Diário da Região

13/02/2018 - 00h30min / Atualizado 12/02/2018 - 21h35min

SUCATEADA

Sem folia na Cidade da Criança

Um dos espaços preferidos da criançada, área de seis alqueires está com brinquedos interditados e a cantina fechada. Entre as interdições, está a Ponte do Rio que Cai, que é destaque no site da Prefeitura

Mara Sousa 12/2/2018 Jailson com o filho Jhony, na Cidade da Criança, que está com vários brinquedos estragados e interditados: reflexo de um abandono já histórico
Jailson com o filho Jhony, na Cidade da Criança, que está com vários brinquedos estragados e interditados: reflexo de um abandono já histórico

Na descrição da Cidade da Criança, o site da Prefeitura traz como principais atrações o Foguetão e a Ponte do Rio que Cai, além de destacar uma lanchonete onde são vendidas "diversas guloseimas aos visitantes". A realidade, porém, é bem diferente. Dos listados acima, apenas o primeiro ainda funciona. Um dos locais que mais despertam o interesse das crianças já não é mais o mesmo.

São 230 brinquedos, sendo que cinco estão interditados - além da ponte, um tobogã, escorregadores e dois destinados a crianças portadoras de deficiência física. A Prefeitura promete revitalização do espaço, mas aguarda verba.

Enquanto isso, pais acabam tendo de se virar. Alguns preferem que os filhos usem o espaço aberto proporcionado, os brinquedos ficam em segundo plano. Caso do operador de máquinas Jaílson Rosendo do Santos. Ele costuma levar o filho, Jhony, de 7 anos, ao local para jogar bola. "Fico meio receoso, pois tem muita coisa enferrujada, afinal os brinquedos são muito antigos. Da última vez que vim, não tinha tantos brinquedos interditados assim não."

Além dos brinquedos interditados, quem pretende fazer um piquenique no local de seis alqueires precisa levar os lanches de casa, pois a cantina se encontra fechada. "Toda vez que trago meu filho aqui, trazemos lanches, água e sucos de casa. Já faz meses que a lanchonete não está funcionando," disse Jaílson.

A dona de casa Márcia Roque de Paula Ramalho se arrependeu de levar o filho à Cidade da Criança. Em outubro de 2016, o menino, então com 13 anos, sofreu fratura da face e teve de passar por cirurgias plásticas reparatórias após ser atingido pelo brinquedo Constelação, que caiu após a base de metal ruir. A família entrou com processo no início deste ano pedindo indenização de R$ 67,5 mil.

Após o caso, a Prefeitura diz ter tomado medidas de seguranças para evitar que novos acidentes aconteçam. Entre elas a instalação de mais placas no local indicando a idade máxima recomendada.

Respostas

Por meio de nota, a Secretaria de Esportes e Lazer, que administra o local, disse ter interditado os brinquedos que pudessem apresentar qualquer tipo de risco às crianças. "Esses brinquedos devem ser removidos, o que requer a contratação de serviço especializado. O trabalho foi incluído no projeto executivo para a revitalização do parque."

Sobre a cantina, a pasta informou que logo ela será reaberta. "O contrato anterior de cessão do espaço foi encerrado e está em andamento a nova concorrência para o serviço. A cantina volta a funcionar quando o processo for concluído," diz a nota, sem informar a data de conclusão do processo.

Ainda segundo a Secretaria, existe uma verba disponibilizada pelo governo federal para recuperação do parque, incluindo estrutura física, área construída e brinquedos, no valor total de R$ 1.125.500,00. "Os projetos executivos estão prontos e aguardam aprovação da Caixa Econômica Federal para que seja realizado o processo de licitação e os recursos sejam liberados para a execução da obra. A Caixa não informa prazo exato para aprovação dos projetos."

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso