Diário da Região

13/02/2018 - 15h10min / Atualizado 13/02/2018 - 15h12min

campanha da fraternidade

Diocese lança campanha contra violência

Igreja Católica vai fazer simpósio para debater o tema com pastorais sociais e delegados e comandantes da PM.

Edivaldo Mella Janasco Dom José Reginaldo Andrietta
Dom José Reginaldo Andrietta

A Diocese de Rio Preto vai lançar na manhã desta Quarta-feira de Cinzas a Campanha da Fraternidade 2018, que irá debater a violência na sociedade.

Ás 9h o bispo de Rio Preto, Dom Tomé Ferreira da Silva, vai celebrar uma missa na Catedral de São José. Delegados e oficiais do comando da Polícia Militar de Rio Preto foram convidados para a missa.

A campanha tem como tema “Fraternidade e superação da violência” e o lema é “Vós sois todos irmãos”, citação de trecho do evangelho de Mateus.

Além das autoridades policiais foram convidados agentes das pastorais do Menor, da Criança, Carcerária e dirigentes de ONGs de Rio Preto que lutam contra a violência.

O coordenador diocesano da Campanha da Fraternidade, padre Gerson Carlos Cavalin, afirma que a intenção é debater a violência provocada pelo crime, mas também a violência gerada pela pobreza, contra mulher e criança, nos meios de comunicação e até na intolerância propagada nas redes sociais.

"Faremos um evento de lançamento da campanha para toda sociedade na próxima segunda-feira, dia 19, às 20h na Câmara de Vereadores. Também vai ter um simpósio para debater a violência, às 20h no dia 9 de maio, na Catedral com presença de membros da Anistia Internacional.", explica o padre.

JALES

A diocese de Jales vai fazer o lançamento da campanha às 9h de quarta-feira, na Escola Vocacional, na rua Roma, no Jardim Paulo VI, em Jales, que será celebrada pelo bispo Dom José Reginaldo Andrietta, com participação de policiais civis e militares, educadores e membros de pastorais sociais.

"Importante debater este tema neste momento que a sociedade enfrenta vários tipos de violência, não só em crimes, mas também nos jogos eletrônicos, nas posturas das pessoas em redes sociais e até dos veículos de comunicação de massa, que devem ter cuidado para não propagar mais a violência com seus programas", diz o bispo.

Dom José afirma que a proposta de todas as dioceses é usar os 40 dias da Quaresma para fazer a sociedade, não só os católicos, pensar formas de reduzir a violência no cotidiano.

"Não podemos deixar de refletir sobre os danos causados sobre outros tipos de violência como a econômica, de exploração dos trabalhadores, da invasão das reservas indígenas, racismo, e o mal causado por políticos envolvidos em corrupção que violentam a sociedade quando desviam verbas públicas para se enriquecer", critica o bispo.

O diretor do Deinter 5, RaYmundo Cortizo, achou muito oportuno debater a violência e incentivar todos os setores ajudar a traçar estratégias para trazer mais segurança a todos.

"Sempre digo que nós policiais trabalhamos apenas como os efeitos da violência, que são os criminosos, mas é importante refletir que é preciso mais investimentos em educação, saúde e emprego para reduzir os índices. Não adianta apenas prender, é preciso evitar que a pessoa se torne um bandido", comenta o delegado.

O tenente coronel da Polícia Militar de Rio Preto, Paulo Sérgio Martins também aprovou a escolha da violência como tema de reflexão da campanha da fraternidade.

"Sim. Excelente escolha. A violência e a criminalidade são palavras que, infelizmente, estão cada vez mais presentes no nosso dia-a-dia. A violência é um fenômeno complexo que tem uma multiplicidade de fatores. Penso que deve haver a preocupação com a educação adequada ao indivíduo, família e sociedade. Porém, em matéria de educação estamos deixando a desejar em todos os aspectos. É preciso mudar o comportamento, resgatando valores como honestidade, respeito, bom senso, seriedade que devem ser repassados aos nossos filhos", comenta o oficial.

Os comandos da Polícia Militar e do Deinter devem comparecer as missas e também enviar representantes ao lançamento da campanha na Câmara de Vereadores e no simpósio contra violência.

Campanha será divulgada na internet e nas emissoras católicas

Campanha será divulgada na internet e nas emissoras católicas - Quem não tiver condições de comparecer as missas nesta quarta-feira, dia 14, poderá assistir a cerimônia de abertura da campanha, que será transmitida ao vivo por emissoras de inspiração católica e a página da CNBB no Facebook, da sede provisória da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) em Brasília.
O evento será presidido pelo arcebispo de Brasília e presidente da CNBB, cardeal Sergio da Rocha, do bispo auxiliar de Brasília e secretário-geral da entidade, dom Leonardo Steiner.
As emissoras Rede Vida de Rio Preto e a Canção Nova farão a transmissão da abertura da CF ao vivo. Já a TV Aparecida transmitirá o evento gravado em horários alternativos que podem ser conferidos na programação de cada emissora.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso