, um ambiente muito sujo e insalubre para a dignidade da saúde dos adolescentes do local", acrescentou Acayaba.

As pessoas apreendidas foram conduzidas ao Plantão Policial e os menores só foram liberados com a presença dos pais. Agora eles ficam à disposição da Justiça para esclarecimentos. "A gente não espera nunca isso, né? Ela falou que ia para uma festa ontem à noite (domingo) e meu filho me avisou que ela estava aqui (Plantão)", disse o pai de uma das pessoas apreendidas. Os pais vão responder a processo por negligência.

O responsável pela festa foi localizado e o locatário do imóvel identificado pelo Juizado. Eles poderão ser responsabilizados e processados pela presença dos menores e das drogas.

Autos de infração

Além do encerramento da festa rave, o Juizado aplicou três autos de infração em clubes da região que não tinham alvará da Vara da Infância - em Rio Preto, Cedral e Bady Bassitt. A autuação, no entanto, não impede a continuação dos bailes de carnaval. De acordo com agentes do Juizado, algumas das matinês vendiam bebidas para os pais, o que é proibido segundo o Estatuto da Criança e do Adolescente.

(Colaborou Victor Stok)

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso