X
X

Diário da Região

02/02/2018 - 10h26min / Atualizado 02/02/2018 - 23h23min

HOMICÍDIO

Homem de 35 anos é assassinado em sítio de Rio Preto

Polícia ainda não tem pistas do autor do crime; esse é o quarto homicídio do ano na cidade

Mara Sousa 8/2/2017 Delegado Fernando Augusto Tedde diz que equipes estão em busca do autor do crime
Delegado Fernando Augusto Tedde diz que equipes estão em busca do autor do crime

Um trabalhador rural de 35 anos foi encontrado morto, na noite desta quinta-feira, dia 1º, em um sítio próximo ao conjunto habitacional Lealdade e Amizade, em Rio Preto. As causas do assassinato estão sendo investigadas e o autor do homicídio não foi identificado. Esse é o quarto homicídio do ano na cidade.

Juliano Bravalheri foi encontrado morto por parentes, que entraram na casa do sítio e viram seu corpo caído na sala, próximo da porta do quarto. O rosto dele estava coberto com um pano manchado de sangue.

O delegado coordenador da Delegacia Investigações Gerais (DIG), Fernando Tedde, diz que o crime já está sendo investigado, mas até o momento não há suspeitos da autoria. “As equipes da DIGjá estão apurando o caso, mas por enquanto não temos ainda um suspeito da autoria do crime.” A família vai repassar para investigação o arquivo de imagens da câmera instalada na sede do sítio para ver se é possível identificar quem matou Juliano.

Segundo a Polícia Militar, Juliano apresentava sinais de afundamento no crânio, provocado por golpe de objeto tipo martelo ou barra de ferro, que não foi encontrado na cena do crime.

A viúva do trabalhador rural diz que viviam no sítio ela, o marido e a filha de 11 anos. No dia do crime, ela saiu à tarde para buscar a criança na escola e ficou na casa da mãe dele, aguardando que ele fosse até lá buscá-las de carro.

"Quando deu oito horas da noite, fiquei preocupado porque ele não chegava. Liguei várias vezes para o celular dele e até mandei mensagem dizendo "Vida (apelido), por que você não veio ainda? Está tudo bem?". Ele não respondia. Comecei a ficar preocupada. Só mais tarde fomos descobrir o que tinha acontecido com ele. Meu marido era trabalhador, nunca arrumou briga com ninguém", afirma a mulher.

Juliano trabalhava e morava no sítio há dois anos com a função de tirar leite das vacas e cuidar dos animais. Nas últimas semanas ele reclamou com parentes que vinha sendo ameaçado por garotos que invadiam a propriedade rural para pegar pipas que caíam no local e furtar milho.

Na porta do quarto de Juliano havia uma espingarda que estava carregada, o que seria indício de que a vítima foi pega de surpresa, sem tempo de pegar a arma para se defender. O armamento era do proprietário do sítio, que deixou a espingarda para o caseiro, depois que ele falou das ameaças que vinha recebendo dos jovens que invadiam o local.

O corpo de Juliano foi enviado para Instituto Médico Legal (IML) de Rio Preto, onde passou por análise. O laudo pericial ficará pronto em 30 dias e será repassado para a Polícia Civil.

Quarto homicídio

Esse foi o quarto assassinato em Rio Preto neste ano. A primeira vítima de homicídio foi o jovem Wesley Reis Sousa, de 20 anos, assassinado com sete tiros na noite do dia 3, no bairro Nova Esperança. Ele foi atingido por três tiros nas costas, três no ombro esquerdo e um na costela, do lado esquerdo. A segunda vítima foi o entregador Eder Bruno de Melo Alves, de 33 anos, baleado na frente da mulher e do filho de 5 anos, no Residencial Caetano, no dia 22. O terceiro foi jovem Marcelo Henrique Júnior Alvarenga, de 19 anos, morto com três tiros no João Paulo 2º, no dia 23.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso