X
X

Diário da Região

03/02/2018 - 18h29min / Atualizado 03/02/2018 - 18h29min

SUSTENTABILIDADE

De Rio Preto para o mundo

Estudante de Medicina da Famerp ajuda a implementar projeto de desenvolvimento sustentável na Amazônia e apresenta no Paraguai a ideia que melhorou a vida de 20 comunidades ribeirinhas

Mara Sousa 30/1/2018 Tiago Novaes Pereira, aluno da Famerp, diz que sempre quis ajudar as pessoas, por isso foi fazer medicina
Tiago Novaes Pereira, aluno da Famerp, diz que sempre quis ajudar as pessoas, por isso foi fazer medicina

O estudante Tiago Novaes Pereira, de 21 anos, apresentou no Paraguai um trabalho sobre o desenvolvimento sustentável na Amazônia, que tem o objetivo de apoiar famílias de comunidades ribeirinhas em relação à saúde, educação e finanças. Ele foi o único representante da faculdade onde estuda, a Famerp, em Rio Preto, no evento. Para participar, Tiago e seu grupo enfrentaram um processo seletivo para o qual houve 33 candidatos e 18 selecionados. 

"Sempre tive o desejo de ajudar pessoas, então no ensino médio fui conquistado pela ideia de estudar medicina", afirma. Ele representou o comitê IFMSA Brazil da Famerp no The Americas' Regional Meeting, que ocorreu na capital paraguaia, Assunção. O projeto apresentado leva o nome de "Programa de suporte ao desenvolvimento sustentável na Amazônia".

A IFMSA Brzil é parte da comunidade mundial da International Federation of Medical Students' Association, maior organização estudantil do planeta, que reúne alunos de pelo menos 120 países.

Antes de se mudar para Rio Preto para cursar medicina, Tiago morava em Alfenas, em Minas Gerais. A ideia do projeto de desenvolvimento sustentável na Amazônia surgiu em conversas com amigos da IFMSA-Brazil de Belém do Pará, durante uma assembleia geral da organização. "Primeiramente, fizemos uma análise de como uma ONG, a WWF, fazia políticas de desenvolvimento sustentável na Amazônia, e como a IFMSA poderia replicar isso, que foi a parte que apresentamos no Paraguai", explica Tiago.

A WWF é uma organização não governamental (ONG) cujo nome, em inglês, é  "World Wide Fund For Nature", ou seja, "Fundo Mundial para a Natureza".

Depois, o grupo se organizou para levar a famílias ribeirinhas moradoras da região do Marajó, no Pará, a assistência médica básica e atividades educativas, com dinâmicas sobre educação sexual, higiene e onde procurar atendimento. "Eu não viajei até lá para implementar o projeto por causa do custo, meus parceiros do Pará fizeram a implementação na prática. O projeto atingiu aproximadamente 20 famílias da comunidade", conta Tiago.

A primeira apresentação ocorreu em Assunção, no Encontro Regional das Américas da IFMSA. "Foi muito gratificante. Você fica muito nervoso de estar apresentando em inglês e em outro país, mas após a primeira apresentação e os muitos elogios, fica mais relaxado", descreve o estudante. "É muito energizante participar da grande troca de conhecimentos que é a colaboração internacional."

Tiago garante que pretende dar continuidade à ideia, utilizando outros enfoques e diferentes populações. "Essa vivência realmente abriu meus olhos à necessidade de se trabalhar com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável e da Agenda 2030, em nível local, regional, nacional e internacional", afirma.

A Agenda 2030 é uma série de objetivos estabelecidos pelos países que compõem e Organização das Nações Unidas (ONU) durante convenção em 2015. São 17 metas que deverão ser atingidas até 2030. Dentre elas, acabar com todas as formas de pobreza em todos os lugares; acabar com a fome; assegurar uma vida saudável e uma educação inclusiva e equitativa de qualidade.

"Localmente, a IFMSA-Brazil Famerp vai começar nesse ano a trabalhar com fomento à reciclagem e continuar a trabalhar com populações negligenciadas na busca da construção de uma sociedade mais justa, continuando nossa parceria com a Secretaria Municipal de Saúde", fala Tiago.

O estudante conta que participará do Encontro Mundial dos Estudantes de Medicina , que ocorrerá em agosto em Quebec, no Canadá. "Buscando me conectar ainda mais com oportunidades de fazer a diferença, e fazer contatos com representantes de organizações filiadas à ONU para possível suporte às minhas ações futuras, tanto dentro quanto fora da IFMSA-Brazil", acredita.

 

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso